Violência contra a mulher aumenta em Petrolina e Sindsemp lança campanha de conscientização

0
Imagem: Sindsemp

O Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (Sindsemp) iniciou uma campanha de conscientização sobre a violência contra a mulher. A iniciativa visa a trabalhar o assunto junto aos servidores e servidoras municipais até o dia 8 de março, data em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher. Com o tema “não deixe para amanhã, denuncie”, o Sindicato vai divulgar informações sobre a Lei Maria da Penha, Patrulha da Mulher e Ronda Maria da Penha, que são instrumentos de apoio para acolher e defender mulheres vítimas de violência.

De acordo com dados divulgados pela Central Brasileira de Notícias (CBN), o número de feminicídios em Pernambuco aumentou 26,9%. Os valores foram contados de janeiro a novembro de 2020. O Grupamento Patrulha Mulher da Guarda Civil Municipal (GCM) de Petrolina também confirmou um aumento significativo em relação ao percentual dos casos de violência de gênero, durante a quarentena.

Entre 31 de dezembro de 2020 e 1º de janeiro deste ano, a Patrulha da Mulher atendeu 235 mulheres, dentro dos chamados de emergência, efetuando 43 atendimentos por agressão física, 9 por agressão psicológica e 33 por ameaças. Foram 106 atendimentos de emergência na cidade.

A cidade sertaneja conta com atendimentos especializados no combate à violência contra a mulher, como o Grupamento Patrulha Mulher (GPAM) 153; Delegacia Especial De Atendimento à Mulher da Polícia Civil de Petrolina (DEAM) – pelo número (87) 3866-6625 – e Polícia Militar 190. A campanha vai acontecer nos locais de trabalho dos servidores e servidoras públicas municipais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome