Profissionais de saúde do HU denunciam reutilização de luvas no trato com pacientes do novo coronavírus

0
Foto: Ascom Sindsemp

Servidores da saúde lotados no Hospital Universitário (HU), referência no tratamento do novo coronavírus (Covid-19) em Petrolina, denunciaram ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Petrolina (Sindsemp) que as luvas de borracha que são utilizadas pelos técnicos de enfermagem e enfermeiros nos pacientes com a doença estão sendo reaproveitadas. Elas são lavadas e devolvidas aos profissionais de saúde para uso, o que segundo eles, perdem qualidade no material que garante o isolamento do vírus no contato com a pessoa contaminada.

Mais de 80 servidores municipais da saúde estão no HU, além de todo o corpo de profissionais da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), que administra a unidade, conforme o Sindsemp. Segundo a denúncia dos servidores, a ordem de reprocessamento de luvas é da gerência administrativa do hospital. 

“A gente está usando uma luva látex, que está sendo processada para reuso. Quando elas voltam, estão endurecidas, sem qualidade e sem a mínima condição de manipular o paciente. Isso é inadmissível, uma cidade como Petrolina os profissionais de saúde estarem passando por essa situação. Tem horas que a gente fica sem luva. As coordenadoras falam que é pra economizar, porque não tem luva de procedimento”, denuncia uma servidora, que é técnica em enfermagem e não quer se identificar por medo de represália.

De acordo com o presidente do Sindsemp, Walber Lins, essa não é a primeira denúncia de servidores municipais contra as práticas de gerenciamento de material de trabalho dentro do HU. “Nós já levamos ao Ministério Público outra situação vivenciada pelos profissionais de saúde do hospital, que estavam sendo proibidos de usar o ‘pijama’ cirúrgico, que é a roupa de tecido, que substitui a dos profissionais,  que trocam depois do plantão, para que não levem no seu próprio vestuário nada contaminado para suas casas. É preciso mais compromisso por parte da direção do HU com a saúde dos nossos servidores e servidoras que já estão num campo de guerra lutando para salvar vidas todos os dias”, completou. O Blog entrou em contato com a assessoria do HU, que ficou de esclarecer o assunto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome