Prefeitura realiza fiscalizações em igrejas de Juazeiro após publicar decreto suspendendo cultos, missas e eventos religiosos

1
Foto: Ascom

Na última terça-feira (14) o prefeito de Juazeiro (BA) Paulo Bomfim assinou um novo decreto, de nº 266/2020, com medidas complementares determinando a suspensão de cultos, missas e eventos religiosos de qualquer natureza de forma presencial, para evitar a aglomeração de pessoas tanto em espaços públicos como em privados por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Para garantir que as ações sejam cumpridas, equipes de fiscalização visitaram mais de 20 igrejas de diferentes regiões da cidade. Todas estavam fechadas, respeitando a determinação municipal para que não houvesse cultos com aglomeração de pessoas.

O texto do decreto permite a abertura das igrejas, templos e espaços religiosos, mas para realização de orações ou atendimentos individuais aos fiéis, sem promoção de reuniões com mais de 10 pessoas e obedecendo o distanciamento mínimo.

“Estamos com as equipes nas ruas, trabalhando diuturnamente de domingo a domingo, para melhor atender a população. Pedimos que todos façam sua parte e, no caso de constatar algum estabelecimento não autorizado funcionando, denuncie, para que possamos atuar de forma rápida e precisa. É um momento delicado, mas vamos passar por ele e, para isso, contamos com a ajuda de todos”, disse o coordenador de ordenamento urbano, Marcos Leite.

Em caso de denúncias, a população poderá ligar para os números (74) 3612-3583, 9 9198-3908, 9 8808-6818 e 153. Os comerciantes que já receberam as orientações das equipes de fiscalização e persistirem com o descumprimento dos decretos, serão autuados e podem ser multados, uma vez que os decretos têm como base o Código de Polícia Administrativo – lei nº 018/2016. Os valores das multas podem chegar a R$ 2.660.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome