Leitor flagra em Petrolina momento raro de cometa que só passa pela Terra a cada 6.765 anos

1
Foto: Emerson Henrique

Num momento de muita felicidade, o leitor Emerson Henrique registrou na noite da última sexta-feira (24) em Petrolina a passagem do cometa Neowise (vejam o vídeo pelas próximas horas). Só para se ter uma ideia, o Neowise passa pela Terra a cada 6.765 anos. Ele foi observado pela primeira vez nos céus do Hemisfério Norte, mas agora já pode ser visto do Brasil.

“Para isso, a dica é olhar à direita do local onde o sol se põe, no finzinho da tarde”, explica Emerson, que é engenheiro e tem na astronomia um hobby.

Ele ressalta ainda que para observar o cometa Neowise durante a noite, o principal é estar num local livre de luzes. Por isso, as cidades não aparecem entre as melhores opções para quem deseja ver a passagem do astro celeste. Então, o interior aparece como uma ótima alternativa.

O cometa

O Neowise é um cometa retrógrado de longo período, com uma trajetória quase parabólica, descoberto em 27 de março deste ano pelo telescópio espacial Neowise como um objeto de 17ª magnitude. A partir do dia 31 de março alguns observatórios situados na superfície da Terra passaram a acompanhar o cometa

O cometa Neowise fez sua aproximação mais próxima do Sol (periélio) no último dia 3 de julho, a uma distância de 0,29 UA (43 milhões de quilômetros ou 27 milhões de milhas). Esta passagem aumenta o período orbital do cometa de cerca de 4.500 anos para cerca de 6.800 anos. Sua aproximação mais próxima da Terra ocorreu na última quinta-feira (23) – 01:14 UT, a uma distância de 0,69 UA (103 milhões de quilômetros ou 64 milhões de milhas), enquanto estiver localizado na constelação de Ursa Maior.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome