Presidente do Sindicato dos Enfermeiros rebate Maria Elena sobre UBSs; vereadora justifica

por Antonio Carlos Miranda // 26 de novembro de 2021 às 13:49

Foto/divulgação

Um discurso contundente da vereadora Maria Elena, há dez dias, na sessão plenária da Casa Plínio Amorim, repercutiu mal no Sindicato dos Enfermeiros de Pernambuco. Elena criticou, na ocasião, algumas servidoras da Unidade Básica de Saúde (UBS) da Areia Branca, que pelo fato de serem concursadas, não estariam tratando de forma humanizada os usuários que procuram o posto. Em entrevista ao Painel 100,7 da Grande Rio FM, a presidente do sindicato, Ludmila Medeiros, lamentou o posicionamento da vereadora.

Segundo Ludmila, a declaração ataca o próprio serviço oferecido pelo município aos cidadãos, e não apenas os servidores. “Principalmente pela atual conjuntura. Ainda estamos no meio de uma pandemia e quem segurou as pontas durante toda a pandemia, inclusive dos próprios vereadores que estavam trabalhando em home office, quem segurou as pontas nas unidades de saúde foram esses servidores”, afirmou.

Ludmila destacou ainda que os funcionários trabalham em condições adversas não só pela crise sanitária, como também pela própria estrutura do sistema, que não é a ideal. “Ao invés de atacar os servidores, a gente deveria parabenizar e agradecer os serviços que estão sendo prestados, porque independente da categoria, tem profissional que trabalha além do necessário, faz coisas que não são nem sua função ou tiram do próprio bolso, só para não deixar a assistência à população ser perdida”, frisou.

A presidente do sindicato considerou contraditória a crítica de Elena, já que a vereadora disse não ter presenciado nenhum usuário do posto da Areia Branca sendo maltratado. De qualquer forma, ainda que isso aconteça, não se pode generalizar para todos os servidores. “Cobrar treinamento, cobrar melhoria nós também cobramos, mas não é atacando o serviço que vamos melhorar o atendimento na saúde”, ponderou Ludmila, acrescentando que essa é uma pauta constante do sindicato junto à Secretaria Municipal de Saúde.

Vereadora

A este Blog, Maria Elena justificou que não fez uma crítica à coletividade dos funcionários, mas a “casos isolados” que acabam maculando o trabalho eficiente da maioria, a partir do momento que destratam cidadãos nessas unidades. No entanto ela reforçou que, juntamente com os demais colegas vereadores, recebe reclamações diárias de pessoas acerca do assunto de todas as UBSs de Petrolina. Elena destacou a da Areia Branca porque tem ido quase semanalmente à unidade. A vereadora voltou a dizer não ter visto ninguém sendo desrespeitado, mas percebeu a forma precária de algumas funcionárias em prestar informações aos usuários e reuniu provas documentais disso por meio de áudios e fotos, as quais foram repassadas por ela em reuniões com a secretária de Saúde, Magnilde Albuquerque.

A minha fala foi uma forma de fazer com que a secretária, que faz uma gestão gigante em sua pasta, se preocupe em ouvir mais para qualificar e humanizar seu pessoal”, destacou, sugerindo que a secretária possa enviar seus cargos de confiança, de maneira anônima, para acompanhar a rotina nos postos. A vereadora destacou ainda que, ao comentar sobre a gestora da UBS da Areia Branca, pediu apenas para que ela pudesse ter um diálogo com sua equipe nesse sentido, mas ressaltou que em nenhum momento pediu a saída de nenhum funcionário.

Sobre a questão de concursados, Elena voltou a lembrar que começou na iniciativa privada e, nesse setor, quem não dá resultado acaba sendo demitido. “Nunca fui demitida, mas também nunca me deixei ser explorada. Saía de um cargo para outro por receber uma oferta salarial melhor. À vezes a estabilidade dá essa folga, e quando você tem líderes que não fazem essa cobrança, vai deixando à vontade. Mas isso para os casos pontuais, que felizmente não são maioria em Petrolina”, finalizou.

Presidente do Sindicato dos Enfermeiros rebate Maria Elena sobre UBSs; vereadora justifica

  1. Noêmia disse:

    Valeu vereadora vc está certíssima,não generalizando mas existem pessoas que te tratam como se fossem os donos do estabelecimento,o que não é o caso,isso é de todos nós,que precisamos de atendimentos e precisamos ser ão menos bem atendidos. PARABÉNS VEREADORA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *