Câmera de ré poderá ser obrigatória em veículos automotores

2

camera réUm projeto de lei n°7.643, apresentado na Câmara Federal pelo deputado Gonzaga Patriota (PSB/PE), pretende tornar obrigatório o uso da câmera de marcha à ré em veículos automotores – do tipo utilitários esportivos, sedãs e picapes.

O parlamentar justifica seu projeto devido ao elevado número de acidentes no país provocados por motoristas em situações nas quais estão dando marcha à ré nos seus veículos e acabam não vendo o obstáculo.

Como exemplo, Gonzaga citou números surpreendentes envolvendo fatos desse tipo nos Estados Unidos, ocasionados sobretudo pela falta de visibilidade dos condutores quando realizam essa manobra. “Problemas relacionados à falta de visibilidade traseira provocam quase 228 mortes e 17 mil feridos todos os anos nos Estados Unidos. Quase 100 crianças de um a cinco anos de idade morrem em acidentes assim no país. Depois delas, os idosos aparecem como principais atingidas pelo problema, somando 33% das mortes”.

Gonzaga informou que o sistema funciona como uma pequena tela que oferece uma visão de 180° graus da parte traseira do carro, quando a ré é engatada, o que pode prevenir colisões ou atropelamentos. “A vantagem da câmera em relação aos sensores de estacionamento, por exemplo, é a possibilidade de visualizar pessoas ou objetos em movimento a grandes distâncias, o que aumenta a chance do motorista reagir a tempo de evitar a batida”, esclarece.

Segurança

Especialistas de trânsito no Brasil já consideram incontestável a relação das câmeras de ré com a segurança de condutores e pedestres, embora acreditem que não seria uma medida adotada em curto prazo no País. Mas garantem que isso já foi enfrentado em relação ao uso de outros itens, como freios ABS, e que depois os condutores se habituam sem maiores problemas. Os especialistas também garantem que a câmera de ré não é um equipamento caro. Mas o autor do projeto defende que seria interessante, no momento, começar a obrigatoriedade pelos veículos maiores, que trazem mais riscos de acidentes pela falta de visibilidade. As informações são da assessoria de Gonzaga. (Foto/reprodução)

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Que mania de criar lei para tudo. Por que não cria incentivos para os carros brasileiros terem mais componentes tecnológicos e deixa a concorrência de mercado resolver? Assim é muito fácil, se cria uma obrigação e o custo quem paga é a gente. Deputado, leis existem aos montes, mas não são cumpridas. Vá fiscalizar a ação do executivo, que é uma de suas obrigações também.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

quatro × três =