Professor diz que FACAPE está no caminho certo

por Carlos Britto // 22 de janeiro de 2009 às 08:30

Olá Britto,
Velho colega e amigo sempre presente. Tivemos o prazer de nos conhecer-mos ainda quando estudavamos o 2° grau, sei que se lembra bem, pois os tempos de estudante sempre foram bons (pelo menos pra mim, rsrsrs…). Você já se encaminhava pela sua carreira no rádio e eu procurava traçar o meu.
Bem, como você sabe, hoje estou aqui (FACAPE). Daí fiquei sabendo desse novo canal de comunicação que criou, e tive curiosidade de conhecer. Comecei a observar as notícias e cheguei aqui. Confesso que fiquei um pouco que atônito com esses comentários, então não pude deixar a oportunidade de escrever e deixar meu testemunho.

Vi você dizer, que perdeu parte do seu fim de semana pensando em nossa Instituição, aí quando digo nossa, refiro-me a todos nós, eu, você, nossas famílias, o povo de Petrolina, o Vale, etc.
E concordo plenamente com o que você diz, a FACAPE tem grandeza, tem pujança, corre em suas veias a sina de ser uma Universidade, mas não será só mais uma Universidade, será a Universidade! a Universidade do povo de Petrolina, porque está sendo construida por ele.

Tenho já 19 anos de casa, e posso falar com toda a propriedade que tenho direito, que hoje somos mais, mas muito mais melhores do que ontem e seremos muito mais amanhã.
Mas isso não se faz da noite pro dia, nem em estalar de dedos… se faz com paciência, perseverança, humildade e coragem. Até o grande supremo Deus levou sete dias para fazer o mundo (talvez tenha levado mais tempo fazendo o homem).

Há problemas?, evidente, deixarão de existir? lógico que não, enquanto a FACAPE existir eles estarão lá.
Os descontentamentos são da natureza humana, conhece alguém totalmente satisfeito com tudo? se conhecer eu gostaria de cumprimentá-lo.

Agora o que estão tentando fazer com a FACAPE é no mínimo um ato irresponsável e até suicida. Eu pergunto : se você brigar com alguém, vai colocar uma nota na imprensa? (desculpem o silogismo comum), mas é o que alguns colegas estão fazendo, talvez sem querer (imagino), por estarem embebecidos por sentimentos negativos causados por desarmonia com outrem, não medem as consequências das suas atitudes e das suas palavras e chegam ao ponto extremo das ofensas pessoais, causando injúria, calúnia e difamação, sem perceberem (eu acho) que levam junto com a baixeza das suas palavras o nome da FACAPE a um descrédito que não existe.
E aí pegando a onda, vem aqueles que segundo o aurélio, define como “sofisma do acidente convertido”, quer dizer: generalizar a partir da observação insuficiente de casos particulares, ou seja, julgamento apressado e precipitado das coisas.

Criticar é posição comôda, contribuir ajudando e apresentando soluções é um pouco mais difícil, dizer que não está satisfeito com certas coisas e esperar as soluções acontecerem é o que a maioria quer e faz.
Mas, será que a FACAPE é tudo de ruim assim? será que a maioria dos professores, servidores administrativos e alunos tem esses mesmos sentimentos? com certeza não.

A hora/aula de professor pode estar abaixo das expectativas, mas vale lembrar que no passado o salário dos mesmos não pagava nem o transporte para vir dar aula, hoje talvez seja pouco, mais uma vez lembramos que nós recebemos religiosamente em dia e até antes (ato da atual gestão), gostaria de ganhar mais é claro, quem não quer?, mas conheço as limitações e dificuldades para administrar nossos próprios recursos, lembro-lhe que a FACAPE sobrevive de sua própria receita, não recebe nenhum repasse de recursos como pensam muitos, tenho a certeza que nossa FACAPE está muito bem administrada, pois ao contrário da vontade de alguns cresce contiuamente.

A Diretora-Presidente conseguiu do Governo do Estado os recursos para a construção da Nova biblioteca, este é um mérito pessoal dela e que poucos acreditavam, mas está aí, pronta, conseguiu também o mobiliário e os livros, quando iniciar as aulas os alunos ganharão esse presente. Mas há quem questione o valor da obra, provavelmente deve ser algum engenheiro que entende de construção para afirmar que há algo errado, mas digo que não se preocupem, o tribunal de contas, que é o órgão competente para isso, está aí na sua visita de rotina e irá fazer a sua avaliação.

Administrativamente a FACAPE vai muito bem, academicamente não posso dizer o mesmo.
Lembrem-se, a FACAPE é composta pelo Conselho Universitário, depois pelo Conselho de Pesquisa e Extensão, em seguida Pelo Diretor-Presidente e Diretores de Centro, humanas, Tecnológicas e Pós-graduação. O Diretor de Pós-graduação pediu exoneração do cargo a muito tempo, o de Tecnolgia acabou de pedir e o de humanas como todos sabem, trabalha em Salgueiro e vem aqui duas vezes por semana, pudera está o acadêmico como está.

Por vez, o Estatuto define claramente as atribuições de cada um, por mais que queira a Diretora-Presidente, esta não pode resolver todos os problemas, tendo em vista as limitações estatutárias.
É essa a nossa realidade, a que vivemos e conhecemos e não a que alguns querem transparecer.
Encerro minhas palavras na certeza de ter levado ao conhecimento de alguém, que o que se diz por aí, é a generalização a partir da observação insuficiente de casos particulares.

A Instituição é maior que todos nós e o seu nome não pode ser maculado em detrimento de interesses pessoais.

Obrigado pela oportunidade,

Abraços a todos.

Professor Aílton Siqueira

Professor diz que FACAPE está no caminho certo

  1. René Batista disse:

    A situação da FACAPE não é nada boa…

    O leitor do blog pode tirtar sua própria conclusão através de um trecho escrito pe4lo professor Ailton Siqueira:

    “Tivemos o prazer de nos conhecer-mos ainda(…)”

    Pense numa colocação pronominal!

  2. Facapeando disse:

    O professor Ailton escreve uma longa carta ao blog, por meio da qual faz uma defesa piegas e distorcida sobre o que de fato está ocorrendo na Facape. É até compreensível a sua atitude, afinal , ele é assessor direto da professora Clemilda, e ganha uma gorda gratificação (por isso não sente tanto a defasagem salarial que os demais sentem), inclusive, pelo que se vê, para isso também.

    O fato é que ele escreveu sobre várias coisas, mas, propositalmente, não tocou no essencial: qual a explicação da professora Clemilda Barreto Alves para o seu longo acúmulo ilegal de cargos? Porque ela se concedeu um generoso aumento de gratificação, enquanto os demais professores e servidores amargam as consequências de uma defasagem cruel nos seus ganhos?

    Dê um conselho a ela, professor Ailton, que é para ela sair das sombras e responder diretamente e unicamente a essas duas perguntinhas!

  3. FACAPEANDO disse:

    nao sei que é esse professor ailton…. como existem tantos lá… mas é obvio que lá dentro tem os do lado da diretora e os contra…
    devemos ficar de olhos abertos , todos os alunos. a facape parece estar na idade das trevas quando a igreja perseguia todo mundo contra ela… pq já vi ate alunos serem ameaçados NAO SEI POR QUEM MAS COM CRTZ LÁ DE DENTRO

  4. René Batista disse:

    As postagens estão cada vez mais hilárias.

  5. ALICE disse:

    Olá facapeando

    Fale o que a FACAPE pode oferecer de bom para os alunos, pois ninguem tem interesse de brigas pessoais.

    Dê um tempo.

  6. Watergate disse:

    Alice deve ser a propria professora “cremilda” tentando tirar o dela da reta.

  7. Barakubama disse:

    Devem sair formados grandes profissionais de uma faculdade como essa. É uma briga danada dos que ganham muito, contra os que ganha mais de que muito. Nas periferias ficam os alunos tocando fogo na briga.

  8. Erika disse:

    Realmente a situação da FACAPE, é de preocupação, pois um professor cometer tantos erros de concordancia, pontuação, grafia e acentuação, não é de maneira nenhuma justicável. Ô professor Ailton, como é que pôde se formar e ainda por cima ensinar, escrevendo assim, depois dessa realmente acredito que a FACAPE, precisa de cuidados!
    (Muito mais melhores)…como dizia o Presidente é F…. viu professor…rsrsrsrrs.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.