Representante da SDS admite que plantões em Delegacia da Mulher de Petrolina não têm previsão para funcionar

0

Cláudia SDSInstalada em Petrolina há pouco mais de dez anos, a Delegacia Especializada da Mulher deverá continuar sem plantões aos finais de semana por um bom tempo ainda. Pelo menos é o que deixou a entender a delegada Cláudia Freitas, gestora do Departamento de Política da Mulher da Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco.

Segundo Cláudia, o corte de gastos anunciados recentemente pelo governador Paulo Câmara, por conta da crise econômica, é o maior obstáculo no momento que inviabiliza os plantões. “Tudo depende do efetivo (da Polícia Civil) e do orçamento do governo para podermos estabelecer um cronograma desses plantões”, justificou a representante da SDS.

Cláudia disse que essa realidade pode mudar com os concursos para as polícias, confirmados pelo governador. Enquanto isso não acontece, o estado vem procurando minimizar as questões referentes à violência contra as mulheres em Pernambuco.

Durante todo o dia de ontem, Cláudia esteve em Petrolina, acompanhada da assessora da diretoria geral de Enfrentamento da Violência de Gênero (ligada à Secretaria Estadual da Mulher), Michele Couto, levando uma capacitação para policiais civis e militares, além da Guarda Municipal, referente aos atendimentos de mulheres vítimas da violência doméstica e familiar. Também participaram da capacitação outros órgãos da prefeitura ligados ao tema. O trabalho vem sendo realizado em parceria, dentro do Pacto pela Vida, entre a SDS e a Secretaria da Mulher de Pernambuco.  As duas foram convidadas para vir à cidade pela vereadora Maria Elena, que as levou também à Casa Plínio Amorim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome