Em Garanhuns, FBC defende Paulo Câmara e adverte: “Aqueles que querem antecipar 2018 vão quebrar a cara”

1

Se nos bastidores políticos de Pernambuco o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) surge como nome forte para a disputa pelo Palácio do Campo das Princesas em 2018, publicamente o líder socialista faz questão de demonstrar o contrário.

Ao participar ontem (6) em Garanhuns, no Agreste do Estado, da abertura da 2ª rodada do Programa ‘Pernambuco em Ação’, FBC ressaltou sua confiança no governador Paulo Câmara. “Vivemos um momento de grave crise e radicalização política e devo dizer que Paulo é o governador certo para este momento. Ele é sereno, sabe ouvir as pessoas e vem conduzindo o Estado com grande responsabilidade e zelo”, frisou o senador.

Para Fernando Bezerra, este não é o momento para politizar debates, como querem setores da oposição. “Tenho muita confiança e muita alegria, porque sei que Paulo passou dois anos equilibrando as contas, para agora voltarmos a crescer. As receitas pouco a pouco vão se recuperando. Aqueles que querem antecipar o calendário eleitoral, vão quebrar a cara. As eleições são apenas em 2018 e nós vamos estar lá”, garantiu. Ele ainda defendeu a necessidade das reformas, especialmente na Previdência, mas deixou claro que as mudanças não podem sacrificar os mais pobres. “Esse partido tem lado. Somos o partido de Miguel Arraes e Eduardo Campos, temos compromisso com os trabalhadores rurais e com os mais vulneráveis”. (foto: Assessoria parlamentar/divulgação)   

1 COMENTÁRIO

  1. Com a rejeição que Paulo câmara tem, só um milagre pode garantir a sua reeleição. A menos que o governador saia fazendo obras eleitoreiras neste resto de mandato, o que não é de se duvidar, pois Paulo Câmara tem pouco a mostrar, e para o povo o que importa são as obras de concreto e armação. Não precisa chegar 2018, o filme de vocês socialistas está queimado desde quando propagaram mentiras em 2014, mostrando um pernambuco forte, financeiramente estável, uma ilha de investimentos no meio de um país em crise e com uma segurança pública de referência. Mas o teatrinho acabou, e a verdade apareceu mostrando um pernambuco deficitário, um cemitério de obras inacabadas com quase mil na lista do TCE por falta de dinheiro, e o pacto pela vida já não tem serventia para nada. Desemprego e violência agora são características marcantes no estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome