Vereadores da Casa Plínio Amorim ganham tempo para acabar impasse entre servidores grevistas e prefeitura

14

foto_640x480Sem sessão ordinária nesta quinta-feira (23) na Casa Plínio Amorim, os vereadores devem ganhar mais um tempo para tentar intermediar o impasse estabelecido entre a Prefeitura de Petrolina e os servidores municipais em greve.

Na última terça (21) a categoria foi mais uma vez à Câmara cobrar apoio dos vereadores nas reivindicações dos grevistas. Para o Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (Sindsemp), o projeto enviado ao Legislativo pelo prefeito Júlio Lóssio “é nocivo” porque retira benefícios já conquistados pelos servidores. Por este motivo o Sindsemp espera que o projeto sofra algumas emendas. Ainda na terça, lideranças do Sindicato e alguns vereadores trataram do assunto, mas não houve consenso.

Pela proposta do Executivo, os vencimentos básicos dos servidores de nível elementar passariam de R$ 630 para R$ 678; os de nível médio, de R$ 645 para R$ 694,14; e os de nível superior, de R$ 710 para R$ 764,10. A prefeitura alega também que o projeto valoriza o Plano de Cargos e Carreira do Magistério, apresentando ganhos reais para os professores, mas o Sindsemp discorda.

De acordo com diretor de Política Sindical da entidade, Edson dos Santos, a prefeitura propõe incorporar a Gratificação de Regência (mais conhecida por ‘pó de giz’) aos vencimentos básicos – o que o Sindsemp não aceita. Pelo projeto original, por exemplo, os vencimentos – com o pó de giz incorporado – do Professor do Magistério e Regente em Nível 1, por 100 horas/aula, não passam de R$ 874,66. Já o professor com Mestrado e Doutorado, na mesma faixa, esse valor será de R$ 1.106,21.

Outro ponto de divergência é a substituição do pó de giz pela Gratificação Especial de Regência (GERC) no valor de R$ 150, o que corresponde a 9,57% do Piso Nacional dos Professores. Segundo a prefeitura, a proposta viria para valorizar a atividade em sala de aula. Mas o Sindicato também não concorda. “Queremos que permaneça o pó de giz e que a prefeitura reajuste a tabela do IPC-M (referentes a perdas inflacionárias)”, afirma Edson, justificando ainda que os R$ 150 da GERC prejudicaria os professores readaptados, ou seja, aqueles impossibilitados de estar em sala por motivos de doença ou exercendo outro tipo de função. “Pela proposta da prefeitura, só os professores que estão em sala vão receber”, completa.

Data-base

O Sindicato quer ainda que a prefeitura antecipe a data-base da categoria, do mês de maio para janeiro. Segundo Edson, todos os recursos do governo federal para o setor de educação e saúde são enviados aos municípios desde o início do ano. No caso de Petrolina, o Sindsemp quer que o prefeito repasse o retroativo à categoria, como fez com o reajuste do seu salário e os de sua equipe de secretários.

Ressaltando que o Sindsemp aceitou reduzir sua proposta inicial, de que o município destinasse 7% da dotação orçamentária para pagamento do funcionalismo ante os 11% reivindicados, Edson afirma que mesmo assim a prefeitura descumpre o item. “Esses 7% equivalem a R$ 1,7 milhão do orçamento, mas o que a administração oferece é apenas R$ 400 mil”, finaliza.

14 COMENTÁRIOS

  1. Só nos resta esperar que os vereadores conscientizem-se da importância do seu papel no futuro dos educadores petrolinenses! chegou a hora de os representantes municipais mostrarem a sua cara! vamos ficar de olho para saber quem realmente está do nosso lado.
    No momento em que estão diante dos servidores demonstram está ao seu lado, quero ver provar no momento de votar esse projeto absurdo! prejudicial para os servidores!
    O sindicato está certíssimo em não aceitar tal projeto, estou orgulhosa de vocês!

  2. Esses vereadores caras de pau não estão ligando pra servidor não!!!Estamos decepcionados com esse pessoal e principalmente com CRISTINA COSTA que pensávamos que era uma camarada que iria lutar pelos nossos direitos.Também com R$ 12000 paus no bolso!Agradecemos aqueles vereadores que mostraram a cara pra bater junto com os servidores, parabéns pra vocês.Cristina vamos lhe engolir mais 3,5 anos, mas o que é bom pra vc tá guardadinho, e olha que não só sou eu que falo não , são todos os servidores….vire também testa de ferro do prefeito.

    • Eu não sou professora, embora gostaria muito de ser. Também não sou puxa saco do prefeito, ao contrário de você que deve ser um babão ou invejoso!
      Ao invés de ficar criticando! procure conhecer a lei e os direitos conquistados pelos professores.
      Assim também como estudar para escrever correto!
      É por ter servidor hipócrita como você que os movimentos grevistas não vão para frente! o sindicato sozinho não conseguirá fazer nada é preciso a colaboração dos funcionários para conseguir avanços. Continuo apoiando o sindicato e os vereadores que estão contra Julio Lóssio.

  3. É no mínimo estranho a postura da veriadora CRISTINA COSTA. Até o ano passado ela criticava sistematicamente o PREFEITO e está registrado pela imprensa. De repente, ela se torna uma aliada e defensora. Será que ELA sabe o que ser veriador, o seu papel de fato. Cadê sua ÉTICA e compromisso com descência, com valores pessoais. Ou será que os VALORES que está de olho são outros. Que políticos sem postura.

    Não esqueçam, Srs VERIADORES E Sr PREFEITO.

    1- Se hoje vcs têm alguma formação foi porque um dia um PROFESSOR vos ensinou;
    2- Algum dia em suas vidas vcs irão precisar dos cuidados de um DENTISTA, ENFERMEIRO, TEC. DE ENFERMAGEM, etc.

    ENTÃO, NÃO MENOSPRESEM ESSES PROFISSIONAIS. TENHAM CONSCIÊNCIA. SEJAM HONESTO COM O BOM SENSO.

    JOAQUIM BARBOSA TEM TODA RAZÃO. SÃO TODOS POLÍTICOS DE FACHADA QUE USAM O POVO PARA SE DÁ BEM. DEFESORES ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE DE INTERESSES PESSOAIS OU DE ALGUÉM DE SUA COVINIÊNCIA.

    ATENÇÃO VERIADORES! VOCÊS NÃO PRECISAM SER EMPREGADOS DO PREFEITO. VCS TIVERAM MÉRITO PORQUE O POVO VOS CONCEDEU. SEJAM VERIADORES DE PETROLINA E REPRESENTEM COM DESCÊNCIA A POPULAÇÃO. NÃO DEFENDAM OS INTERESSES DESSE PREFEITO QUE ESTÁ AFUNDANDO NOSSA QUERIDA CIDADE.

  4. REALMENTE, SE CRISTINA COSTA QUE É DO PARTIDO DOS TRABALHADORES ESTÁ CONTRA O SERVIDOR, O QUE ESPERAR DOS DEMAIS
    SEMPRE TIVE UMA ADMIRAÇÃO POR ELA, MAS ESTA ADMIRAÇÃO MORREU TOTALMENTE E TUDO QUE EU E OS DEMAIS SERVIDORES SENTIMOS HOJE POR ELA, ESTÁ SENDO DISSEMINADO ENTRE OS DEMAIS QUE ESTÃO VENDO AGORA O OUTRO LADO DA MOEDA..
    MEUS PESAMES CRISTINA, ESPERO QUE ISSO SEJA UM PONTO CHAVE PARA O FIM DA SUA CARREIRA POLITICA

  5. CRISTINA SEMPRE ANDAOU DE BRAÇO DADOS COM O PREFEITO DEPENDENDO DO PERIODO, QO A MUNDANÇA DE CRISTA SAIU DE UM SALARIO DE 1660, DE PROFESSOR PARA 12.OOO É SEMPRE ASSIM NOVIDADE SINDICALISTA CONTRA O POVO, SEMPRE UASARAM DA LINHA PRA SE PROMOVER.

  6. O que me surpreende é que o prefeito não senta para negociar com os servidores, bem ao estilo dos ditadores, e depois quer convencer a população que é ela que está escolhendo as atrações para a festa do São João, pode?.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome