Professor questiona critérios de emissão de certificados em curso de formação oferecido pela Univasf

1

certificado Univasf_640x465O professor Adenildo Oliveira tece duras críticas à Univasf referentes à emissão de certificado do curso de formação pedagógica. Segundo ele, a universidade não estaria considerando os critérios de qualificação dos participantes do curso na hora de emitir o certificado.

Confiram:

Prezado Carlos Brito,

Faço uso de seu espaço midiático para expor minha indignação em relação ao certificado do curso de formação pedagógica que concluí através da SEAD/Univasf.

Veja o que diz a lei:

Resolução CNE/CEB Nº 02/97 –

Dispõe sobre os programas especiais de formação pedagógica de docentes para as disciplinas do currículo do ensino fundamental, do ensino médio e da educação profissional em nível médio.

Art. 10 – O concluinte do programa especial receberá certificado e registro profissional equivalentes à licenciatura plena.

Veja o que diz no início da página do curso no site da SEAD:

Química –

Denominação do curso

O curso de Formação Pedagógica tem o objetivo de formar e habilitar, em Licenciatura de Química, professores no exercício da profissão que atuam nos anos finais do ensino fundamental e no ensino médio da rede pública estadual ou municipal dos estados da Bahia e Pernambuco.

Diante disso, é indignante o que nos colocaram após concluir o curso. Informaram-nos que perante a lei uns têm direito a título de habilitado em licenciatura e outros não; isto de acordo com a formação inicial de cada um. E para eles, neste caso, é muito trabalhoso fazer essa triagem, uma vez que são muitos certificados. Sendo assim, todos devem receber o mesmo certificado.

Desta forma, ficam no prejuízo aqueles que têm o direito no título de habilitado em licenciatura.

Exponho aqui minha indignação em relação a essa situação constrangedora e atitude errônea e espero que a Univasf reveja esse erro que está cometendo com todos nós, concluintes dos cursos de formação pedagógica.

Adenildo Oliveira Lopes/Professor–Curaçá (BA) 

1 COMENTÁRIO

  1. Estes cursos de formação dos governos estaduais em parceria com o governo federal não passam de enganação. As universidades estão expedindo os certificados incorretos ou incompletos. Muitos omitem a carga horário ou as notas e desta forma, não valem nada. Participei de um curso de formação e com muita dificuldade recebi o certificado, mas sem a nota. Após conseguir uma declaração com a nota do curso, dei entrada na Secretaria de Educação do Estado da Bahia, mas tive o meu requerimento negado.
    QUALIFICAÇÃO ASSEGURA CERTIFICADO QUE ASSEGURA GRATIFICAÇÃO………….E GRATIFICAÇÃO ELES NÃO QUEREM PAGAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome