Ronaldo Cancão manda Julio Lossio Filho “se recolher” e deixar Miguel Coelho governar

O vereador governista Ronaldo Cancão (PTB) é conhecido por não deixar nenhum questionamento sem resposta. E ele mandou um duro recado ao presidente do PMDB jovem, Julio Lossio Filho, que esteve na Câmara de Petrolina nesta quinta, 20, atendendo a convites de correligionários na Casa. O estudante de Direito é filho do ex-prefeito Julio Lossio.

Ao ser perguntado sobre o que ele achava da citação de ‘Julinho’ – como o estudante é conhecido – de que o grupo estaria pronto para voltar em 2020, citando “erros” da atual gestão, Cancão não deixou por menos e mandou o filho de Lossio “se recolher”,  porque é assim que age quem é derrotado.

“O papel de quem é derrotado é o recolhimento e procurar ajudar se for necessário. Quando perdemos, fomos para o recolhimento, e o prefeito administrou a cidade. Não ficamos chorando o leite derramado”, declarou.

“Herança maldita”

Cancão disse que Julinho só esqueceu de dizer que o município foi entregue com muitos problemas e dívidas. Ele pediu para deixar o atual prefeito Miguel Coelho (PSB) governar, porque a cidade precisa. “Ele esqueceu de dizer que Miguel recebeu uma dívida maldita de mais de R$ 150 milhões. Só na educação foram R$ 19 milhões. Sem efetuar o pagamento do fardamento do Nova Semente de 2016, bolsas dos agentes de saúde, R$ 645 mil que a empresa está cobrando”, listou o vereador petebista.

O governista lembrou ainda que quando Lossio assumiu o primeiro mandato, em 2009, o hoje senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) tinha sido derrotado e liberou R$ 1 milhão para serviços de macrodrenagem na cidade. “Então é preciso ter uma certa cautela em determinada posição. Deixem o jovem Miguel Coelho governar. É muito cedo para fazer qualquer tipo de avaliação. Quem está na política e que tem um resultado adverso, o caminho é se recolher”, reforçou.

Miguel responde a internauta sobre processo de cassação de mandato em transmissão ao vivo no Facebook

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), usou no começo da noite desta quinta, 20, a sua página oficial no Facebook para falar com a população, seguidores e internautas, relatando as ações e o trabalho desenvolvido nesses 100 dias de governo. Dentro da enxurrada de questionamentos, e não foram poucos,, um deles foi sobre o que ele estava achando da ação aceita pelo Ministério Público Eleitoral, impetrada pelo deputado estadual Odacy Amorim (PT) que pede a cassação do seu mandato.

“Estou muito tranquilo. Minha campanha não tem nada errado, aliás, as contas da nossa campanha foram as únicas aprovadas dos quatro candidatos que disputaram as eleições do ano passado. Então, respeito muito os órgãos de justiça, os promotores, mas tenho a tranquilidade de ter feito tudo certo. O resto é continuar trabalhando, porque Petrolina precisa muito de nosso governo“, assinalou o gestor para quem o acompanhava na transmissão.

Odacy foi um dos très candidatos que disputou com Miguel,  as eleições para prefeito de Petrolina.

Com mediação da Câmara, servidores e Prefeitura de Petrolina fecham acordo e projeto de reajuste é aprovado na Casa

Depois de vários dias de impasse entre os servidores públicos de Petrolina e o Governo Miguel Coelho (PSB), um acordo foi firmado sobre 0 reajuste salarial do funcionalismo público que teve grande parte da categoria contemplada com a reposição da inflação, que ficou em 6,29% em 2016. A Câmara inclusive colocou em pauta nesta quinta-feira, 20, o projeto de lei que concede o reajuste dentro do percentual de perdas da inflação. A matéria foi aprovada por 17 votos. O reajuste é retroativo ao mês de janeiro, data base da categoria.

Sem muitas discussões, até porque o acordo entre a categoria representada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Petrolina (Sindsemp) com a administração municipal tinha sido construído com a intermediação do Poder Legislativo Municipal, o texto deixou de fora as categorias específicas que estão há mais tempo sem aumento e que possuem leis próprias. Neste caso, o sindicato e o Poder Executivo sentarão novamente à mesa de negociações no dia 26, às 17h, para buscar um percentual de reajuste.

“Restabelecemos o piso no nível elementar com o salário minimo sendo o menor salário a ser pago ao um servidor do município; tivemos de volta a gratificação de difícil acesso para os secretários escolares, mas ainda pesam as categorias que estão sem reajuste há bastantes tempo e que estão sobre legislação específicas. São 115 efetivos e 120 contratados, e não é um numero grande. Por isso temos perspectivas de avançar nessa discussão dia 26″, contou o presidente do Sindsemp, Walber Lins.

O sindicalista agradeceu à Casa Plínio Amorim, que fez a mediação do processo de negociação junto ao Executivo. “Também agradecemos ao servidor, que participou ativamente para a construção dessa conquista”, frisou Lins. Walber reforça a importância do diálogo para construir o acordo e esperar novamente que ocorra na mesa de negociação, no dia 26. “Essa mesa irá contemplar os que não entraram, e que somam 25% do funcionalismo com a reposição inflacionária que será feita com efeito retroativo”, assinalou o presidente do Sindsemp.

Projeto que reajusta salários dos servidores de Petrolina pode ser votado nesta quinta na Casa Plínio Amorim

O projeto de lei do Executivo Municipal referente ao reajuste salarial dos servidores de Petrolina está previsto para ser votado na Casa Plínio Amorim na sessão plenária desta quinta-feira (20), que começa a partir das 9h.

A proposta foi fruto de um recente acordo entre o prefeito Miguel Coelho e diretores do Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (Sindsemp), que ameaçavam uma greve geral da categoria.

Essa, aliás, é a única matéria que consta na pauta dos vereadores. Para o projeto ser aprovado, basta maioria simples da Casa – o que deve acontecer sem maiores problemas.

Kits escolares beneficiarão quase 35 mil estudantes da rede municipal de Petrolina

O prefeito de Petrolina Miguel Coelho iniciou, nesta terça-feira (18), de forma simbólica, a distribuição dos kits escolares para os alunos do ensino fundamental I e turmas da educação infantil. A cerimônia ocorreu na quadra da Escola Nossa Senhora Rainha dos Anjos (antigo Caic), que ficou lotada de estudantes da rede municipal para receber o material. (mais…)

PT de Petrolina rebate nota do PSB sobre resultado das urnas

O diretório do Partido do Trabalhadores (PT) em Petrolina, respondeu, por meio de nota, o que denominou de “acusações infundadas “ do Partido Socialista Brasileiro (PSB) local, sobre a sigla petista não querer aceitar o resultado do ano passado nas eleições municipais. A nota socialista foi divulgada na segunda, 17, depois que o Ministério Público Eleitoral de Pernambuco divulgou que havia acatado denúncia impetrada pelo deputado estadual Odacy Amorim, o qual disputou as eleições pelo PT em 2016 contra o prefeito Miguel Coelho, do PSB, acusando o socialista de “abuso de poder econômico” na campanha, pedindo sua cassação.

Acompanhe a nota:

O diretório municipal do Partido dos Trabalhadores de Petrolina foi surpreendido pela enganosa e agressiva nota do PSB que afirma, em resposta a opinião do Ministério Público Eleitoral pela procedência de ação movida pelo Deputado Estadual Odacy Amorim, que o processo foi “movido pelo PT em torno da campanha eleitoral 2016 [pois]o Partido dos Trabalhadores de Petrolina ainda não aceitou a derrota.

Cabe pontuar que a Ação de Investigação Judicial Eleitoral não foi movida pelo PT, mas sim, acertadamente, pelo candidato do Partido à Prefeitura, sendo a nota do PSB um mero engodo para atacar covardemente o Partido dos Trabalhadores.

Nos causa profunda estranheza serem justamente os representantes do PSB de Petrolina a contestar a Ação de Investigação, afirmando que se trata de tentativa de “deturpar o resultado das eleições”, logo quem em 2012 ajuizou ação contra o então Prefeito Julio Lossio para impedir sua eleição. Pior: logo o conjunto de dirigentes do PSB que foram apoiadores e entusiastas do Golpe que retirou uma Presidenta legitimamente eleita com mais de 54 milhões de votos e que compõe o Governo ilegítimo de Michel Temer com Fernando Filho sendo seu Ministro, falar em “idoneidade do processo democrático”.

Respeitamos imensamente a história do Partido Socialista Brasileiro e a trajetória de pessoas de honra como Miguel Arraes e João Mangabeira, e justamente por isso exigimos uma retratação por parte do PSB, para que não carregue mais uma mácula em sua história, já tão agredida pelos seus próprios membros neste último período.

Partido dos Trabalhadores – Diretório Petrolina

Biblioteca e museu de Petrolina devem passar por ajustes antes da reabertura

Alvos constantes de reclamações dos petrolinenses neste Blog, a Biblioteca Municipal Jornalista Cid Carvalho e o Museu do Sertão deverão receber novos ajustes antes de, enfim, serem reabertos à população. Após identificar problemas pontuais nas obras iniciadas pela gestão anterior, a prefeitura estuda alternativas para agilizar a entrega dos dois equipamentos.

Tanto a biblioteca quanto o museu estão na fase final de uma reforma iniciada em julho do ano passado. Mas, segundo técnicos, algumas melhorias fundamentais não foram incluídas no contrato que contemplou os dois locais.

Diante dos problemas, o prefeito Miguel Coelho visitou as obras na última semana para discutir com sua equipe quais medidas precisam ser tomadas para evitar prejuízos à população. Acompanhado pelas secretárias Maria Elena (Cultura, Turismo e Esportes) e Maéve Melo (Educação), além de engenheiros, o gestor percorreu os dois equipamentos para identificar as necessidades atuais.

Durante a visita, Miguel constatou que um dos principais problemas da biblioteca ainda não foi solucionado: a refrigeração. De acordo com técnicos, o projeto anteriormente elaborado incluía a instalação de climatizadores, o que não é adequado para um espaço que armazena livros.

Plano de trabalho

Já no Museu do Sertão, os problemas são ainda maiores, uma vez que a reforma em andamento não incluiu itens fundamentais para reabrir o espaço da forma adequada. Diante da problemática, Miguel determinou a elaboração de um novo plano de trabalho para assegurar a reabertura do equipamento.

Segundo o prefeito, uma das alternativas para garantir a reabertura adequada do Museu do Sertão seria reativar a Fundação Cultural de Petrolina. “Nosso museu é a história viva de nossa região. A orientação é que a gente também possa resgatar a Fundação Cultural de Petrolina, que há mais de 10 anos está parada. A fundação tem todo acervo técnico para que possamos transformar o museu numa grande atração turística e é nisso que estamos trabalhando”, disse o prefeito. (foto: Ascom PMP/divulgação)

Promotor acata pedido de Odacy para cassar chapa de Miguel; PSB contesta: “Não respeita vontade do povo”

O promotor de justiça do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Lauriney Lopes (foto), acatou ação movida na Justiça Eleitoral, de autoria do deputado estadual Odacy Amorim (PT), que concorreu nas eleições de 2016 a prefeito de Petrolina. O petista pede a cassação da chapa encabeçada por Miguel Coelho (PSB), que se saiu vencedora no pleito.

Na ação, Odacy acusa o socialista por abuso de poder econômico e de ter se beneficiado nas inserções de televisão durante a última campanha eleitoral.

O PSB, partido do prefeito, enviou nota lamentando a postura de Odacy. A legenda socialista lembra de suas contas, recentemente reprovadas, e diz que confia no rápido esclarecimento.

Confiram:

Sobre a decisão do Ministério Público em dar continuidade a um processo movido pelo PT em torno da campanha eleitoral 2016, o Partido Socialista Brasileiro respeita o posicionamento da instituição do Judiciário e tem plena confiança de que o caso será arquivado. O PSB lamenta que a chapa petista, que teve as contas reprovadas recentemente, insista na tentativa de não respeitar a vontade do povo de Petrolina. O PSB lembra que todas as contas da campanha liderada pelo prefeito Miguel Coelho foram aprovadas. Ainda assim, temos plena convicção de que será frustrada a tentativa do grupo oposicionista de deturpar o resultado das eleições. O PSB reforça o respeito que nutre pelo Ministério Público, que está realizando seu trabalho com lisura e independência. O Partido Socialista, portanto, aguarda o rápido esclarecimento do Poder Judiciário sobre o  caso para que não restem mais dúvidas sobre a idoneidade do processo democrático e que se faça valer a vontade do povo petrolinense em fazer a cidade voltar a se desenvolver.

Mais de 300 trabalhadores rurais deixam de ser negativados em ação inédita encabeçada por Prefeitura de Petrolina

Depois de vários anos de espera, 312 produtores rurais de Petrolina estão livres de dívidas que somavam mais de R$ 1 milhão e deixaram de ser negativados, podendo agora buscar  crédito para produção. Tudo porque o prefeito Miguel Coelho (PSB) assinou na manhã desta segunda-feira, 17, um termo para liquidar os débitos desses agricultores que tinham pendências desde a década passada junto ao Banco do Nordeste.

O ato ocorreu na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) diante de dezenas de produtores do município. O benefício é destinado a trabalhadores enquadrados no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), nas faixas A, B, C, D e Semiárido. Ou seja, são trabalhadores de baixa renda que acumulavam dívidas contraídas até o ano de 2006, de no máximo R$ 15 mil. (mais…)

Petrolina poderá ganhar segundo restaurante popular

Petrolina poderá ganhar, em breve, um segundo restaurante popular. A informação foi repassada a este Blog pelo presidente da Central Única de Bairros (Cubape), Pedro Caldas.

Segundo ele, a Cubape apresentou ao prefeito Miguel Coelho a sugestão de construir o novo restaurante popular ao lado do prédio da Caixa Econômica Federal (CEF) da Avenida Sete de Setembro. A ideia é de que o local atenda trabalhadores, estudantes e caminhoneiros que por ali trafegam. Vale ressaltar que o espaço é de fácil acesso.

“Agora é aguardar o prefeito anunciar a construção desse importante equipamento, que poderá oferecer também como sugestão da Cubape o café da manhã, a exemplo do Restaurante Popular de Juazeiro”, analisou Pedro Caldas.

Na audiência que teve com o ministro de Desenvolvimento Social, Osmar Terra, em março último, o prefeito Miguel Coelho já tinha recebido do ministro, o apoio para que Petrolina pudesse dispor de mais um Restaurante Popular.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br