Miguel Coelho critica discurso repetido e questiona lealdade de Lucas ao PSB

por Carlos Britto // 14 de dezembro de 2015 às 07:27

miguel coelho

“Acredito que o discurso do deputado Lucas vai chegar arranhado e cansado”. A crítica é do presidente da comissão provisória do PSB em Petrolina, deputado estadual Miguel Coelho, em relação ao seu colega de partido e de Assembleia Legislativa (Alepe), Lucas Ramos – o qual vem batendo forte no grupo de Fernando Bezerra Coelho, desde a escolha de Miguel (um dos filhos de FBC) para presidir a comissão.

O tom do deputado seguiu o do seu irmão, deputado federal Fernando Filho, durante confraternização realizada para a imprensa, na noite da última sexta-feira (11), na residência dos socialistas, no Condomínio Portal das Águas.

Segundo Miguel, que assumiu em agosto deste ano a comissão do PSB no município, seu colega Lucas não vem fazendo outra coisa a não ser reclamar e criticar. “Estamos em dezembro, fechando o ano, e desde agosto é a mesma repetição. Nunca vi do deputado Lucas uma contribuição para o Partido Socialista Brasileiro em Petrolina, desde que assumi o partido”, alfinetou.

Miguel ressaltou, mais uma vez, que tem procurado unir a legenda a partir da realização da Agenda 40, realizada pelo partido em três ocasiões na cidade. Lucas – a exemplo de outra liderança do partido, o federal Gonzaga Patriota – não compareceu a nenhuma. “Todos os deputados e membros do PSB são convidados para os nossos eventos e reuniões que fazemos internamente”, disse.

Referindo-se às eleições 2016, o presidente da comissão frisou ainda que a proposta a ser apresentada pelos socialistas, a partir desses encontros ouvindo a população, é da mudança que os petrolinenses atualmente clamam, em diversas áreas. Miguel disse que a união que vem propondo por Petrolina não é apenas dentro do PSB, mas de outros setores políticos da cidade. E mandou outro recado a Lucas. “Pra ser prefeito dessa cidade não basta apenas dizer que ‘eu vou ser porque tenho aval de fulano’. Tem de ter o aval é da população e da base política que lhe dê sustentação para fazer as mudanças que a cidade precisa”, analisou.

Lealdade

Miguel reforçou ainda que o partido socialista, ao contrário do que Lucas que mostrar publicamente, está unido, lembrando os vereadores Osório Siqueira, Maria Elena e Zenildo do Alto do Cocar – os quais também fazem parte do grupo do senador. “O PSB tem oito pessoas com mandato eletivo em Petrolina. Seis estão caminhando e trabalhando em um sentido. Dois estão divergindo, um para cada lado. Tenho certeza que, pela lei da maioria, que a união vai prevalecer”, completou, acrescentando que até hoje ainda não ouviu pessoalmente qualquer palavra, “seja para criticar ou unir”, dos dissidentes socialistas.

Miguel também questionou a lealdade de Lucas ao partido, uma vez que este já se mostrou claramente aberto a uma aproximação política com o atual prefeito Julio Lossio (PMDB), o qual é adversário do grupo. “É muito fácil dizer que é leal ao governador Paulo Câmara, mas conversa com quatro partidos outros. Se você é leal, é leal a um. Se você achar que aí não vai ter espaço, é legítimo você querer a manutenção de seu espaço”, pontuou.

Miguel Coelho critica discurso repetido e questiona lealdade de Lucas ao PSB

  1. ELEITOR SÁBIO. disse:

    O discurso é repetido da velha política do ódio

    Já que está insatisfeito com raiva do PSB e tão alinhado e parece que são amigos de longas datas e que nunca houve atrito com o prefeito porque não arruma as malas e cai nos braços dele de uma vez por todas.

  2. Antônio Carlos Gomes disse:

    Vocês são tudo farinha do mesmo saco, são do mesmo partido, todos ligados ao governador, inventam brigas pra tarem na mídia, na eleição entra o ” faz-me rir” e aí todos de bem de novo. Se a coisa fosse de verdade, ou Lucas saia do Partido ou seria expulso.

  3. Paulim disse:

    Adalberto de um lado, Odacy do outro e essa mulecada brigando.
    Pelo o que estou vendo, Lóssio vai ganhar de novo, fácil, fácil.

  4. Josué Mattos disse:

    miguel tem lutado sim pela união do partido em prol dele, kkkkkk, não está aguentando a pressão de não ser o centro das atenções, qual o diferencial de miguel em relação a lucas? o pai senador e o irmão federal? lucas é muito mais composto do que miguel. Se ele não está aguentando pressão agora imagina contra os adversários.

  5. Rafael disse:

    Acho que Miguel deveria esquecer Petrolina e olhar mais para pernambuco em si que está afundado na lama do “legado de Eduardo”! Mas parece que o nobre rapaz não tem coragem de peitar os “coronéis” e oligarcas do recife!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.