Acusado por feminicídio de garota de 11 anos vai a júri em Petrolina

por Carlos Britto // 01 de dezembro de 2021 às 17:53

(Foto: Reprodução)

Por meio do Projeto ‘Escuta Atenta’, realizado pela 4ª Promotoria de Justiça Criminal de Petrolina, o caso do assassinato de Mariana Souza Santos, em outubro de 2020, aos 11 anos, pelo irmão de seu padrasto, será levado a júri no próximo dia 7 de dezembro, às 9h, no Fórum Dr. Manoel Souza Filho

O primeiro caso acompanhado pelo projeto foi o da professora de Educação Infantil Kezzia Homeilly, assassinada pelo ex-companheiro, que foi condenado a 23 anos de prisão. Segundo o promotor, a notícia foi encaminhada para 1ª Promotoria de Justiça da Cidadania de Petrolina, que requereu a elaboração de relatório psicossocial ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS).

Fundamentada na Resolução n° 40/34 da Organização das Nações Unidas (ONU), o projeto consiste em uma entrevista registrada em mídia audiovisual, realizada em ambiente confortável, na presença de uma equipe previamente treinada, com a finalidade de dar apoio às vítimas sobreviventes ou indiretas (familiares de pessoas cuja morte ou desaparecimento tenha sido diretamente causado por um delito) expostas aos danos causados pelo ilícito, notadamente a respeito dos efeitos psicológicos e financeiros gerados após a prática do crime doloso contra a vida.

O projeto também está incluído na cartilha Justiça Começa pela Vítima, de autoria do Centro de Apoio Operacional à Atuação Criminal (CAO Criminal) do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), que tem como objetivo nortear a atuação no atendimento, acolhimento, orientação, assistência e reparação material e moral às vítimas de crimes violentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *