Projetos de lei do Executivo são aprovados na Casa Plínio Amorim, mas bancada oposicionista se abstém de votação

por Carlos Britto // 21 de fevereiro de 2019 às 13:40

Não era difícil imaginar o resultado de dois projetos de lei de autoria do Executivo Municipal, que entraram de última hora para sem analisados na sessão plenária desta quinta (21) na Casa Plínio Amorim. Por ter ampla maioria no Legislativo, o prefeito de Petrolina Miguel Coelho (PSB) não encontrou dificuldades de ver as matérias aprovadas.

Os dois projetos – um referente ao remanejamento de parte dos R$ 60 milhões do programa de pavimentação para o setor de turismo, e o outro um pedido de abertura de crédito especial para ações sociais – passaram por 14 votos a favor. O detalhe é que toda a bancada de oposição, à exceção do vereador Gabriel Menezes (PSL), que não compareceu à sessão de hoje, decidiu se retirar do plenário, abstendo-se de votar as matérias.

A justificativa dos oposicionistas é de que não houve tempo hábil para uma análise sobre o teor dos projetos. Mais uma vez a bancada criticou duramente aquilo que considera de “manobras” do Executivo, e ainda desferiu duras críticas à base do governo, tachando os aliados de Miguel de “vereadores lagartixas”.

Mais detalhes pelas próximas horas.

Projetos de lei do Executivo são aprovados na Casa Plínio Amorim, mas bancada oposicionista se abstém de votação

  1. josefa maria disse:

    LAGARTIXAS. KKKKKKKKKKKKKK; É ISSO MESMO QUE ELES SÃO.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *