Relatório de gestão fiscal da prefeitura provoca embates na Casa Plínio Amorim

por Carlos Britto // 29 de junho de 2009 às 13:45

foto-011O relatório de gestão fiscal do primeiro quadrimestre da prefeitura de Petrolina está causando fortes embates na Casa Plínio Amorim.

O primeiro a divergir dos dados apresentados pelo secretário de Finanças, Emanuel Ferro, foi o vereador Alvorlande Henrique. Em seguida foi a vez do vereador Osinaldo Souza, ao contestar que as informações entre o relatório do último quadrimestre de 2008, do ex-prefeito Odacy Amorim, e o do atual Júlio Lóssio, estão desencontradas.

Cristina Costa também endossou os argumentos dois colegas, afirmando que não como emitir um parecer num relatório impreciso.  O ponto crucial é o limite de gastos com pessoal, segundo a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), uma vez que os números entre a gestão de Odacy  e de Lóssio não batem.  Odacy determinou o limite de 54% para esses gastos. Lóssio, 60%. “Quem está certo, Odacy ou Lóssio?” indagou Alvorlande.    

Relatório de gestão fiscal da prefeitura provoca embates na Casa Plínio Amorim

  1. ATENTO disse:

    Se relatório de gestão fiscal do 1º quadrimestre está desencontrado, imagine o que vem por aí… Julio Lóssio e sua trupe além de incompetentes são destrambelhados. Os vereadores precisam ficar bastante vigilantes!

  2. Fernando disse:

    A LRF determina 60%… agora se Odacy estipulou 54%, parabéns para ele. Quanto menos o município gastar com pessoal melhor, isso significa menos cabide de emprego.

  3. A VERDADE 2 disse:

    E PQ PRA ODACYR COMEÇAR OBRAS E NÃO TERMINAR , FAZER OBRAS DE CAMPANHA ACHO QUE N É NECESSARIO MTO DINHEIRO PQ E TD UMA BAGACERA SÓ , ISSO SÓ INDICA QUE JULIO TA TRABALHNDO MAIS DO QUE ODACY , QUEM ESTÁ CERTO LOGICO QUE É JULIO Dr. NÃO SEI DAS QUANTAS.

  4. VÍTOR PAULO ALVES disse:

    NÃO PRECISA SER “EXPERT” PARA SABER QUE ESSE RELATÓRIO VAI CAUSAR UM MAL ESTAR EM PETROLINA TAL QUAL COMO NA NOVELA DA REDUÇÃO DO IMPOSTO DAS CLINICAS.
    CADÊ O POVO QUE SAIU AS RUAS COM OS DIZERES:
    “ODACY EU QUERIA VOTAR EM VOCÊ” OU “AVANÇA PETROLINA”.
    FALA SÉRIO! QUEM SERÁ RESPONSABILIZADO?
    O SUJO FALANDO DO MAL LAVADO!!!

  5. Dr. Anchieta disse:

    A Prefeitura apresentou os números que não reflete com a realidade, O Prefeito Julio Lossio foi à câmara de vereadores no dia 16/03/2009 e apresentou divida de 128.885.175,00 dividas de curto prazo e longo prazo. Quatro meses depois ele apresenta um relatório de gestão fiscal onde a divida consolidada liquida é 28.990.470,77, quer dizer que em quatro meses ele pagou 99.890.000,00. Dr. Julio essa contabilidade não estar fechando.
    O limite Maximo de gasto do município é de 54% e não 60% apresentado no relatório de gestão fiscal da prefeitura, os 6% é gasto do legislativo, são poderes independentes, com contabilidades distintas não entra nos números contábeis do município, os vereadores estão de parabéns querem a transparência das contas, quanto gastou com a educação, com a saúde, com parcelamentos de dividas, com a compesa, com a celpe, com Igprev, desta forma a prefeitura vai apresentar os números com precisão com coerência com transparência, não desta forma que foi apresentado o relatório desencontrado com informações imprecisas, números equivocados,

  6. A VERDADE 2 disse:

    O PROBLEMA E QUE CHEGOU ALGUEM QUE QUER REALMENTE TRABALHAR E O POVO TA DESACUSTUMADO COM ISSO , SE JULIO PAGOU AS DIVIDAS RAPIDO , E SE ELE GASTOU MAIS , E PQ ELE TA TRABALHANDO.

    DEIXA O PREFEITO TRABALHAR.!

  7. estrela disse:

    Acho que Julio não pagou divida nenhuma, o problema é marcação mesmo, pois ele queria acabar com o governo da gestão passada dizendo que tinha o grande débito sem ter, e agora Ferrinho prove que existia a dívida tão alta, voces não sabem tudo!!!

  8. marcos silva disse:

    quero parabenizar o ver. osinaldo, pala sua atuação na audiência publica, de onde atuo com muita competencia na defesa do dinheiro publico.continui assim vereador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *