Situação no fórum de Juazeiro é caótica

por Carlos Britto // 12 de março de 2009 às 10:30

Cinquenta mil processos acumulados. Armas, documentos e outros materiais amontoados nas salas. É a situação caótica do fórum de Juazeiro. Os moradores da cidade reclamam que até para os serviços básicos, como emissão de documentos, o atendimento no fórum é ruim.

Há um mês, dona Maria tenta fazer alterações na certidão de casamento ‘Espero ser atendida hoje. Eu vim ontem, mandaram eu vir hoje. Estou aqui esperando’, disse a dona de casa.

A demora no atendimento é a principal reclamação de quem precisa de serviços oferecidos no local. ‘Está difícil, tenho quase meia hora na fila para autenticar dois papéis’, relatou o agricultor Francisco Lopes

No prédio onde hoje funciona o fórum estão instaladas três varas Cíveis, duas Criminais e uma Vara da Fazenda Pública, além da Defensoria do Município e os cartórios extra-judiciais.

A situação do fórum de Juazeiro é considerada crítica pelos serventuários. ‘Estamos apenas com três funcionários para executar todos os serviços do cartório, que não são poucos’, contou a tabeliã Emanuelle Perrota.

O fórum Conselheiro Luis Viana funciona há cerca de 25 anos no mesmo prédio, onde estão arquivados mais de 50 mil processos em andamento. Falta espaço. Em um mesmo local estão amontoados documentos, armas e produtos apreendidos. ‘Processo se julga um e aparecem dez ou mais para ocupar o lugar daquele julgado. A demanda é sempre crescente’, explicou o juiz diretor do fórum, Ednaldo Fonseca.

A falta de estrutura pode ser resolvida com a construção de uma nova sede para o órgão. O projeto já está sendo discutido e prevê a instalação de outras seis varas judiciais. ‘ A construção deverá ser inciada e concluída no prazo máximo de um ano’, disse Fonseca.

 

Fonte: Ibahia

Situação no fórum de Juazeiro é caótica

  1. UMBERTO ALVES disse:

    O forun não só precisa de espaço, mas também de boa vontade dos que prestam serviços. Estou ha mais de 2 anos com um determinado valor depositado em uma conta judicial, necessitando apenas da assinatura de um Juiz para liberar o alvará e nada, daí o acúmulo de tantos processos. Lamentável!

  2. Harisson, Juazeiro BA disse:

    Uma cidade do porte de Juazeiro merecia uma outra unidade, espero a aprovação de uma nova sede, logo logo pretendo me casar e ae…

  3. Roberto Tavares disse:

    Um juiz ganha em média 15000 a 20000 reais, trabalha pouquíssimo. Se dependermos da boa vontade dos que trabalham no judiciário estamos todos fritos, essa história não é de hoje, funcionário público é um atraso mesmo, quem sofre mesmo é a população.

  4. Opara disse:

    Concordo com Roberto Tavares… se este blog fizer um levantamento da quantidade de licença médica ou faltas justificáveis que ocorre ali vai ficar boquiaberta.

  5. _________ disse:

    Ótima observação do Blog.

    Aproveito pra indicar ao blog que busque maiores informações junto à direção do fórum, e, principalmente, à OAB de Juazeiro, do motivo pelo qual o fórum de Juazeiro ainda não está funcionando em horário extendido (de 8h às 18h), como foi estabelecido por meio de acordo em 2008 depois de muita pressão por parte da OAB da Bahia.

    Pelo que foi veiculado nas notícias ao longo do ano passado, a partir de janeiro de 2009 o fórum de Juazeiro passaria a tender no horário extendido, como já acontece na Capital e em outros municípios. Contudo, lamentavelmente, isso não vem ocorrendo em Juazeiro (só funciona entre 8h e 14h).

    Boa sorte ao blogueiro nessa empreitada.

  6. Roberto Tavares disse:

    É muito privilégio e regalias, enquanto um trabalhador recebe um salário mínimo de 465,00 para trabalhar 40h semanais, um juiz ou procurador ganha em média 15000 a 20000 reais por mês para trabalhar um expediente e ainda quando quer, pois não tem cartão de ponto e ele é o patrão dele mesmo na maioria das vezes, sem contar nas férias e décimo terceiro salário onde o salário final do ano vai para mais de 30000 reais. O Brasil é realmente o país dos marajás, pena que Collor não conseguiu acabar com eles!

  7. Opara disse:

    Roberto Tavares… nesse ponto eu não concordo contigo… todos têm o direito de receber um salário digno… o que eu critico é a falta de compromisso dos agentes públicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *