Regionalismo garantido na 2ª fase da UFPE

por Carlos Britto // 16 de maio de 2009 às 15:40

estudantes_escola_publica2Enquanto a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) praticamente aboliu a contextualização local em suas questões, já que o teste será aplicado em todo o Brasil, o conteúdo regional está garantido na 2ª fase do vestibular 2010 da Universidade Federal de Pernambuco.

Ontem a presidente da Comissão de Vestibular (Covest), Lícia Maia, garantiu que os assuntos cobrados no concurso do ano passado continuam valendo para a seleção que acontece este ano, bem como o formato das questões, diferente do modelo interdisciplinar pedido pelo Enem. Estudantes do ensino médio, universitários e professores ouvidos pelo Diario gostaram das notícias.

“Quem entra numa universidade em Pernambuco precisa entender a história e os fatos que acontecem no estado. Muitos assuntos, dentro da faculdade, são direcionados às questões locais.

Manter o regionalismo foi uma decisão sensata da UFPE, já que a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e a Universidade do Vale do São Francisco (Univasf) adotaram o Enem de forma integral. Essas duas instituições não terão uma questão sobre a realidade local em seus vestibulares, o que é negativo”, analisou o universitário Carlos Augusto, de 19 anos, matriculado no curso de direito.

A presidente da Covest concorda. “Sabemos que o processo de transição entre o vestibular tradicional e a adoção do Enem como forma de acesso única às universidades deve ser feito com cautela. Por isso, este ano, preferimos manter os assuntos do ano passado, em respeito aos alunos que passaram o ano se preparando para um tipo de prova mais tradicional”, justificou.

Na 2ª fase, que será dividida entre os dias 20 e 21 de dezembro, os feras precisarão responder oito questões de língua estrangeira, com nível de 1ª fase. No ano passado, as perguntas de inglês e espanhol caíram na 1ª etapa. A mudança tenta preencher uma lacuna deixada pelo Enem deste ano.

Além da prova de línguas, os feras farão três testes de disciplinas específicas e duas questões discursivas de português, comuns a todos os candidatos. A nota da 2ª etapa vai ser equivalente a 55% do total do candidato. A redação, que antes era realizada nesta etapa, será substituída pelo texto feito no Enem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *