Programa em Juazeiro estimula o uso do DIU e mais atenção à saúde feminina

0
(Foto: Ascom PMJ/Divulgação)

Através do Programa Municipal de Estímulo ao Uso do Dispositivo Intrauterino (DIU), a Secretaria de Saúde (Sesau) de Juazeiro (BA) vem oferecendo ao público feminino mais atenção à saúde. Com quase dois meses em atividade, o programa já beneficiou 80 mulheres.

O projeto foi apresentado aos profissionais da rede de Atenção Básica – médicos, enfermeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem e agentes comunitários de saúde, que já realizam diariamente atendimento à população no primeiro contato das pacientes com a rede. Para a colocação do DIU é necessário apresentar a guia de encaminhamento para, então, as pacientes serem direcionadas ao ambulatório do DIU, que fica no Hospital Materno Infantil de Juazeiro.

Na unidade hospitalar, as pacientes passam por uma consulta com o ginecologista para avaliação. Até o momento 80 DIU’s já foram colocados; destes, 95% aconteceram na primeira consulta. O dispositivo é implantado gratuitamente pela rede municipal de saúde e tem durabilidade de até 10 anos. O perfil das mulheres que procuram esse método é com média de idade de 28 anos, com dois filhos, nível de escolaridade entre o ensino médio e superior.

Encaminhamento

O ginecologista e obstetra Álvaro Pacheco, que é assessor técnico da Sesau, lembra que as  pacientes precisam passar pela Atenção Básica para o encaminhamento. “Não existe nenhuma burocracia, a mulher que queira colocar o DIU pode procurar a unidade básica de saúde de seu bairro. A equipe irá encaminhar a paciente para a maternidade municipal em dia e horário do atendimento. Basicamente, em quase todas as mulheres, o método é colocado na primeira consulta”, explicou o médico.

São atendidas 10 pacientes toda quinta-feira, seguindo o cronograma – normalmente cinco para consulta e inserção, e cinco para retorno e avaliação. As consultas têm início a partir das 14h.

Sobre o DIU

O Dispositivo Intrauterino (DIU) é uma pequena estrutura colocada no interior da cavidade uterina, através de um procedimento relativamente simples. Sua eficácia chega a 99%. O  aparelho utilizado na rede municipal é o DIU de cobre. Este não contém hormônios e funciona dificultando a fecundação e impedindo que o óvulo se fixe. O DIU apresenta como principal vantagem seu uso por períodos prolongados, podendo ser mantido na cavidade uterina por até 10 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome