Polícia Federal prende líder do movimento grevista da PMBA

4

priscoApontado como o líder da greve da Polícia Militar na Bahia, o vereador Marco Prisco (PSDB) foi preso na tarde desta sexta-feira (18) em um resort em Costa de Sauípe, no Litoral Norte do estado, segundo informações do Ministério Público Federal (MPF).

A prisão preventiva foi determinada pela Justiça Federal na terça-feira (15), informou o MPF, que fez o pedido nesta segunda.

Segundo a decisão da 17ª Vara Federal, a prisão é baseada nos artigos 311 a 313 do Código de Processo Penal, visando a “garantia da ordem pública“, e deverá ser cumprida por 90 dias “em estabelecimento de segurança máxima”.

O MPF afirma que ele somente pode recorrer ao Supremo Tribunal Federal. O pedido faz parte de uma ação penal contra sete acusados por diversos crimes na greve de 2012, que foram denunciados no ano passado.

A Polícia Federal informou em nota que a prisão ocorreu em Costa do Sauípe, com apoio da Polícia Rodoviária Federal e da Aeronáutica. Segundo a PF, ele chegou em Brasília por volta das 20h, onde deve permanecer no Presídio Federal de Brasília (Complexo da Papuda).

Prisco é vereador e diretor-geral da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares no Estado da Bahia (Aspra).

Assembleia

A greve da Polícia Militar da Bahia teve início na terça (15) e foi encerrada na tarde de quinta-feira (17). Segundo a Secretaria de Segurança, foram registrados 59 homicídios em Salvador e região metropolitana durante a paralisação, 156 carros roubados e seis furtados.

Após assembleia realizada entre líderes do movimento e PMs em Salvador, Prisco afirmou que a categoria conseguiu um aumento de 25% no soldo (remuneração específica dos policiais) para o administrativo da PM; de 45% para o operacional e de 60% para motoristas. Também foi aprovada a extinção do Código de Ética, nova discussão sobre o plano de carreira e fim do curso de cabo. (Fonte: G1-BA/Foto: TV Bahia)

4 COMENTÁRIOS

  1. Estou vibrando com essa decisão da justiça. O que esses policiais pagos para nos da segurança, e muito mais ao Pais acham que estão fazendo? Não fizeram uma greve e sim incentivo a violencia ao deflagarem uma greve na vespera de um feriado prolongado. Deram prova disso ao tentarem desobedecer a justiça. POLICIA NAO DEVE SER POLITICO. Esses arrogantes estão provocando caos na segurança nacional. Estão contra o pais que deveriam esta protegendo.

  2. Discordo. Creio que ele seja apenas um cidadão brasileiro lutando por melhorias de trabalho e de salário para uma categoria que arrisca a vida pela população que a hostiliza e sem ela não consegue dar conta de suas demandas.

  3. essa mala em 2012 planejou ataques para colocar em panico a sociedade. não poderia ficar impune. e agora quer ser bom moço. tudo isso com a ajuda do psdb e do dem. grandes pulhas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome