Vazão do Rio São Francisco passará para 1.100 m³/s e deve chegar a 2.600 m³/s, informa Chesf

3
Foto: Jerônimo de Souza/divulgação

A partir desta sexta-feira (30) a vazão do Rio São Francisco, iniciando pela Usina Hidrelétrica de Sobradinho (BA), passará de 800 metros cúbicos por segundo (m³/s) para  1.100 m³/s e será gradualmente elevada até chegar a 2.600 m³/s no dia 4 de novembro. Segundo a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), essa representará a maior vazão praticada no Rio São Francisco há mais de 7 anos, partindo de Sobradinho.

O Reservatório de Itaparica, da Usina de Luiz Gonzaga (PE), está sendo monitorado para manter seu volume útil no patamar de 30%. A vazão de Xingó (SE) será mantida em 2.300 m³/s, podendo chegar a 3.000 m³/s, a depender da necessidade de atendimento ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

A Chesf aproveita para fazer um alerta à população no sentido de não ocupar as áreas ribeirinhas situadas na calha principal do rio, entre o trecho de Sobradinho até a foz, com o objetivo de garantir a segurança de todos. As diretrizes atendem o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

3 COMENTÁRIOS

  1. Qual a explicação para esse aumento? Jogar água no mar? Com essa vazão, o volume deve chegar a menos de 35% em janeiro. Se tiver mais um ou dois anos de seca, a barragem entra em colapso e com ela todo sistema produtivo do vale.
    Até quando a chesf vai jogar com as pessoas do vale???? Cadê os políticos da região???

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome