Codevasf aguarda autorização para iniciar reparo na rodovia da Ilha da Assunção, em Cabrobó

2
Foto: divulgação

A Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf) está prestes a iniciar os trabalhos de reparo na PE-510, de acesso à Ilha da Assunção, em Cabrobó (PE), no Sertão do São Francisco. Os recursos já estão disponíveis e os equipamentos prontos, mas ainda aguardam autorização do Departamento de Estradas e Rodagens de Pernambuco (DER-PE) – órgão estadual responsável pela via, oficializada no dia 18 deste mês, para início dos trabalhos.

O recurso para o reparo foi destinado através de emenda parlamentar do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), a pedido do deputado estadual Antonio Coelho (DEM), atendendo ao presidente da Câmara Municipal de Cabrobó, Dim Saraiva, mediante várias solicitações daqueles que se utilizam da via – seja para locomoção ou escoamento da produção agrícola. De acordo com o superintendente regional da Codevasf em Pernambuco, Aurivalter Cordeiro (foto), “a Codevasf aguarda apenas a autorização do DER para dar início às obras tão necessárias ao povo Truká”.

2 COMENTÁRIOS

  1. Saudações Sr. Carlos. Tentei contato p/tel mas não consegui. Assunto: Pedras que caíram do Céu em Sta. Filomena-PE. O Senhor conhece o rapaz do vídeo,ou alguém que encontrou o meteorito. A Rádio local,poderá alertar quem tem uma pedra,(Meteorito) guardá-la e esperar para mostrar a algum especialista. A Profa. do Museu Nacional esteve lá. Eu gostaria que o senhor levasse até à Radio local e entrevistasse alguém Possivelmente já realizou esta tarefa. Meu interesse é só este,mesmo aqui de longe,de Caçapava do Sul-RS.Uns 3 mil Km. Sigamos pelo Caminho do Bem. Elver Teixeira.

  2. Por falar em Codevasf, as obras de pavimentação em TSD tocadas pela referida Companhia aqui em Petrolina encontram-se paralisadas desde de maio deste ano, sendo inclusive motivo de matérias jornalísticas em diversos blogs da região. À época o Sr. Aurivalter informou que a paralisação se deu por causa das chuvas que caíam na região, e que logo logo seriam retomadas. Pois bem, lá se vão três meses e nada de retomada das obras. Por quanto tempo ainda teremos de esperar para os benefícios da pavimentação dessas ruas? Com a palavra a Codevasf.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome