EPTTC vai aderir a campanha para alertar contra violência no trânsito

1

maio amareloA Empresa Petrolinense de Trânsito e Transporte Coletivo (EPTTC) vai participar do Movimento ‘Maio Amarelo’, que pretende chamar a atenção da sociedade para o alto número de mortos e feridos no trânsito. O objetivo do movimento é tentar mudar hábitos ao volante estimulando os condutores a exercerem seu lado educado e civilizado,  além de levar à reflexão sobre as responsabilidades de cada um quanto estiverem dirigindo.

Segundo o levantamento do Observatório Nacional de Segurança Viária feito com base nos pedidos de indenização ao DPVA – o seguro obrigatório de veículos -, Pernambuco registrou 4.113 óbitos em 2011 e 2012 de pessoas que passaram por unidades da Secretaria Estadual de Saúde.

O coordenador de Educação para o Trânsito (EPTTC), Jilmar Barros, diz que a ideia é espalhar o laço amarelo alertando para que todos ampliem a atenção e a conscientização para garantir segurança no trânsito.

O símbolo do ‘Maio Amarelo’ foi inspirado em movimentos de combate e prevenção ao câncer, a exemplo do ‘Outubro Rosa’ e do ‘Novembro Azul’.

A escolha do mês de maio justifica-se por se tratar de um mês histórico para a segurança no trânsito e um marco mundial para o balanço das ações realizadas mundialmente. Foi no dia 11 de maio de 2011 que a ONU decretou a Década de Ações para a Segurança no Trânsito (2011-2020), que tem como meta a redução de 50% dos acidentes no Brasil e no mundo. No país, estima-se que o número de mortes no trânsito seja de aproximadamente 23 por 100 mil habitantes. A meta para dezembro de 2014 é reduzir este índice para 11 mortes para cada 100 mil habitantes. (fonte: Ascom PMP)

1 COMENTÁRIO

  1. Não adianta fazer campanhas de conscientização quando se trata de motoristas sem noção. Esses, que são maioria em Petrolina, só tem direitos. As palavras entram por um ouvido, passam por suas cabeças ocas e saem pelo outro. Se levam uma multa, vem aqui reclamar como verdadeiros injustiçados. Dizem que o guarda o multou porque não foi com sua cara, levantou de pé esquerdo etc. Essas campanhas só fazem é gastar dinheiro sem resultados práticos. O negócio é fiscalizar, autuar e, se for o caso, cadeia. Ah! Mas não dá, né! Imagina meter um filho de gente influente na cadeia por dirigir embriagado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome