Ex-vereador afirma que Minha Casa, Minha Vida repete erro de gestões passadas

por Carlos Britto // 24 de abril de 2009 às 10:00

O ex-vereador de Petrolina, Padre Antonio Moreno, faz algumas ressalvas ao programa habitacional que está sendo implementado pela prefeitura. Confira:

Nada de novo nesse tipo de cadastro que está sendo realizado com longas filas. Tudo porque não se procuram fazer as coisas bem feitas. Faz-se um cadastro ou levantamento de dados para atender projetos pontuais do governo federal. Quem não se lembra das filas quilométricas em cadastro semelhante em outras gestões?

Há uma Lei aprovada em Petrolina tratando do Censo Habitacional a ser feito para levantar o déficit habitacional no município, independente de Programa do Governo Federal, pois todo município deve ter os dados atualizados a respeito das diversas problemática da administração publica.

O Censo Habitacional tem como meta ouvir todas as famílias que não possuem moradias ou sequer um terreno. Com isso o governo municipal teria um controle das necessidades de habitação e dessa forma faria esforços para captar recursos econômicos das diferentes esferas governamentais e realizar os projetos de habitação no Município. Se isso já tivesse sido realizado, a prefeitura estaria  preparada e com dados atualizados  para a inclusão no programa “Minha Casa Minha Vida”, do Governo Federal. Infelizmente não se fez isso antes e, mais uma vez, se faz o que outras gestões fizeram.

Com o censo poderíamos saber quantas famílias pagam aluguel, quantos realmente moram em áreas de ocupação. E, num segundo momento, a partir das faixas de renda, em quais programas essas famílias poderiam ser enquadradas. E assim a oferecer condições para construção de moradias de forma regionalizadas, respeitando a demanda de cada local, pois o importante é manter a família na região em que ela já está residindo.

O Censo poderia ser realizado por duas frentes de trabalho. Uma frente coordenada estaria nos bairros, onde serão ouvidas todas as famílias que não possuem casa própria ou sequer um terreno e residem Petrolina há mais de dois anos. Por outro lado a outra equipe estaria visitando as áreas de ocupação, ouvindo os moradores de porta em porta e inclusive numerando as moradias.

Concluído o censo, feito com calma, a Prefeitura teria todos os dados do déficit de moradias na cidade, bem como o perfil socioeconômico dos que precisam de moradias.

Segundo a concepção do censo, as famílias não deveriam procurar pelo Censo, na prefeitura, pois esse serviço seria feito nos bairros para evitar a locomoção das famílias e outros transtornos já conhecidos por nós.

Através de uma análise das necessidades locais de habitabilidade e moradias das famílias que vivem em situação de alto grau de vulnerabilidade social, residente nas áreas de ocupação, o ideal seria que em todas as áreas ocupadas o censo passasse de porta em porta onde cada barraco existente receberá uma numeração, ou seja, nesse caso cada área terá o seu número total de moradias nessas condições.

Outra medida poderia ser fotografar todas as moradias bem como as pessoas que residem nela e em seguida coletar todos os dados, inclusive se há existência de renda. Por fim, essas áreas receberão uma placa indicando o total de moradias existente naquela determinada área. Com isso a meta é manter o controle para que essas áreas não recebam mais barracos e conseqüentemente mais famílias.

Esse seria uma ação Nova, inovadora que nunca fora feita em Petrolina. Um Programa assim seria adequado para uma Nova Petrolina. Como vemos, se não temos ações inovadoras a conseqüência é continuarmos a procurar a Nova Petrolina.

 

Ex-vereador afirma que Minha Casa, Minha Vida repete erro de gestões passadas

  1. ATENTO disse:

    Outro dia, Pe. Antônio falou de uma lei municipal de preservação da caatinga. Pouca gente a conhece! Agora, mais uma lei do município, que a sociedade no seu todo desconhece: a do Censo Habitacional. É pena que leis sejam votadas e não levadas ao conhecimento da população. Outro fato, é que o diretor de habitação, da PMP, Sr. Ednaldo, até pouco tempo, era unha e carne com Pe. Antônio. Será que o Sr. Ednaldo, também não conhece a lei do censo habitacional?

  2. Jonhdeible Oliveira disse:

    Concordo com o Pr. Antonio, a nova Petrolina era só o jingo de campanha… na pratica continua sendo velha. Fazer o que ???
    Se Petrolina elegeu o governante novo de postura antiga…
    Afinal como dise Dr. Julio em campanha, não exite Direita nem Esquerda e sim o lado Certo e o Errado, pelo visto ele está do lado errado.

  3. epaminondas disse:

    esse padre e entendido…deveria estar na camara de vereadores e fiscalizar esse prefeitin que ta ai.olha o programa de habitaçao pode ate ser fraco mas e melhor que nada e lula tem sensibilidade!e bom so tomar cuidadeo senao daqui a opouco julinho ta dizendo que e ele que vai trazer esse planoo pra ca.todo cuidado e pouco.o plano e do governo fesderal!

  4. Eduardo disse:

    Padre Antonio se esquece que o programa é coordenado aqui em Petrolina pelo seu pupilo, Ednaldo. Este rapaz entende muito de reforma urbana, moradia, etc. e não é por acaso que Dr, Julio fez o convite para assumir esta importante pasta. O programa está passando por adaptações locais, para, ao invés de ser um palanque para Dilma, a ação beneficie, de fato, quem mais precisa.

    Minha Casa, Minha Dilma tem suas falhas. E a Nova Petrolina vai corrigir todas elas e fazer uma justa aplicação dos recursos do programa.

  5. Pe. Antonio Moreno disse:

    O que escrevi, o fiz com consciência e com conhecimento de causa. Não estou nem devendendo palanque nenhum, nem de PT e nem de PMDB. Estou apenas falando de uma concepção de gestão publica diferente, que faz a diferença. O censo habitacional seria uma forma de a prefeitura se adiantar na busca de solução para os problemas. A Lei sobre o Censo está ai no Município, assim como a Lei sobre a Comoração do Dia Municipal da Caatinga. Basta o cidadão se dirigir à Câmara e pedir um cópia.
    O Sr. Edinaldo tem conhecimento dessas e de outras leis. Os dedos das mãos são irmãos mas não são iguais. Além disso, Ddiretoria, na atual conjuntura de gestão, não pode fazer tudo o que deve ser feito. Penso assim. Mas o que falei sobre o Cadatro está certo, não tem cunho politico, é vontade de ajudar e vem em Petrolina coisas novas acontecerem.

  6. Pe. Antonio Moreno disse:

    Se o Sr, Edinaldo entende de Reforma Urbana não se discute. Eu e mutio mais pessoas também entende. Esse, como os do passado são programas do governo federal. Se vai servir de palanque não, não sei. O que é certo que o que a prefeitura poderia fazer de mais acertado começa com um bom e respeitado levantamento ou censo. E creio que deve corrigir não tanto o que define o governo federal, mas o bom uso dos recursos e uma distribuição coerente com a filosofia do programa e as reais necessidades do município.

  7. Opara disse:

    Uma coisa é certa… o déficit habitacional nunca vai acabar.. nem aqui nem na China. Mesmo porque esse defici não emerge de Petrolina, e sim da vinda de milhares de pessoas de fora. Quanto mais se der casa a população em Petrolina, mais aparecerá pessoas de fora interessadas. Por isso, penso que é um erro esse projeto abranger apeans as grandes de médias cidades. Deveria abranger a todas as cidades.

  8. epaminondas disse:

    liga nao padre.esse tal de ednialdo deve ser da thurma de julio.elles odeiam que alguem pense diferente deles.abominam a conversa politica,o dialogo…sei nao era melhor a petrolina dos coelho velhos…doutor nilo,seu ze , dr augusto…

  9. epaminondas disse:

    digo eduardo….nao edinaldo.
    no tempo de seu ze as coisas eram feitas pela administraçao direta.tinha nada de empreiteiro pelo meio.eram os chamados mutiroes.esse negocio de juntar a comunidade e o poder publico pra fazer melhor e mais barato sabe?!a petrolina que era feita pelos antigosd era assim.

  10. Francisco disse:

    Não é uma avaliação abalizada sobre o assunto.

  11. SOCIEDADE CARENTE disse:

    Padre Antonio, não faz nenhum tipo de intervenção junto ao vaticano para que a igreja católica possa colocar o seu imperio em favor dos menos favorecidos. Me diga uma ação social desta igreja no Brasil como por exemplo campnha para combate as drogas, contra a violência e inclusão social. PADRE SEJA MAIS HUMILDE O NOSSO FUTURO É MARTE. A IGREJA É UMA DAS ACIONISTAS DO BRADESCO O MAIOR BANCO PRIVADO DO BRASIL. Venha para Petrolina implantar esse programas solidarios………………………………..

  12. Petrolina disse:

    Olha se o nome do Programa é ” Minha casa minha vida” lá no bairro Pedra Linda acabarm com um monte de vidas. Em Petrolina não virá nenhuma casa porquê o Secretário é fraco e o Prefeito ajuda. Tempo perdido preencher esse formulário.

  13. Pe. Antonio disse:

    A sociedade é carente porque tem muita gente como você que não tem coragem de fazer uma intervenção com seriedade e mistura alhos com bugalhos. Primeira, tenha ombridade para se identificar como faço eu. E depois discuta projetos e idéias. Falei sobre uma forma de fazer um cadastro, não ataquei nem partidos, nem partidários de partidos e nem mesmo administração. E faço porque tenho direito de fazer como qualquer cidaão, pois os recuros dos programas são públicos e nós pagamos impostos. Seja mais democratico ou democrática e saiba que a gestão publica precisa do controle social, do acompanhamento da sociedade.
    Não vou debater com você sobre Igreja…. Ou você não sabe quem recebe os impostos da população é o governo e não Igreja. Portanto, quem tem que aplicar bem os recusos são os governos, eu não pago imposto para a Igreja, mas só de imposto de renda vem desccontado do meu salário mais 700 reais cada Mês. O que as Igrejas fazem o fazem por dever caridade, como um serviço fraterno. Ao passo que os governos são obrigados a aplicar bem os recusos recebidos do povo.
    Você que está ai, ajude a implantar o programa, o recuros já tem, e a primeira ação é aceitar quem tem ideias diferentes para ajudar a fazer bem feito. Onde está a falta de huildade!!!

  14. Francisco Filho disse:

    Ser um certo tipo de pessoa não é aquilo que você pensa de você mesmo más aquilo que pensam de você. Disciplinar não é punir e humilhar as pessoas. Disciplinar é levar para o caminho certo e ajudando a tornar-se melhor. O disciplinamento das ocupações não está tornando as pessoas melhores e o Secretário de habitação não é o que ele pensa que é, e nem tão menos Padre tem o monopólio da verdade.

  15. Pe. Antonio Moreno disse:

    Meu Caro Francisco Filho,
    Nunca disse que tinha o monopólio da verdade. E penso nem mesmo ter dado margem para alguem pensar assim. Embora entenda do assunto, quis apenas mostrar que existem outras formas de fazer um bom levantamento para obter dados mais objetivos sobre esse assunto. Falei de uma maneira que dei o nome de Censo Habitacional. Só isso. E como falei de uma maneira que, por sinal, outros municípios ja devem fazer, certamente existem outras metodologias até mais perfeitas e melhores de se fazer o mesmo levantamento. Assim, como somos imperfeitos, também nossos projetos e ações. Dái, ninguém poderia se sentir ofendido, quando discordamos de um projeto, de uma ação em termos de gestão publica. Tudo deve caminhar para o aprimoramento porque ninguém tem o monopólio da verdade e em a última palavra em nenhum assunto. Não é meu caro! Nem você! Somos todos aprendizes! Por isso nada demais que tem a coragem de se expor expondo suas idéias.

  16. Mãe Diná disse:

    O bom de Pe. Antônio é que ele faz os comentários e comenta o que o povo fala. Já pensou se Gonzaga, Guilherme, FBC, FBC Filho, Cristina, Ciro DEM e PSB, Jarbas, Marco Maciel, Guerra, Eduardo Campos, Os vereadores, Cristina e Júlio principalmente, assim como, tantos outros assim também o fizesse? O debate ficaria mais rico, no entanto, este povo que foi citado e os que não foram também tem medo do embate. São tudo farinha do mesmo saco e o pior… O saco está enchendo. Alguns ainda tem puxa-saco para ficarem defendendo, outros, coitados, estão tão queimados que nem isso tem.
    PS. Os que eu não citei são iguais. a questão é que haja nomes.

  17. Francisco Filho disse:

    A Biologia já explicou a vida , mas enquanto as religiões forem donas de universidades , radios , jornais , editoras e outras midias , teremos de nos contentar com o fato de que Adão e Eva vender mais do que livros escritos por pesquisadores da NASA. O aborto é uma sinopse abreviada pela medicina e explicada pela biologia e uso de camisinha e outros preservativos anteconcepcionais. O Bispo Lugo do Paraguai é contra o aborto, possui um monte de filhos. Aí, haja projeto de habitação para o mundo inteiro. Nunca acredite em nada antes de um estudo técnico e detalhado. Opinião todo mundo tem.

  18. Pe. Antonio Moreno disse:

    Francisco Filho,
    Por ser tendenciosa e escamotear a realidade o assunto de que tratei, eu nem deveria me dar ao trabalho de reagir ao que você escreve, mesmo porque pelo fato de ser padre não tenho procuração da Igreja Católica para responder por ela. E por ser padre não perco o direito de exercer minha cidadania. Vou escrever sempre e me pronunciar com responsabilidade sobre qualquer assunto de meu país. Espero que os leitores inteligentes saibam entender que tenho direito porque vivemos em um páis “democrático”. Considerando a porcentagem de pessoas que se dizem católicas, quando você se refere a Igreja Católica está atingindo não somente a mim, mas a 68 % dos brasileiros…. Portanto, não vai conseguir me impedir de usar meu direito de cidadania. É tempo perdido seu e de outros pensam como você. Trata-se de uma opinião de um cidadadão e não da Igreja Católica.
    Quando você fala de Religiões e de eleas serem donas de Universidades, Rádios, Editoras e etc, ampliou mais ainda, pois não é só a Igreja Católica que possui esses meios. E o que me diz o amigo do fato de que grande parte de Radios, canais de Tv está nas mãos de politicos ou olkigarquias regionais!!!
    Você conclui sua intervenção, voltando-se contra você mesmo: nunca acredite nada antes de um estudo técnico e detalhado. Opinião todo mundo tem. Por isso, vamos esperar que alguém faça um estudo técnico e detalhado sobre tudo o que escreveu. Inclusive para entender o porquê você foi buscar tanto assunto a proposito de uma simples opinião que eu dei sobre um Projeto de Censo Habitacional. Precisa muito estudo não só técnico mas cientifico envolvendo Sociologia, Psicologia e Ciências Politicas. Pois eu mesmo não entendi.

  19. EU disse:

    Carlos Britto,
    essa mãe diná adora falar, ..fofoqueira, .forasteira, teve suas filhas em Petrolina, vive pongando na casa dos coelhos , come sardinha e arrota caviar, qdo na verdade já mamou ela e seu marido na tetas do governo do estado …todos nós sabemos….nomes de quem? cali (falecido)?armando?múcio? que diz serem amigos? etc…?
    bom não generalizemos políticos, pois não podemos generalizar médicos verdadeiros e bons como DR Wahsington, Alírio e só!
    Carlos Britto, não podemos calar com tanta hipocrisia e vc sabe disso….!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *