Salgueiro: Secretaria de Saúde informa que casos suspeitos de difteria na zona rural estão sendo acompanhados

0
Município de Salgueiro-PE. (Foto: Divulgação)

Salgueiro1Os recentes casos suspeitos de difteria registrados na área rural de Salgueiro (PE), no Sertão Central, estão sendo devidamente acompanhados pela Secretaria de Saúde do município, informou o órgão. Ações integradas de investigação também estão sendo conduzidas em parceria com a 7ª Gerência Regional de Saúde (Geres) e o Hospital Regional Inácio de Sá.

De acordo com o secretário de saúde, Emanuel Alves Leite, equipes da Vigilância em Saúde começaram de imediato a contatar com os moradores da área, principalmente estudantes, professores e demais funcionários das escolas que vinham tendo contato direto com os jovens.

Também foi investigado o estado vacinal desses moradores que já haviam no passado tomado as doses de DTP (para crianças) e DT (para adultos), voltadas diretamente para o combate à difteria e tétano. Aqueles parentes e amigos que não comprovaram através do cartão ter tomado a vacina no passado, foram vacinados de imediato.

No entanto, a secretaria ressalta que todas as medidas estão sendo tomadas dentro da normalidade e que não há necessidade de alarde, uma vez que o controle já vem sendo direcionado.

Informações do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc) confirmam no boletim médico que a situação dos dois pacientes permanece estável e de bom estado geral.

Cuidados

A difteria é uma doença causada por uma bactéria que produz uma toxina e atinge o sistema respiratório, podendo causar complicações cardíacas. O trabalho coletivo de investigação começou a ser feito no final de semana e vem sendo intensivo na localidade, onde vive a família dos pacientes que estão em observação no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), no Recife.

A vacina, conforme Ministério da Saúde deve ser reforçada com um ano e 3 meses de idade, e depois com 4 anos. A cada dez anos é importante tomar outra dose da vacina, que é encontrada gratuitamente na rede básica de saúde. A difteria é uma membrana grossa e acinzentada, cobrindo a garganta e amígdalas, causando dor de garganta e rouquidão, além de gânglios inchados (linfonodos aumentados) no pescoço. (foto/divulgação PMS)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome