29 C
Petrolina,PE
4 de junho de 2020

Carlos Britto

57432 POSTS 65 COMENTÁRIOS

‘Novembro Azul’: Salgueiro mobiliza população masculina contra câncer de próstata

0

salgueiro cancer prostata_640x427Uma programação intensa realizada no dia de ontem (27) pela Secretaria de Saúde de Salgueiro (PE), Sertão Central, levou uma série de serviços gratuitos à população masculina dentro da campanha ‘Novembro Azul’, que chama atenção para ações de prevenção e combate ao câncer de próstata.

A ação coletiva aconteceu no Centro de Orientação e Aconselhamento em DST/AIDS – COAS, durante uma manhã de diversas atividades de saúde para os homens, com aferição de pressão, glicemia, teste rápido de HIV e Sífilis, palestras sobre prevenção de DSTs, distribuição de preservativos e corte de cabelo.

Todo homem pode realizar os exames preventivos, mas é incentivada e orientada, essencialmente, a participação daqueles que estejam na faixa etária a partir dos 45 anos para quem tem histórico de câncer de próstata na família ou que sejam da raça negra. Também é indicado para os pacientes que apresentarem sintomas da doença como dor ao urinar, vontade de urinar com frequência e presença de sangue na urina e no sêmen.

Tabu

A coordenadora de Unidades Básicas, Vania Rodrigues de Araújo, ressalta a importância dessa ação continuada. “Nossa equipe está aqui hoje para orientar, prevenir e conscientizar que é necessário o acompanhamento frequente. Para tentar quebrar esse tabu em relação ao exame de próstata, que não vai denigrir do homem, e sim servirá para protegê-lo de doenças que podem levar a morte”, explicou.

O agricultor João Barbosa, 76 anos, residente do Sítio Alazão, foi um dos primeiros a chegar para garantir a vaga. “Acho muito importante esse tipo de iniciativa e parabenizo toda a equipe. Pude realizar vários exames que se fosse particular não teria como pagar”, disse. (fonte/foto: Ascom PMS)

Cancão garante que bancada “está firme” com Osório e descarta “plano B” para presidência da Casa Plínio Amorim

1

ronaldo cancão_640x360Dizendo-se surpreso com a decisão da justiça em impugnar o processo eleitoral na Casa Plínio Amorim, que culminou com a reeleição de Osório Siqueira (PSB) para presidir novamente o Legislativo Municipal no biênio 2015/16, o líder da bancada oposicionista, Ronaldo Cancão (PSL), disse ontem (27) à imprensa que o grupo “está unido e firme” com Osório.

Segundo o líder, os dez vereadores da oposição até já sinalizam entendimentos com a bancada governista para mudar um item da Lei Orgânica do município, com vistas a garantir a reeleição do atual presidente. Esse teria sido o principal motivo alegado pelo juiz da Vara da Fazenda Pública, Josilton Reis, para anular a eleição ocorrida em setembro último.

Cancão também garantiu que não há “plano B” em relação a um outro possível nome que viria a ser apoiado pela bancada. O atual presidente deve recorrer da decisão, porém o líder oposicionista adiantou que há outros vereadores com plenas condições de disputar o processo eleitoral, caso Osório seja mesmo impedido por força da lei.

Não passa pela nossa cabeça um plano B. Vamos tentar reconstruir a vitória de Osório. Vamos esgotar todas as instâncias, mas no grupo há outros nomes”, concluiu.

Carreta vira no contorno do Mercado do Produtor em Juazeiro

0

carretaUma carreta transportando insumos agrícolas perdeu o controle no contorno do Mercado do Produtor em Juazeiro, na BR 407, e tombou. Populares que passavam pelo local registraram o momento e enviaram foto pelo Whatsapp.

De acordo com informações de testemunhas, o acidente atrapalhou o trânsito no fim da tarde desta quinta-feira (27), mas não houve vítimas.

Para não ser preso, presidente de Câmara de Vereadores em MS pula muro de casa e foge de pijama

0

vereador MSO presidente da Câmara de Vereadores de Ribas do Rio Pardo (MS), Adalberto Alexandre Domingues (PRTB), fugiu de pijama, na manhã desta quarta-feira (26), para não ser preso pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), do Ministério Público de Campo Grande. Ao ficar sabendo que o Gaeco estava na cidade para cumprir mandado de prisão, ele se apressou e sem tirar as roupas de dormir pulou o muro da casa, entrou no quintal do vizinho e escapou de ser preso. O ato surpreendeu os moradores da cidade, que fica a 92 km de Campo Grande.

Equipes do Gaeco, coordenadas pelo promotor de Justiça Marcos Vera de Oliveira, saíram cedo para cumprir os mandados de prisão preventiva do presidente e do contador da Câmara Municipal. O contador foi preso em Campo Grande, onde mora. Os dois também foram alvos da Operação Viajantes, deflagrada pelo Gaeco no início do mês, em que foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão, sendo 13 em Ribas do Rio Pardo e um em Campo Grande, no escritório do contador.

A Operação foi resultado de 10 meses de investigações de irregularidades no pagamento de diárias pela Câmara Municipal. A partir de denúncias, o Gaeco passou a apurar o caso e descobriu que dos 11 vereadores da cidade, oito recebiam diárias sem terem viajado. Em alguns meses, os pagamentos chegaram a R$ 8 mil, quase o dobro do salário dos vereadores, que é de R$ 4.500. Para justificar os pagamentos, os parlamentares “inventavam” viagens. Numa das situações, eles receberam diárias para viagem para o Paraná, onde teriam ido fazer um curso.

Mas o Ministério Público descobriu que a viagem nunca ocorreu e para justificar as diárias, os vereadores receberam de uma empresa que realiza cursos, a lista de presença em branco, para que fossem preenchidas.

Envolvidos

Todos os oito vereadores envolvidos no esquema foram afastados pela Justiça e na terça-feira foram empossados os suplentes. Na última segunda-feira, o juiz substituto de Ribas do Rio Pardo, Evandro Endo, suspendeu todos os contratos da Câmara de Vereadores e determinou o sequestro de duas propriedades de Adalberto Alexandre Domingues. Ribas do Rio Pardo tem cerca de 21 mil moradores, com renda per capita de R$ 490, de acordo com dados do IBGE. (fonte/foto: Agência O Globo)

Alvorlande minimiza votação em bloco que aprovou contas de ex-prefeitos e de atual: “A Casa não é só sangue”

0

alvorlande_640x360O vereador governista Alvorlande Cruz (PRTB) minimizou, após a sessão plenária de ontem (27), o fato de as contas dos ex-prefeitos Guilherme Coelho, Fernando Bezerra (PSB), Odacy Amorim (PT) e do atual, Julio Lossio (PMDB), terem sido votadas em bloco, como parte de um acordo entre as bancadas de situação e oposição.

Segundo Alvorlande, ele e seus pares apenas “cumpriram o papel” de legisladores. “O TCE-PE, que é um órgão respeitado, teve 13 anos julgando as contas, e as recomendou com ressalvas. Nós ouvimos nossos técnicos e assessores jurídicos, as irregularidades foram sanadas e votamos com tranquilidade, prestando contas à sociedade”, argumentou.

O governista ressaltou ainda que a Casa “não é só sangue” como muitos a veem. “Não podemos ‘fulanizar’ o Poder Legislativo. Fazemos aqui nossa parte enquanto vereadores, trabalhando com transparência e lisura”, complementou.

Sobre cancelamento de reeleição, Osório afirma que só comentará episódio quando for notificado pela justiça

0

osorio_640x360Principal protagonista da nova polêmica envolvendo a Casa Plínio Amorim, o presidente da Mesa Diretora, Osório Siqueira (PSB), só deve se pronunciar sobre a decisão do juiz Josilton Reis, impugnando o processo eleitoral da Mesa Diretora que o reconduziu ao cargo, quando for notificado.

Em setembro último, graças a uma articulação dos oposicionistas na Casa, Osório teve garantida sua reeleição para o biênio 2015/2016. Mas o vereador governista Ronaldo Silva entrou na justiça com um mandado de segurança, questionando a lisura do processo, e o juiz acatou.

Osório garante que vai comentar todos os detalhes do episódio, mas não agora. “Por orientação da minha assessoria jurídica, só falarei à imprensa quando for notificado”, declarou o presidente, ontem (27), após sessão plenária da Câmara Municipal.

Considerado ortodoxo, novo ministro da Fazenda define meta de superávit primário no segundo Governo Dilma

0

novos ministros dimaO ministro da Fazenda nomeado, Joaquim Levy, informou nesta quinta-feira (27) que a meta de superávit primário, a economia feita para pagar juros da dívida pública e tentar manter sua trajetória de queda, será de 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB) para todo o setor público consolidado (governo, estados e municípios) em 2015. Este ano, a meta fixada inicialmente era de 1,9% do PIB, mas o governo já informou que este objetivo foi abandonado.

Joaquim Levy foi confirmado como próximo ministro da Fazenda nesta quinta pelo Palácio do Planalto, em substituição a Guido Mantega. Também foram confirmados os nomes de Nelson Barbosa como próximo ministro do Planejamento, e a permanência de Alexandre Tombini no comando do Banco Central.

Em 2016 e 2017, segundo Levy, o esforço fiscal não será inferior a 2% do PIB – próximo do patamar registrado em 2013. “Alcançar essa meta será fundamental para o aumento da confiança na economia brasileira”, declarou Levy a jornalistas no Palácio do Planalto. Para atingir essas metas, ele informou que algumas medidas que vêm sendo discutidas são de diminuição de despesas. Entretanto, acrescentou que as medidas serão, “não digo graduais, mas sem pacotes, sem nenhuma surpresa“.

Questionado por jornalistas, o próximo ministro declarou ter autonomia para implementar as medidas. “A autonomia está dada. O objetivo é claro. Os meios a gente conhece. Acho que há o suficiente grau de entendimento dentro da própria equipe e maturidade. Então, acho que essa questão vai se responder de uma maneira muito tranquila. Dizer uma coisa ou outra não tem muito sentido agora. A gente vai ver no dia a dia como as coisas ocorrem. Quando uma equipe é escolhida, há confiança”, afirmou.

Contas públicas

Nos nove primeiros meses deste ano, as contas do setor público registraram um déficit primário – receitas ficaram abaixo das despesas, mesmo sem contar juros da dívida – de R$ 15,28 bilhões, ainda segundo números divulgados pelo BC. Foi a primeira vez desde o início da série histórica do BC, em 2002 para anos fechados, que as contas do setor público registraram um déficit nos nove primeiros meses de um ano.

Considerado ortodoxo, com uma atuação mais tradicional na economia, Levy, de 53 anos, executou um ajuste fiscal na primeira gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva que levou o superávit primário a um patamar médio de 3,5% do PIB (série histórica revisada do BC, sem as estatais) – patamar considerado elevado. Ele ficou conhecido como “mãos de tesoura” na ocasião por conta do controle de gastos implementado nas contas públicas. Levy trabalhava, até então, na diretoria da administradora de investimentos Bradesco Asset Management.

Joaquim Levy também avaliou que é fundamental para o aumento da confiança da economia brasileira a consolidação dos avanços sociais e econômicos e reafirmou o compromisso com transparência e com a divulgação de dados abrangentes. (fonte: G1/foto reprodução TV Globo)

5ª edição do ‘Umbuzada Sonora’ mobilizará cenário musical da região no Centro de Cultura João Gilberto

0

umbuzada sonoraO Centro de Cultura João Gilberto, em Juazeiro, está em contagem regressiva para a 5ª edição do Festival ‘Umbuzada Sonora’, que começa de amanhã (28) até domingo (30). O evento reunirá bandas locais e de outros estados do Nordeste, que mesclam estilos como rock, pop e reggae.

A programação do Umbuzada será aberta no João Gilberto às 17h, com uma mesa-redonda. Para dar mais visibilidade ao grande número de artistas e bandas com trabalhos recentes de destaque na Bahia e Pernambuco, esta edição trará o jornalista recifense Ad Luna, que acompanha de perto a cena musical do Recife; o coordenador de música da Fundação Cultural do Estado da Bahia, Cássio Nobre, que apresentará também o Mapa Musical do estado; o coletivo Coletânea e Celso de Carvalho, curador do Umbuzada Sonora, representando o Vale.

A proposta é uma troca de informações, com apresentação de músicas e videoclipes, aberta à participação do público.  A entrada será gratuita. A celebração pelos cinco anos do Umbuzada começa a partir das 22h, com uma festa na sala do Pró-Memória, também no Centro de Cultura. A festa terá uma jam session comandada pela banda base do Jam no João e músicos locais, e prossegue com muito samba trazido pelo DJ Jocélio Bello. A entrada também será gratuita.

O Umbuzada acontece em Juazeiro desde 2010 e é um dos principais festivais de música independente do interior nordestino, com adesão crescente de público e da mídia regional, e nasceu de projetos anteriores da Maquinário Produções, Rede Motiva e IFEM, na Rede Conexão.

Destaque

Depois da terceira edição, o projeto foi selecionado pela Secretaria de Cultura da Bahia, dentro do Edital de Eventos Calendarizados 2013, o que garante a realização da edição deste ano e da sexta edição em 2015, além da edição passada, realizada em dezembro de 2013. A realização é da Conspiradoria Projetos e Produções, dirigida por Celso de Carvalho e Luciana Carvalho, em parceria com a Maquinário Produções, de Vince Athayde.

O Coletivo Coletânea, grupo já conhecido em eventos alternativos da região – formado por Cristiano Lima, Júnior Rocha, Jocélio Bello de Carvalho e Júnior Souza – completam o time como produção associada. A Curadoria, a cargo de Vince Athayde e Celso de Carvalho, propõe-se a criar um mosaico de atrações locais e nacionais, com prioridade para artistas baianos, que representem as tendências musicais produzidas no país e que estejam circulando pelas capitais brasileiras, mas que dificilmente vêm para cidades do interior nordestino.

Na programação também haverá shows pagos. Confiram:

Sábado – 29 (inteira R$10/meia R$ 5):

Paulo Soares e a Terceira Cidade (Juazeiro, BA), com participação de Rennan Mendes (Uauá, BA); Semivelhos (Juazeiro, BA); Felipe Cordeiro (Belém, PA); Diamba (Salvador, BA).

Domingo – 30 (inteira R$10/meia R$ 5):

Banda Cajuhina (Juazeiro, BA); Andranjos (Petrolina-PE); The Baggios (Aracaju-SE); Banda Eddie (Olinda, PE).

Os ingressos para os dois dias podem ser encontrados a partir na Loja Mundo Verde, no River Shopping, e a partir desta sexta-feira no Centro de Cultura João Gilberto.

Vereadores da Casa Plínio Amorim aprovam contas de ex-prefeitos e de atual em sessão rápida e sem embates

0

votação contas ex-prefeitosOs vereadores da Casa Plínio Amorim aprovaram na sessão plenária desta noite (27) as contas dos ex-prefeitos de Petrolina, Guilherme Coelho (PSDB), Fernando Bezerra (PSB), Odacy Amorim (PT), e do atual Julio Lossio (PMDB).

Por unanimidade (17 votos a zero), os vereadores deram seu aval às contas dos gestores, julgadas regulares com ressalvas pelo TCE-PE, numa sessão de pouco mais de uma hora e meia – e que ocorreu sem os esperados embates.

As contas foram defendidas em separado, mas foram colocadas em bloco pelo presidente da Mesa Diretora, Osório Siqueira (PSB), para serem votadas. As de Guilherme referem-se aos anos de 1997, 98 e 2000; as de FBC, de 2004; as de Odacy, de 2007; e as de Lossio, de 2011.

Ainda ficaram dois projetos de lei para as próximas semanas. Um deles diz respeito às diretrizes para a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA) no exercício 2015. O outro projeto é pede autorização à Casa para que a prefeitura possa doar um terreno à Fundação Senador Nilo Coelho, destinado à construção de uma escola. Ambos são de autoria do Executivo Municipal.

Virou moda: Prefeitura de Juazeiro corta salário de secretários e assessores para garantir 13º dos servidores

0

Prefeitura de Juazeiro/Foto: Ascom PMJOs municípios andam com as contas apertadas e fazendo malabarismos para conseguir manter os contratos e o pagamento dos servidores em dia.

Em Juazeiro, a prefeitura determinou o corte de 20% no salário dos secretários municipais, assessores e comissionados para ajustar as contas e pagar a folha do 13º do salário dos servidores.

E não parou aí, haverá também redução no salário do prefeito e do vice. Situação semelhante no município de Uauá, onde o prefeito Olímpio Cardoso no mês de outubro cortou gratificações e vantagens dos salários dos trabalhadores em educação.

Diante de tantos protestos e lamentos, Cardoso anunciou o corte do próprio salário explicando que a situação é crítica.

Em Juazeiro, além do corte desses salários, no mês de dezembro, também haverá redução de horas extras e gratificações, “mantendo-se o cuidado de garantir o pleno funcionamento dos serviços essenciais”, segundo informou a secretária de Administração, Maeve Melo.

A Secretária informou ainda, que o Governo Isaac Carvalho tem garantido o pagamento em dia dos salários e do 13° salário, todos os anos, mudando uma prática antiga na administração municipal.