Quase 10% dos prefeitos eleitos não concluíram ensino fundamental, revela estudo

por Carlos Britto // 04 de janeiro de 2009 às 18:29

Um levantamento feito pela ONG (organização não-governamental) Transparência Municipal revela que, dos mais de 5.563 prefeitos eleitos em 2008 –e que tomaram posse nesta quinta-feira (1º)–, 514 (9,24%) não concluíram o ensino fundamental. De acordo com o estudo, destes, a maioria ficará no comando das prefeituras de municípios com até 5 mil habitantes. Segundo a pesquisa, que cruzou dados de 2008 do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), existem 1.154 cidades com até 5 mil habitantes no Brasil.De acordo com a pesquisa, quanto maior o número de habitantes no município, maior é o grau de instrução do prefeito eleito. Segundo a ONG, prefeitos com nível superior completo apresentam uma participação de 31,37% para os municípios com até 2 mil habitantes, que se eleva gradualmente até atingir uma participação de 100% para as cidades acima de 5 milhões de habitantes.

Leia mais

  1. Aline Pimentel disse:

    Isso é apenas mais um retrato (de tantos outros) da realidade de muitos brasileiros, que, sem o direito à educação de qualidade garantido e frente a necessidade de trabalho desde a infância, perde-se por este Brasil afora, onde a única e triste preocupação é com a comida que irá colocar em casa. Estes políticos muitas vezes representam pra maioria um representante “legítimo” do povo, que sofreu as mesmas dificuldades e terá na dor do passado a vontade de mudar a vida destas pessoas.
    Porém, ao meu ver, mais triste ainda é o número de políticos corruptos – com formação terciária – que continuam se reelegendo em cidades com muitos mais que 5 mil habitantes, por pessoas que apesar de terem concluído o ensino médio e superior, insistem em fazer parte do não tão seleto grupo de “analfabetos políticos”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *