12ª edição da Medalha Lucila Angelim homenageia mulheres de Salgueiro

0

Medalha salgueiro mulheres_640x425Como parte da programação dos 150 anos de emancipação política de Salgueiro (PE), no Sertão Central, a Coordenadoria Municipal da Mulher realizou neste final de semana a 12ª edição da Medalha Lucila Angelim. Promovida pela prefeitura, a honraria presta uma homenagem a figuras femininas com relevantes serviços prestados ao município.

Na categoria Pessoa Física, quem recebeu a Medalha foi a gestora da 7ª Gerência Regional de Saúde (Geres) desde 2011, Maria Auxiliadora Alves Vasconcelos Veras.

Quem representou o Núcleo de Prevenção à Violência (Nuprev)/Sertão, vencedor na categoria Instituição, foi o coordenador do serviço, José Fábio Gomes dos Santos, que compartilhou a premiação com toda a equipe. Na modalidade Estreante, dedicada a projetos voltados à promoção e emancipação do sexo feminino, a contemplada foi Maria Socorro de Sá Guedes Deodato, pelo projeto “Mulheres Públicas: Uma análise do Caneco Amassado ao Copo de Cristal, de 1950 a 1960”.

O trabalho mostra a trajetória de vida das prostitutas que residiram no Caneco Amassado, os fatores que contribuíram para a sua exclusão social e o desenvolvimento da prostituição, em Salgueiro, num período de dez anos.

Mérito

Já na outra categoria – acrescentada este ano – voltada às crianças e adolescentes da rede pública de ensino ou entidades socioeducacionais, levaram a Medalha as estudantes Cícera Raquel de Souza e Silva, da Escola Municipal Professor José Mendes, localizada no território quilombola de Salgueiro, no 2º distrito, e Francisca Letícia do Carmo Silva, da Escola Dr. Severino Alves de Sá. O prefeito Marcones Libório de Sá entregou a honraria todas as homenageadas e destacou a importância da iniciativa: “Devemos muito da nossa história à figura feminina. A cidade nasceu de uma promessa feita por uma mulher, Dona Quitéria”. (Fonte/foto: PMS/divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome