Transnordestina em ritmo lento

por Carlos Britto // 15 de junho de 2009 às 09:40

Em reunião com Lula na quarta-feira (10), um grupo de ministros manifestou alarme com o ritmo devagar quase parando da Transnordestina, uma das grandes obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), informa o “Painel” da Folha, editado por Renata Lo Prete.

Orçada em R$ 5,4 bilhões, a ferrovia comprometeu quase todo o Fundo de Desenvolvimento do Nordeste, inviabilizando outros projetos.

Segundo a coluna, dono da Companhia Siderúrgica Nacional, concessionária da Transnordestina, Benjamin Steinbruch alega dificuldades de fluxo financeiro e pede adiantamento para cobrir gastos de instalação das empreiteiras.

A coluna informa que o governo ficou de estudar, mas Lula quer que a CSN aumente o número de frentes de trabalho para acelerar a obra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *