Artigo do leitor: “A nudez periférica”

1
(Foto: Reprodução)

Num artigo enviado ao Blog, a leitora Suely Nelson Argôlo chama para o debate a questão da água e do saneamento básico, que segundo ela “são direitos de todos”, e não “mercadorias”. Ela acredita que o Projeto de Lei 4.162/2019, alterando regras para o serviço de abastecimento d’água e esgoto, pode impedir esse serviço para boa parte da população.

Para ter acesso à integra do artigo, basta acessar o link disponibilizado pelo Blog.

1 COMENTÁRIO

  1. Água é sim mercadoria, se tem custo para retirá-la do seu meio, purificá-la e transportá-la até às casas das pessoas, então é mercadoria.

    Se a água fosse tratada como mercadoria e não como direito não teríamos tanta gente sem acesso à ela hoje, com nossos rios tão maltratados como o Tietê e o São Francisco, o Estado brasileiro se mostrou incapaz de gerenciar tais recursos.

    Já dizia minha avó, o que não tem dono não presta e se perde no meio do tempo, e direito tem quem pode pagar por ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome