Juazeiro é segunda colocada em geração de empregos na Bahia, diz Caged

por Carlos Britto // 31 de outubro de 2021 às 08:31

Foto: Kaio Cads/PMJ divulgação

Apesar da crise econômica causada pela pandemia de Covid-19, o município de Juazeiro (BA) vem conseguindo driblar o desemprego através de obras, abertura de novas empresas e da chegada de grandes grupos – a exemplo da Focus Energia, que vai gerar mais de 1.500 empregos e investimentos no setor privado. Prova disso são os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que apontam Juazeiro como a segunda cidade da Bahia que mais criou postos de trabalho.

Os dados do Caged mostram um saldo positivo de 7.188 no acumulado do ano. Esse resultado decorreu de 16.438 admissões e de 9.250 desligamentos. Somente em setembro de 2021, foram mais de 1.800 admissões. Os resultados mostram que os setores que mais contrataram em Juazeiro foram o de Serviços (203), Comércio (349), Construção (285), Indústria (157) e Agropecuária (859).

A prefeita Suzana Ramos destaca que a progressiva melhora na criação de novas vagas em Juazeiro prova que o município está lutando e buscando maneiras de recuperação, ainda que em meio à crise. “Esses números refletem os esforços que a Prefeitura de Juazeiro tem feito ao longo do ano e mostram que estamos no caminho certo, demonstrando um grande poder de recuperação em meio à crise. Nosso povo é um povo trabalhador e estamos focados para que esses números cresçam muito mais, porque Juazeiro tem potencial pra isso e vamos continuar buscando melhorar esse cenário“, enfatiza a gestora.

Estratégias

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária, Carlos Neiva, os dados são frutos de diversas estratégias, com destaque para a Sala do Empreendedor, que tem buscado atrair novos empreendedores e facilitar a abertura de pequenas empresas. “É gratificante ver nossa cidade em destaque na geração de empregos. Sob o comando da prefeita Suzana, a nossa luta é constante em busca de desenvolvimento, criar oportunidades, e consequentemente gerar emprego e renda. Temos uma missão, que é fortalecer as pequenas empresas, dar uma atenção especial a elas, mas sem deixar de focar na chegada de grandes grupos na região. Os dados do Caged mostram que o número de admissões supera o de demissões, o que para economia do município é sensacional”, comemora Neiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *