Registro maior de chuvas na Bacia do São Francisco só deve ocorrer em novembro, apontam previsões

0
(Foto: Arquivo Divulgação)

Somente a partir do próximo mês novembro é que há uma previsão de registro maior de chuvas na Bacia do Rio São Francisco. A informação foi passada na manhã desta segunda-feira (16) pela equipe técnica do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), durante reunião promovida pela Agência Nacional de Águas (ANA), em Brasília (DF), e transmitida por videoconferência para os Estados da bacia.

Ainda de acordo com a equipe do Cemaden, durante as próximas quatro semanas haverá registro de precipitação na bacia, mas de maneira ainda insignificante. Somente depois, melhora a probabilidade.

Diante desse cenário, o setor elétrico defendeu a continuidade das defluências atualmente praticadas nos reservatórios instalados no Velho Chico, ou seja, 550 metros cúbicos por segundo (m³/s) em Sobradinho (norte da Bahia) e Xingó (entre Alagoas e Sergipe) e em 300m³/s em Três Marias (MG). Vale ressaltar que o volume d’água no Lago de Sobradinho, hoje, é de pouco mais de 3%.

Reunião

O superintendente de Recursos Hídricos da ANA, Joaquim Gondim, informou que o Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH) fará reunião nos próximos dias 31 de outubro e 1º de novembro, na capital federal, oportunidade em que também irá discutir os impactos provocados pela estiagem na Bacia do São Francisco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome