Coluna do Blog

0
Foto: divulgação

Prefeito de Casa Nova é mais um a ‘cortar na carne’ para se adequar à LRF

Em Casa Nova, no norte da Bahia, o prefeito Wilker Torres publicou com data de 1º de novembro de 2018 o Decreto 462/2018, determinando a exoneração “dos cargos comissionados atualmente existentes no âmbito da estrutura administrativa do município”.

Wilker segue, portanto, o exemplo de outras administrações da região, que estão tendo de ‘cortar na carne’ para se adequarem à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Nossa primeira preocupação é com a continuidade dos serviços à população. Não houve uma só exoneração ou demissão que pudesse afetar o atendimento à população”, esclareceu o prefeito. “Só foram exonerados os nomeados por portaria ou decreto, preservando as funções essenciais ao funcionamento dos serviços. Nenhum contratado que presta serviços na saúde, educação e em outros órgãos, foi demitido“, assegurou.

Lembrando que manteve diversos cargos para que não houvesse problemas no atendimento, ele cita o diretor do Tesouro, o diretor de Contabilidade, secretários municipais, procurador-geral do Município, superintendente da AMMA, diretores de Escolas, assessor jurídico, diretor de Recursos Humanos, diretora do SAAE e diretora hospitalar ambulatorial, listados no Decreto.

Tenho dito que manter as contas em dia, pagar rigorosamente na data correta os servidores e compromissos com fornecedores e prestadores de serviço é uma obrigação que quero cumprir até o último dia deste mandato”, disse Wilker. “Este ajuste foi feito para que a prefeitura possa continuar honrando esses compromissos e para a reforma política que queremos fazer”, pontuou.

O gestor aproveitou para rebater os rumores em relação à sua medida. “Quem fala em demissão em massa de pais de famílias está mentindo e, mais uma vez, tentando tirar proveito político. Como mostramos nessa eleição, a mentira tem vida curta em Casa Nova. Mais uma vez ficarão desmoralizados”, concluiu, agradecendo a compreensão e o reconhecimento da população.

Segurança para BR-116

A insegurança e violência na BR-116, no trecho de municípios do norte da Bahia, foi tema de reunião entre o deputado Zó (PCdoB) na Secretaria de Segurança Pública (SSP). Segundo ele, esse é um problema grave e que prejudica a população e a economia dos municípios de Rodelas, Chorrochó, Abaré, Curaçá, Macururé, Uauá e outras cidades. Zó pediu uma visita de um representante da SSP-BA à região para tratar o assunto com os prefeitos dos municípios envolvidos. O deputado também agendará uma reunião com o comandante da Polícia Militar na Região Norte, coronel Anselmo Brandão, para debater o tema.

Desfalques na escala do Samu

O caldo engrossou na última sessão da Câmara de Juazeiro (BA). É que o vereador Allan Jones (PTC) denunciou desfalques na escala de médicos e enfermeiros que trabalham em regime de plantão no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) da cidade. Segundo o vereador, que também é médico, um documento repassado a ele por outros profissionais da área de saúde dá conta de supostas irregularidades. Jones prometeu encaminhar o documento a vários órgão, inclusive ao Ministério Público da Bahia (MPBA).

Os 7×0 do prefeito de Ipubi

Por unanimidade, os desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral (TER-PE) suspenderam o pedido de cassação e de inelegibilidade do prefeito de Ipubi, Chico Siqueira (PSB), e do seu vice João Coutinho, contrariando o grupo de oposição na cidade. Por 7×0, os magistrados deram provimento ao recurso em ordem de afastar a cassação e a inelegibilidade, seguindo a recomendação do Ministério Público Federal, suspendendo em caráter imediato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome