Após internação por conta do novo coronavírus, Dr.Jânio Modesto explica saída do hospital

12

Depois de viver momentos angustiantes por duas semanas no Hospital Unimed de Petrolina, onde foi internado em virtude do novo coronavírus (Covid-19), o médio Jânio Modesto já está em sua residência. Num vídeo postado em suas redes sociais (confiram acima), ele explicou o motivo de ter antecipado sua saída da unidade.

Segundo Dr.Jânio, já havia a expectativa de alta médica, mas devido ao seu estado de debilitação física após ter deixado a UTI, ele optou por ir embora.

Não é que o hospital não tivesse me dando assistência. É que eu estava me sentido muito fraco, não estava conseguindo me alimentar sozinho, nem tomar banho, e sem condições até de caminhar dentro do quarto (…)com os exames feitos ontem, havia a possibilidade de eu ter tido alta até ontem mesmo. Só que eu não aguentei ficar no hospital porque eu estava vomitando direto, há várias noites sem dormir. Queria agradecer à Unimed e dizer ‘me perdoe’ porque vim embora”, declarou.

Dr.Jânio assegurou estar seguindo rigorosamente todas as medidas de isolamento social e tomando os medicamentos prescritos. Ele fez questão também de enaltecer cada integrante da equipe médica da Unimed que cuidou dele nesse período.

12 COMENTÁRIOS

  1. Muito estranho… ele estava sozinho no quarto do hospital e agora está sozinho no quarto em casa?
    Não convence, se ele fala que estava com medo de ficar no quarto do hospital onde tem toda assistência necessária e sem mais nem menos resolve ir pra casa pra também ficar “isolado” no quarto?
    Sei não viu.

  2. Eita.povo só pensa no lado negativo.pense numa inveja. Com essa pandemia,num aprendeu a ser humilde.se ele preferiu tá em casa.é ele acha o melhor pra ele.

  3. Eu testei positivo para o covid-19, fiquei internado por alguns dias e sei o quanto essa doença eh difícil e me traz dificuldades após 30 dias de alta. Na minha opinião esse cara quer eh tablado, sempre causando o desnecessário.

  4. Melhoras Dr Jânio. O Povo Petrolinense agradece ao Senhor por ajudar centenas de pessoas numa época em que médicos estão caindo fora para atender o povo com medo do vírus chinês. O Senhor arriscou sua vida para salvar vidas e isso Deus reconhece e poupou sua vida para continuar seu trabalho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome