Trabalho de segurança pública municipal de Petrolina serve de modelo para cidade maranhense

4

Representantes da cidade de Imperatriz, no Maranhão, visitaram Petrolina para tratar de um assunto importante: segurança pública. Com o objetivo de implementar um modelo de gestão municipal de segurança, eles conheceram detalhes sobre o trabalho realizado por aqui em algumas áreas, como o ordenamento urbano e fiscalização de trânsito. A iniciativa irá ajudar também na criação da Guarda Civil Metropolitana de Imperatriz a partir do ano que vem. A expectativa é contar com um efetivo de 150 pessoas.

Na programação, entre outros assuntos técnicos, foram apresentados o histórico, o regulamento disciplinar, a frota, a estrutura física da sede e o mapa de operações da Guarda Civil Municipal (GCM) petrolinense. Além disso, a comitiva viu um pouco o Plano de Segurança Municipal de Petrolina, que está sendo elaborado pela secretaria-executiva de Segurança Pública da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (SEDURBS).

O secretário de Administração e Modernização de Imperatriz, José Antônio Silva Pereira, destacou a importância da visita. “Viemos a Petrolina em busca de experiências de sucesso. Estamos muito satisfeitos pela recepção, já que vamos poder aplicar o que vimos aqui na nossa cidade”, projeta Pereira. Ao mesmo tempo, o comandante-geral da Guarda Metropolitana de Imperatriz, delegado José Ribeiro, reconheceu o trabalho realizado pela GCM de Petrolina. “Queremos trocar experiências para realizar um trabalho avançado de segurança pública na nossa região, e por isso queremos aproveitar o know-how e os avanços conquistados nessa área pela Guarda Municipal de Petrolina”, explica Ribeiro.

Além do inspetor-chefe da GCM, Luiz Diniz, quem também recepcionou os visitantes do Maranhão foi o secretário-executivo de Segurança Pública, José Silvestre. Para ele, é gratificante receber o reconhecimento de outra cidade pelo novo projeto de segurança pública que ganha forma a partir deste ano. “Além de ser a primeira Guarda Municipal armada do Nordeste, também estamos servindo como referência por causa das mudanças no sistema de segurança pedidas pelo prefeito Miguel Coelho, que entende que era necessário reforçar o funcionamento, a logística e os princípios do trabalho de todos os envolvidos no sistema de segurança municipal. Se estamos servindo de referência, é porque estamos no caminho certo“, destaca Silvestre. (foto/divulgação)

4 COMENTÁRIOS

    • Defensor, policiamento ostensivo é atribuição constitucional da Polícia Militar. A guarda municipal serve apenas para segurança dos bens, serviços e instalações dos municípios. Cobre segurança pública do governo do Estado.

  1. Esse Silvestre aí fala como se a Guarda estivesse começando agora,ele fique sabendo que a 23 anos a Guarda vem fazendo um ótimo trabalho,e isso graças a uma pessoal responsável e humilde que é o insp.Diniz e comandante da Guarda,O prefeito escolheu a pessoa certa (Diniz),agora o prefeito fica trazendo pessoas de fora que ñ sabe as necessidade da instituição e causando atrito, até agora só enrolação desse Silveste,aí vem mais eleições ,fica a dica prefeito .

  2. Vieram aprender como a cidade fazer filas duplas e não coibir, virando uma rotina; como estacionar nas esquinas e nada acontecer; como usar o pisca alerta para poder cometer infrações e não ser multado, porque é isso que tem acontecido e vejo a cada dia virar rotina sem nenhum incomodo da AMPLA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

catorze − doze =