Representante do Ceape ‘detona’ Termo de Doação Fundiária: “Prefeito está iludindo permissionários”

5

pedro marianoO presidente da Associação dos Comerciantes do Centro de Abastecimento de Petrolina (ACCAP), Pedro Mariano, voltou a tecer duras críticas contra a administração municipal. As novas declarações foram feitas após o prefeito Julio Lossio entregar a alguns permissionários o Termo de Doação Fundiária, que disponibiliza terrenos para a instalação de seus estabelecimentos. A doação de terrenos para permissionários do Ceape foi autorizada através de Lei 2.712/2015, aprovada pela Câmara Municipal.

As escrituras são públicas. Eles terão um prazo de 36 meses para construir e têm que desocupar de imediato as instalações no Ceape. Com isso, os permissionários terão duas despesas: a primeira será alugar um imóvel para continuar trabalhando até que a nova construção fique pronta; e a segunda despesa será a dos materiais e mão de obra para construir”, disse Mariano, em entrevista ao Blog.

Segundo ele, a prefeitura estaria querendo “enganar” os permissionários. “A qualquer momento que a prefeitura necessitar do terreno ela poderá tomar, e os permissionários terão de deixar o local sem ganhar nada. Ele [Lossio] está iludindo os permissionários com essas escrituras públicas. A proposta de espalhar o Ceape pelos quatro cantos da cidade é incoerente”, afirmou.

De acordo com uma nota enviada ontem (19) pela assessoria de comunicação da prefeitura, os comerciantes que assinaram o termo fazem parte do grupo que firmou acordo amigável com a Prefeitura, para saírem do espaço. Conforme a nota, O Ceape tem cerca de 100 permissionários, sendo que aproximadamente 70 deles serão contemplados com o recebimento do Termo. No entanto, de acordo com Mariano, a informação não procede, pois o Ceape “tem apenas 80 permissionários, sendo que 55 deles estão com a prefeitura na justiça, e outros que não a colocam na Justiça não realizaram acordo”, garantiu.

Nova sentença

Mariano adiantou também que os permissionários ganharam mais uma ação via judicial. “O juiz deu como improcedente mais um pedido de reintegração de posse feito pela prefeitura. Hoje nós estamos com 55 permissionários com a Prefeitura na Justiça. Desses, cerca de 45 já foram julgados. São cinco ações em que o juiz deu parecer favorável aos permissionários”, disse.

Governo do Estado

O presidente da ACCAP voltou a dizer que os permissionários estão abertos ao diálogo, mas querem conversar diretamente com o prefeito. Eles também querem que Lossio procure uma solução junto ao governo do estado. “Sempre estivemos abertos ao diálogo, mas nunca falamos com o prefeito. Esse problema tem que ser tratado diretamente com ele. O governo do estado se prontificou em doar um terreno, mas o prefeito não quer isso, ele não quer essa parceria”. E completou: “queremos um local com infraestrutura, porque essa foi a proposta feita pelo prefeito em 2012. No Ceape um permissionário precisa do outro, é um local que agrega vários comércios, e, portanto, não pode espalhar esses comércios por locais diferentes.

O Ceape, segundo Mariano, tem 80 permissionários e cerca de 170 feirantes. Por lá são gerados cerca de mil empregos diretos e indiretos, só na parte dos permissionários.

5 COMENTÁRIOS

  1. Sr. Pacato cidadão!
    Você deveria deixar a marca das roupas e preços e sofrer menos com as vitórias que os cidadãos de bem vem tendo em relação aos caifás que ainda permanecem entre os homens.

  2. Amigo, esse Centro Administrativo seria uma das poucas obras boas que o prefeito Júlio Lóssio deixaria em 8 anos de gestão. Aí vem essa oposição doentia trabalhar contra. Não sei o que é pior para Petrolina: a administração de Júlio Lóssio ou oposição liderada por Fernando Bezerra Coelho. Deixem a Orla III ser concluída; deixem o Parque Fluvial seguir os seus trâmites; deixem o Centro Administrativo seruma realidade. Existem formas mais inteligente de se fazer oposição política. Não prejudiquem a cidade e sua gente. O alvo de vocês tem que ser o grupo do prefeito, e não o povo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome