PSOL-PE escolhe seus nomes para disputa pelo governo e Senado

por Carlos Britto // 22 de janeiro de 2022 às 18:54

Foto: reprodução

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) realizou, neste sábado (22), a Conferência Eleitoral que escolheu por 73% dos votos o nome de João Arnaldo para a disputa do Governo de Pernambuco e, de forma unânime, o de Eugênia Lima para o Senado Federal nas eleições deste ano. O processo de escolha contou com ampla participação da militância do partido, a partir da realização, desde dezembro de 2021, de quatro debates que abordaram a conjuntura política, saúde, educação, moradia, soberania alimentar, economia, entre outros diversos temas que ajudarão a construir uma alternativa popular da esquerda para o Estado e o país.

A Conferência Eleitoral foi formada por todas as forças que compõem o partido e representa a instância legítima da legenda para conduzir esta etapa do futuro processo eleitoral. Foram 100 conferencistas, respeitando a correlação de forças presentes no PSOL, de acordo com o 7º Congresso – realizado no segundo semestre do último ano. Na ocasião, também foi apresentado o pré-programa resultante dos debates programáticos e a defesa dos nomes para a escolha da chapa majoritária.

De forma democrática e inclusiva chegamos ao nome do companheiro João Arnaldo por entender que ele representa bem o conjunto do partido. Com experiência e competência João vem de longa militância, sabe o direcionamento do partido e os anseios da população. Ficamos felizes com a escolha e agradecemos a participação do companheiro Ivan Morais, que de forma brilhante também defendeu seu ponto de vista durante os debates internos“, frisou o presidente do partido, Tiago Paraíba, lembrando que agora, o próximo passo é cair em campo para mostrar à sociedade as pautas e propostas do partido.

É uma grande responsabilidade representar nosso partido nesta jornada dura, que é a pré-candidatura ao Governo de Pernambuco. Parabenizo o companheiro Ivan Morais, por quem tenho grande admiração e orgulho de compartilhar a mesma luta. Vamos dialogar com os demais partidos de esquerda em torno de uma frente política contra o bolsonarismo e seus aliados da velha direita, e contra os retrocessos do PSB de Pernambuco“, frisou João Arnaldo.

Para Eugênia Lima, que se coloca pela segunda vez à disposição do partido para a disputa do Senado, será uma honra participar do pleito e poder ajudar a construir uma alternativa política de esquerda em Pernambuco. “Estamos em busca de um Pernambuco melhor para se viver. A sociedade precisa de respostas, e a gente tem condições políticas de oferecer isso”, fala Eugênia.

Biografias

João Arnaldo é natural de Salgueiro, Sertão Central. Advogado, pós-graduado em direito administrativo, mestre em desenvolvimento e meio ambiente, doutorando em direito ambiental e sustentabilidade, representou o PSOL como candidato a vice-prefeito do Recife na eleição de 2020. Tem histórico profissional de luta por direitos sociais e atuação na advocacia popular. Foi o primeiro articulador da Renap em Pernambuco, superintendente do Ibama e diretor de Ações Socioambientais e Consolidação Territorial do ICMBio.

Eugênia Lima é de Olinda, na Região Metropolitana. Possui bacharelado em Direito, especialista em gestão pública e mestra em planejamento urbano. Começou a atuação política no movimento estudantil, quando foi a primeira mulher eleita presidente do DA de Direito da Universidade Católica (Unicap), participou ativamente do movimento contra a camarotização do carnaval de Olinda e em defesa da cultura popular, quando fundou ‘As Conxitas’ – grupo percussivo só de mulheres. Eugênia também foi coordenadora de Políticas Públicas de Olinda, entre 2004 e 2008. Em 2016, na primeira eleição, teve mais de 2 mil votos para vereadora de Olinda; em 2018, mais de 100 mil votos para o Senado e em 2020 foi a oitava mais votada para Câmara Municipal de Olinda. Atualmente exerce a presidência do PSOL no município.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.