BNDES “esfola” fruticultores em dificuldades no Vale do São Francisco

por Carlos Britto // 23 de abril de 2009 às 17:00

A crise global pegou de jeito a fruticultura no Vale do São Francisco, que enfrenta sua crise gravíssima, com o cancelamento de encomendas para exportação. O Banco do Brasil e Banco do Nordeste estão renegociando as dívidas dos produtores, exceto quando o financiamento saiu do BNDES, que existe para promover o “desenvolvimento econômico e social”. O BNDES joga duro, esfolando e levando fruticultores à falência. A informação é do colunista Claúdio Humberto.

BNDES “esfola” fruticultores em dificuldades no Vale do São Francisco

  1. Scolari disse:

    BRITO, TENHO A RELAÇÃO DAS VIAGENS INTERNACIONAIS DOS DEPUTADOS GONZAGA E FERNANDINHO E OS RESPECTIVOS NOMES DOS PASSAGEIROS. VOCÊ PUCLICARIA ISTO NO SEU BLOG? TEM CORAGEM? MANDO A FOLHA ESCANEADA E O LINK PARA CONFERIR A AUTENTICIDADE NO PROPRRIO SITE DA CAMARA

  2. Indignado disse:

    Tem que ser esfolado mesmo!!!! Não são eles os grandes produtores aqui do vale que esfolam o pequeno produtor! A riqueza produzida aqui é gasta com a ostentação e desperdicio….não há investimento. Continuem eles a demonstrar o poderiu economico…comprem uma nova hilux ou similar, aproveitem façam a festa…e parem de chorar!

  3. Opara disse:

    Dêem parabéns a Lula.. o mesmo que fechou a FRANAVE; que travou o Pontal e o Salitre; que transferiu o INSA para Campina Grande; e o pior, que tirou do papel a Transposição do rio São Francisco.

  4. Rolando lero.. disse:

    opara, aproveite peça a lossio pra fazer um Diagnóstco da situação que ele é bom nisso

  5. ismenio disse:

    Esse é o tratamento oficial do BNDES com o Nordeste – Financiamento CARACU:

  6. muito justo disse:

    Ao contrário do que pensam alguns, o BNDES existe para promover o desenvolvimento econômico e social, e não para dar esmola. A verdade é que a maioria dos agricultores querem ajuda do Governo nos tempos de crise, mas não querem compartilhar os lucros nos tempos bons. O dinheiro do BNDES é do contribuinte, e não pode (ou não deveria) ser emprestado para particulares que não pagam suas dívidas. Onde se lê “renegociando dívidas”, entenda-se perdoando ou dando descontos ao devedor, com prejuízo para os cofres públicos, o mesmo que pegar meu dinheiro e dar para os produtores. Para isso os agricultores deveriam fazer cooperativas de crédito, onde o dinheiro posto em risco seria deles mesmos. É claro que isso não querem…

  7. sergio disse:

    Meu amigo “muito justo”, sou agricultor, e onde se le renegociando, quer dizer prorrogar a divida, pagando juros e dando como garantia a safra. Ta querendo dar uma de entendido, mas va procurar saber o que realmente acontece, ok!!

  8. Opara disse:

    Parabéns Sérgio… mas não liga não… deve ser mais um revoltado com nossa progressiva região.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *