Carlos Britto

70954 POSTS 68 COMENTÁRIOS

River Shopping funcionará em horário especial nesta sexta, mas vai transmitir jogo do Brasil contra a Costa Rica

0
River Shopping. (Foto: Divulgação)

O River Shopping, em Petrolina, é uma boa pedida para quem quer acompanhar o jogo do Brasil contra a Costa Rica pela Copa da Rússia, nesta sexta-feira (22), às 9h. O centro de compras vai transmitir a partida por meio de televisores instalados em sua praça de alimentação.

No dia, o shopping também vai funcionar em horário especial. As lojas vão abrir das 12h às 22h; o Hiper Bompreço, das 8h às 22h; e a Praça de Alimentação e Lazer vai receber o público até às 22h.

Já na próxima quarta-feira (27), quando a seleção brasileira enfrentará a Sérvia na capital da Rússia, às 15h, as lojas do River Shopping vão abrir das 10h às 14h e das 18h às 22h; O Hiper Bompreço vai funcionar das 8h às 22h, e a Praça de Alimentação e Lazer das 10h às 22h. Nos dois dias, o cinema vai funcionar conforme horário de funcionamento disponível no site www.orientcinemas.com.br.

Fogueira gigante em Petrolina está pronta para a tradicional festa de São João

0

A tradição das fogueiras gigantes, vistas em muitas cidades brasileiras, também está presente em Petrolina – mais precisamente na Estrada das Pedrinhas, área ribeirinha da cidade.

O idealizador é Seu Olegário Lacerda, um autêntico forrozeiro conhecido em toda a cidade. Começou a fazer a fogueira para os netos, mas o evento cresceu.

Ele reúne tradicionalmente, sempre no dia 23 de junho, os familiares e amigos. É o próprio Seu Olegário quem monta a fogueira, junto com outras pessoas. No dia de acender, ele mesmo sobe e ateia fogo, mantendo a tradição. Um espetáculo lindo, do tamanho da cultura nordestina.

Cemafauna abre inscrições para Curso de Escrita Científica

0
Museu de Fauna da Caatinga, Campus de Ciências Agrárias da Univasf, zona rural de Petrolina. (Foto: Divulgação)

Já estão abertas as inscrições para o Curso de Escrita Científica do Centro de Conservação e Manejo de Fauna (Cemafauna) da Caatinga, a ser ministrado pela professora associada ao curso de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) em Petrolina, Aline Candida Andrade. O curso acontecerá de 8h às 12h nos dias 2, 9, 16 e 23 de julho próximo no auditório do Museu de Fauna da Caatinga, Campus de Ciências Agrárias da Univasf, zona rural de Petrolina.

Com uma duração total de 20 horas, o curso propõe aos 15 participantes uma introdução à redação de trabalhos científicos, elaborados para serem publicados em revistas de alto impacto, um dos gargalos para o crescimento da produção científica das universidades. A técnica ainda não é dominada amplamente, em especial pelos pesquisadores de graduação e principiantes de pós-graduação.

Pensado de forma didática e intuitiva, o curso foi desenvolvido pela Professora-Doutora Aline Cândida Andrade e será dividido em quatro módulos que explicam, passo a passo, cada uma das partes que compõem um paper (títulos, introdução, hipóteses, justificativa, resultados e conclusões). Há um tópico especial sobre a elaboração de textos científicos em inglês.

Material

Os interessados receberão apostilas explicativas e materiais didáticos extras. Todos os materiais podem ser baixados livremente. O curso disponibiliza também a emissão de certificados. O público alvo são alunos a partir do sexto semestre da graduação. No total foram disponibilizadas 15 vagas. Para se inscrever basta acessar o site do evento: www.even3.com.br/CEC. A inscrição custa R$ 25,00 e pode ser feita até o dia 27 de junho.

Sessão plenária sem projetos de lei nesta quinta na Casa Plínio Amorim

0

Depois da polêmica de ontem (19), a sessão plenária desta quinta-feira (21) na Casa Plínio Amorim caminha para ser mais serena.

O motivo é que nenhum projeto de lei do Executivo ou dos próprios vereadores está na pauta. A sessão começa a partir das 9h.

Mensagem falsa de WhatsApp afirma que paracetamol vendido no Brasil está contaminado com vírus mortal

0
Foto/reprodução

Uma mensagem espalhada pelo WhatsApp pode causar preocupação por ter um conteúdo que, caso seja verdadeiro, faz um alerta sobre a saúde das pessoas. De acordo com o texto, o paracetamol do tipo P/500 estaria sendo vendido no Brasil, infectado com o vírus Machupo, responsável por febres hemorrágicas que podem levar à morte.

A corrente diz: “Cuidado, não tome o paracetamol que vem escrito P/500. É um novo paracetamol, muito branco e brilhante, os médicos provam que contêm vírus Machupo, um dos vírus mais perigosos do mundo. Partilha esta mensagem, para todas as pessoas e familiares”.

O Machupo, de fato, é considerado um dos vírus mais perigosos do mundo pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Ele está associado à febre hemorrágica boliviana e sua infecção causa febre alta, acompanhada de fortes sangramentos.

Seu desenvolvimento pode levar à morte. Esta é, no entanto, a única informação verdadeira da mensagem. Falsa e antiga, a corrente já rodou diversos países na Europa, Estados Unidos e Ásia. De acordo com Marcelo Muscará, professor do Departamento de Farmacologia do Instituto de Ciências Biomédicas da USP (Universidade de São Paulo), a mensagem circula no Brasil desde 2015, com diferentes versões.

Às vezes muda o vírus e o remédio, mas o sentido é o mesmo: meter medo na população”, afirma o especialista. É mais do que falsa, não passa de uma atitude terrorista”, assegurou.

Anvisa

Em nota enviada ao UOL, a Anvisa também tranquiliza contra o conteúdo presente na corrente. Responsável pela regulação de medicamentos, o órgão federal garantiu que a confiabilidade de todos os remédios vendidos no Brasil, nacionais ou importados, “é assegurada por meio da definição de rígidos critérios de qualidade adotados para análise da concessão de registros e pós-registros, revalidações, bem como para o monitoramento pós-mercado”. (Fonte: UOL)

Divulgada mais uma lista de convocados em processo seletivo da Secretaria de Administração de Juazeiro

0
Sede da Prefeitura de Juazeiro-BA. (Foto: Ascom PMJ/Divulgação)

A 10ª convocação do processo seletivo referente ao edital nº 002/2017, da Secretaria de Administração (SEAD) de Juazeiro (BA), foi divulgado pela Secretaria de Gestão de Pessoas de Juazeiro (Segesp) no Diário Oficial desta terça-feira (19).

Os candidatos convocados devem entregar a documentação solicitada no auditório da Escola de Gestão Pública (Egesp), localizada na Superintendência de Valorização do Servidor, na Orla II, no dia e horário definido no edital. Mais informações no edital ou pelo telefone (74) 3612-5674.

Leitor lamenta falta de saneamento no Bairro São Joaquim e critica ‘jogo de empurra’; prefeitura e Compesa respondem e divergem

0
Esgoto na Rua do Mercúrio, esquina com a travessa Manganês. (Foto: Reprodução WhatsApp)

Por meio do WhatsApp do Blog, o leitor Luiz Henrique de Campos, morador do bairro São Joaquim, zona norte de Petrolina, reclama da falta de saneamento básico na comunidade e critica o ‘jogo de empurra-empurra’ entre a Companhia Pernambucana de Saneamento e a Prefeitura.

Ele lembrou que há mais de 10 anos a Compesa iniciou as obras da rede de esgoto nos bairros Dom Avelar, São Jorge, São Joaquim e Santa Luzia, mas infelizmente só foram instaladas as bocas de lobo e os canos. “Para completar, os moradores do bairro ligaram suas encanações nas redes que a Compesa instalou, mas como nenhum desses bairros tem bacia de tratamento de esgoto, as bocas de lobo vivem cheias e sempre estão estouradas”, relata Luiz Henrique.

Toda toda vez que a gente liga para a Compesa, eles dizem que é serviço da Prefeitura; aí a gente liga para a prefeitura e eles dizem que vão mandar a Compesa resolver a situação”, lamenta.

Respostas

Por meio de nota, a Compesa disse que “não opera nos Bairros São Joaquim, Santa Luzia, Dom Avelar, Terras do Sul. No ano de 2017, a Prefeitura Municipal de Petrolina pediu à Compesa, a título de parceria, para realizar algumas intervenções em algumas ruas dos Bairros Dom Avelar, Santa Luzia, São Joaquim, Terras do Sul e São Jorge (fazem parte da mesma bacia), na tentativa de fluir melhor o esgoto. Paralelo a isso, a prefeitura solicitou que a Compesa prestasse assistência à comunidade quando fosse necessário e, dentro das possibilidades, a Compesa vem realizando, com um carro as desobstruções nesses locais. A parceria vem sendo mantida e a Compesa sempre vem atendendo às solicitações dos lideres comunitários desses locais”, salienta a nota.

Já a Secretaria de Infraestrutura, Mobilidade e Serviços Públicos (SEINFRA) disse o seguinte, também por meio de nota: “a detentora da concessão dos serviços de abastecimento d’água e tratamento de esgoto de Petrolina é a Compesa. Como a prefeitura não possui empresa que cuide de demandas relacionadas à questão de saneamento, o cidadão deve buscar a resolução dos problemas dessa natureza junto à Companhia. A Prefeitura de Petrolina espera que os problemas de saneamento da bacia do Dom Avelar comecem a ser resolvidos quando a Compesa concluir as obras com o investimento de R$ 38 milhões que estão na conta da empresa e devem ser destinados ao município”.

Pernambuco atinge meta da vacinação contra gripe, mas cerca de 240 mil ainda não foram imunizados

0
(Foto: Reprodução)

Pernambuco atingiu a meta mínima de vacinar, no mínimo, 90% do público prioritário para a campanha de vacinação contra a influenza (gripe). Até o momento 2.160.332 (90%) pessoas foram imunizadas. Isso significa que 239.029 ainda podem procurar os postos de saúde para receber a vacina até esta sexta-feira (22), quando a campanha será finalizada. O público total no Estado é de 2.399.361 pernambucanos.

Em relação aos grupos prioritários, atingiram a meta mínima os trabalhadores de saúde (97,5%), puérperas (110,8%), idosos (93,3%), indígenas (97,1%) e professores (97,1%). Ainda não atingiram a meta mínima as gestantes (88,7%) e as crianças (80,6%).

Podem se vacinar contra a influenza: idosos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (mulheres que tiveram filhos até 45 dias), trabalhador de saúde, professores, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. Também contempla pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais: doença respiratória crônica, cardíaca crônica, renal crônica, hepática crônica, neurológica crônica; diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias.

Boletim Epidemiológico

Até o dia 9 de junho Pernambuco registrou 989 casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), quadro que pode ser provocado por diversos agentes (vírus, bactérias) e é caracterizado pela necessidade de internação de pacientes com febre, tosse ou dor de garganta associado à dispneia ou desconforto respiratório. Do total de casos, 32 tiveram resultado laboratorial confirmado para influenza A (H1N1), 17 para influenza A(H3N2), 1 para vírus sincicial respiratório (VSR) e 1 parainfluenza1. No mesmo período de 2017, foram 1.051 casos de Srag, com 67 confirmações para influenza A(H3N2), 25 de influenza B, 3 VSR e 1 parainfluenza1.

Em 2018, também foram registrados sete óbitos de SRAG com resultados laboratoriais confirmados para influenza – cinco de influenza A(H1N1) e dois de influenza A(H3N2).

Gilmar Santos vê represália de governistas em reprovar projeto de sua autoria e alfineta: “Falta de compromisso destes vereadores”

6
Foto: Reprodução

O polêmico projeto de lei de autoria do vereador governista Osinaldo Souza, instituindo em Petrolina o Programa ‘Escola sem Partido’, aprovado ontem (19) na Casa Plínio Amorim, influenciou diretamente em outra matéria, proposta pelo vereador da bancada de oposição, Professor Gilmar Santos (PT). Uma das vozes que se ergueram veementemente contra o projeto de Osinaldo, o oposicionista não conseguiu emplacar o Prêmio Marielle Franco, de apoio a iniciativas de promoção dos direitos humanos e de cidadania em Petrolina.

O projeto – uma homenagem à vereadora do Rio de Janeiro, assassinada em março deste ano – foi reprovado por 13 votos a quatro. Gilmar viu, na votação, uma represália dos governistas por ter sido contrário ao Programa Escola sem Partido.

Não temos nenhuma dúvida disso. É uma expressão, primeiro, da falta de compromisso dos vereadores com a política do ‘P’ maiúsculo. É uma expressão de perseguição ao nosso posicionamento nesta Casa, de não admitir violações, nem truculência, ou esse comportamento de ‘compadres’, sacrificando os direitos e a dignidade da nossa população”, alfinetou. O vereador, no entanto, disse não se sentir amedrontado nem intimidado pelos governistas.

A sociedade vai julgar esses vereadores, no voto, no dia a dia, como eles se comportam, e como o poder econômico é definidor dessas representações”, desabafou.

Escola sem Partido

Sobre o Programa Escola sem Partido, Gilmar não economizou nas críticas. Disse considerar o projeto “uma aberração”, por impor sérias restrições à liberdade de estudantes e professores. Além disso, segundo o oposicionista, Osinaldo não se preocupou em debater o tema com quem de direito, e ainda atropelou o Plano Municipal de Educação, que foi aprovado pela Casa. “O plano é totalmente contrário a esse projeto”, ressaltou Gilmar.

Durante a sessão, ele chegou a fazer um apelo ao prefeito Miguel Coelho (PSB) para não sancionar a proposta. Em entrevista à imprensa, o vereador reiterou o pedido. “Nós esperamos que o prefeito, que se diz do ‘Novo Tempo’, tenha respeito à Constituição brasileira. O projeto tem vícios de inconstitucionalidade, já apontados pelo Supremo”, declarou.