Setranvasf alega que estudantes praticaram atos de vandalismo durante protesto de ontem

manifestação estudantes setranvasfNem tudo foi protesto no dia de ontem (7), quando um grupo de estudantes petrolinenses, revoltados com o reajuste das passagens no transporte coletivo, foi até a sede do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo do Vale do São Francisco (Setranvasf).

Segundo representantes do Setranvasf, os estudantes invadiram o prédio da entidade e praticaram atos de vandalismo. Os manifestantes jogaram cadeiras ao chão e reviraram computadores e papeis, além de riscarem as paredes do prédio.

Há relatos também de que uma funcionária, de nome Queila, teria sido agredida por um líder dos estudantes, quando esta o impediu de ter acesso ao setor financeiro da entidade. Diante dos fatos foi feito um B.O (Boletim de Ocorrência) na delegacia de Polícia Civil. Já a funcionária foi fazer exame de corpo de delito e prestou queixa na Delegacia da Mulher. Três estudantes, segundo a Setranvasf, foram identificados durante o protesto.

O Blog reserva espaço para as entidades estudantis de Petrolina comentarem o assunto.

Audiência pública sobre reajuste e meia-passagem no transporte municipal para estudantes acontecerá na Casa Plínio Amorim

estudantes uesp_600x450Uma audiência pública na Casa Plínio Amorim, marcada para a próxima semana, deverá trazer novamente à baila o polêmico reajuste no valor das passagens do transporte coletivo em Petrolina. E não só isso. Outro tema a ser abordado será a luta das entidades estudantis pela implantação da meia-passagem no transporte intermunicipal.

O evento, que acontecerá na próxima sexta-feira (15) a partir das 9h, foi confirmado pela presidência da Mesa Diretora da Casa, após pedido de lideranças das principais entidades estudantis de Petrolina, que novamente foram à Câmara na manhã desta quinta-feira (7).

Antes disso, eles promoveram mais uma manifestação pelas ruas da cidade. Em um grupo numeroso, os estudantes foram até a prefeitura municipal, na Avenida Guararapes, e de lá seguiram para a sede do Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo do Vale do São Francisco (Setranvasf).

Após acertarem os detalhes da audiência com o presidente da Mesa, vereador Osório Siqueira, o grupo reuniu-se no espaço de eventos da Casa, onde as lideranças avaliaram a mobilização de hoje. De acordo com a presidente da União dos Estudantes Secundaristas de Petrolina (Uesp), Samara Oliveira, o saldo foi positivo. “Conseguimos passar em mais escolas. Felizmente os estudantes estão convencidos de que esse reajuste é um absurdo”, ressaltou, acrescentando que em Caruaru, no Agreste do Estado, as entidades conseguiram manter o valor das passagens na área urbana em R$ 1,80.

Juntamente com a União dos Estudantes Secundaristas de Pernambuco (Uespe), Samara frisou que buscará outro direito da categoria – a meia-passagem no transporte intermunicipal. Sobre esse tema a mesma audiência ocorrerá simultaneamente em Caruaru, no dia 15. A última acontecerá no Grande Recife, dia 20 de março.

Drama rotineiro: Mais um ônibus quebrado em Petrolina gera irritação entre passageiros

GEDC4800Um drama que parece não ter fim em Petrolina: em pleno horário de almoço, quando muitos trabalhadores têm menos de duas horas para ir a casa e retornar ao trabalho, mais um ônibus quebrado gerou muita irritação na tarde desta segunda-feira (4).

A foto foi feita pela nossa equipe de reportagem, nas proximidades do Distrito industrial da cidade. Além do transtorno aos passageiros, o problema mecânico no ônibus também atrapalhou o trânsito, já que o ‘incidente’ aconteceu no contorno da via.

Leitora é mais uma a criticar mudanças no sistema de transporte coletivo de Petrolina

onibus/Blog Carlos BrittoAs mudanças no sistema de transporte coletivo em Petrolina continuam recebendo críticas de quem dependem de ônibus, sobretudo em relação aos estudantes.

Segundo a leitora Rose Martins, para quem mora na Zona Oeste da cidade as dificuldades são enormes de se deslocar até o campus da UPE, na Cidade Universitária (bairro Vila Eduardo). E faz seu desabafo.

Confiram:

“Moro na Cohab IV (Massangano) e agora temos que pegar dois ônibus, além de pagar duas passagens (porque nem sempre o tal bilhete integrado funciona). É muito cansativo e perigoso ter que descer no Centro e esperar sabe Deus a hora de pegar outro para o bairro, ou vice e versa, estou insatisfeita com essa mudança…muito obrigada”.

Rose Martins/Leitora

“Cadê o VLT?”, indaga leitor

vltAs discussões acerca do transporte público em Petrolina são uma boa oportunidade para a prefeitura municipal trazer à tona o projeto do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos).

Essa foi uma plataforma de campanha do prefeito Júlio Lóssio (PMDB), o qual justificou que o sistema mudaria a cara do sistema de transporte coletivo na cidade.

Agora, as cobranças começam a acontecer, a exemplo do leitor Marcos Barbosa, que enviou ao Blog uma indagação: “gostaria de saber se o projeto tão divulgado e massificado durante a campanha do prefeito Júlio Lóssio foi esquecido. Até agora não ouvi falar mais nada a respeito e venho reclamar, porque moro no (bairro) Pedra Linda e votei no atual prefeito confiando em sua promessa”.

Líder estudantil chama de “máfia” reajuste das passagens e cobra implantação de Conselho de Transporte em Petrolina

28022013581_600x450/Blog Carlos BrittoExiste uma máfia do transporte público que se instalou na região, prejudicando a grande massa”. A afirmação foi feita ontem (28/02) pelo presidente da União dos Estudantes Secundaristas de Pernambuco (Uesp), Jessé Samar, durante sessão ordinária na Casa Plínio Amorim.

Acompanhado por outras lideranças estudantis, ele foi à Câmara cobrar um posicionamento de cada vereador contra o reajuste no preço das passagens de ônibus em Petrolina – considerado “abusivo” pelas entidades que representam os estudantes. E conseguiu.

Um dos primeiros a falar, o vereador Zé Batista da Gama (PDT) mostrou-se solidário à indignação dos estudantes. Criticou a qualidade dos ônibus que circulam na cidade, mas foi cauteloso em relação à decisão do juiz Josilton Reis, da Vara da Fazenda Pública. Disse que a Câmara não pode afrontar uma decisão judicial, mas as entidades estudantis ainda podem recorrer, através de liminar.

Outro que reforçou o protesto dos estudantes foi o vereador Adalberto Filho, o ‘Betão’ (PSL). Ele afirmou que não se justifica um valor tão caro nas passagens, em troca de ônibus tão ruins. Ele lembrou ainda que apenas três ônibus circulares atendem os usuários do sistema em Petrolina e aproveitou para sugerir uma audiência pública sobre o tema.

Conselho de Transporte

O governista Dr.Pérsio Antunes (PMDB) lembrou que foi o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo do Vale do São Francisco (Setranvasf) quem entrou na justiça para solicitar o reajuste, mas ressaltou que a prefeitura recorreu. O fato foi reforçado pela vereadora Cristina Costa (PT), a qual elogiou a atitude do município, já que – segundo ela – anteriormente as empresas conseguiam o reajuste por meio judicial, cabendo à prefeitura somente aceitá-lo.

Mas o líder oposicionista, Ronaldo Cancão (PSL), contestou, alegando que nas gestões passadas esse reajuste era baseado em planilhas de custo das empresas, repassadas pela prefeitura à Casa – o que ainda não aconteceu, conforme o vereador, na atual gestão.

Após ouvir os vereadores, o representante da Uesp garantiu que as entidades “não arredarão pé” das ruas, em protesto contra o reajuste. Ele cobrou também a reativação do Conselho Municipal de Transporte, responsável por fiscalizar o setor. Segundo Jessé, a entidade seria fundamental em casos como esses. “Um aumento de R$ 2,25 para R$ 2,46 (para a área urbana) não se justifica, até porque não houve nenhuma discussão. Já está na hora de se tirar do papel o Conselho de Transporte, que tem a função de evitar esse abuso por parte dos empresários”, afirmou.

Segundo Jessé, caso o atual aumento nas passagens se confirme, Petrolina terá o bilhete mais caro no Estado, e comparou a cidade a Caruaru – do mesmo porte de Petrolina, onde a passagem custa R$ 1,70. Outra entidade que se juntou às reivindicações dos estudantes secundaristas foi o DCE da Univasf. A representante do diretório, Sara Fonseca, também esteve na sessão de ontem e garantiu que o reajuste não será aceito. Segundo ela, dos 5 mil estudantes da Univasf, pelo menos 4,5 mil dependem do transporte coletivo da cidade. “Colocamos-nos à disposição de outras organizações estudantis para realizar movimentações que paralisem os serviços prestados por essas empresas”, completou.

EPTTC adverte: Condutores sem credencial para estacionamento em vagas prioritárias poderão ser multados

A Empresa Petrolinense de Trânsito e Transporte Coletivo (EPTTC) está alertando motoristas da cidade sobre  estacionamentos em vagas prioritárias. A partir de agora, de acordo com o órgão, as pessoas com deficiência deverão apresentar credencial na hora de estacionar em vagas prioritárias. Já os condutores sem o cartão podem pagar uma multa no valor de R$ 53,21.

A EPTTC informa que através do sistema Zona Azul, 22 vagas são destinadas a motoristas com alguma deficiência, no entanto eles devem estar atentos às normas de utilização do serviço.

O diretor-presidente da EPTTC, Ryan Oliveira, salienta que a preocupação é manter um trânsito mais seguro e ágil em Petrolina. “Para isso é preciso alertar tanto as pessoas que utilizam o estacionamento especial, como os demais motoristas e pedestres. Aqueles condutores que desrespeitarem as leis de trânsito e estacionarem nas vagas reservadas para deficientes também serão multados em R$ 53,21 e receberão três pontos na carteira”, afirma.

A credencial de estacionamento especial pode ser adquirida gratuitamente na sede da EPTTC, de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h, e o condutor ou responsável deve estar munido dos seguintes documentos: comprovante de residência do beneficiário (sendo que este deve residir em Petrolina), RG, CPF ou CNH – além do laudo médico que comprove a deficiência. (Fonte: Ascom PMP)

Estudantes de Petrolina protestam contra aumento de passagens e interditam trânsito na orla da cidade

DSC_0065_640x427DSC_0058_640x427

Revoltados contra o reajuste das passagens de ônibus em Petrolina, marcado para o mês de março, as principais entidades estudantis organizaram uma manifestação no Centro da cidade na manhã desta quarta-feira (27).

Munidos com bandeiras com bandeiras da União dos Estudantes Secundaristas de Pernambuco (Uespe), vários manifestantes caminharam pela orla e interditaram o trânsito em protesto. Ele também foram até à Câmara de Vereadores, solicitar da presidência da Casa uma audiência pública sobre o assunto.

A insatisfação dos estudantes acontece desde a última semana quando foi anunciada a decisão judicial autorizando o aumento. O bilhete na zona urbana passará para R$ 2,46 (um aumento de 25 centavos), enquanto o da área riberinha será de R$ 4,23. Para os perímetros irrigados a passagem custará R$ 3,82.

Juazeiro deve realizar ainda neste semestre etapa municipal da 5ª Conferência das Cidades

MARCA CONFERÊNCIA_300x256Juazeiro da Bahia deve realizar, ainda no primeiro semestre deste ano, a sua etapa municipal da 5ª Conferência das Cidades.

Segundo informações da assessoria de comunicação da prefeitura, nos próximos dias será nomeada a Comissão Preparatória Municipal, que deverá elaborar o regimento da Conferência contendo a pauta, a metodologia dos debates e o processo democrático de eleição dos delegados para a etapa Estadual.

A comissão terá também a responsabilidade de desenvolver o relatório final e encaminhar as propostas à Comissão Preparatória Estadual, além de definir a data e local do evento, que terá de acontecer até 1º de junho. O tema do evento será “Quem muda a cidade somos nós: Reforma Urbana já!”.

Lideranças estudantis de Petrolina discutirão criação de comitê para tentar barrar reajuste de passagens

lideres UespUma reunião marcada para a tarde deste sábado (23), às 14h, na sede da União dos Estudantes Secundaristas de Petrolina (Uesp), no Centro da cidade, colocará em pauta o reajuste na tarifa do transporte coletivo determinado pelo juiz da Vara da Fazenda Pública, Josilton Reis. Um dos itens a serem discutidos será a criação de um comitê com vistas a barrar o aumento, considerado pelos estudantes “um assalto” ao bolso da população.

De acordo com o presidente da União dos Estudantes Secundaristas de Pernambuco (Uespe), Davi Lira, o objetivo é sensibilizar o magistrado a reavaliar sua decisão, bem como o empresariado do setor. “Que o juiz e os donos das empresas se coloquem no lugar dos estudantes, das famílias que dependem do transporte coletivo”, afirmou ao Blog.

Davi ressalta também que no encontro, do qual foram convidadas outras representações estudantis e lideranças políticas locais, também será analisada a criação de um Conselho Municipal de Transportes, que teria a missão de tratar de temas como o reajuste das tarifas. Ficaria a cargo do Conselho, por exemplo, definir um valor para a tarifa e enviá-lo à prefeitura, que mandaria o projeto à Câmara Municipal. Na verdade, o Conselho existia, mas foi extinto na gestão do ex-prefeito Odacy Amorim (2007-08).

O líder estudantil questionou o fato de a população não ter sido consultada sobre a nova tabela de preços, que deve entrar em vigor num prazo de 15 dias, e afirmou que a decisão do representante da Vara da Fazenda foi antidemocrática. “No Recife a passagem subiu de R$ 2,15 para R$ 2,25. Mas houve uma discussão antes. Aqui a sociedade não foi consultada”, reforçou Davi, acrescentando que pelo menos 85 mil estudantes que dependem de ônibus ficarão prejudicados. Ele aproveitou ainda para elogiar a decisão da prefeitura em recorrer do reajuste.

Protesto na rua

A diretora social da Uesp, Daniela Pereira, adiantou que as entidades tentarão buscar um consenso para a questão, mas os estudantes estão prontos a ganhar as ruas para protestar contra o reajuste, se não houver diálogo. “Tem estudante que depende de dois, três ônibus para irem à escola. Enquanto isso os empresários só pensam em lucrar, não investem em qualidade. Os ônibus vivem chacoalhando e os usuários não têm nenhum conforto”, completa.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br