Prefeitos baianos reclamam de atraso de programa prometido em Brasilia

por Carlos Britto // 19 de março de 2009 às 12:00

O programa Provias, anunciado no último dia 10 de fevereiro durante o encontro de prefeitos ocorrido em Brasília e que disponibilizaria dinheiro para as prefeituras de todo o Brasil financiarem a compra de máquinas e equipamentos via Banco do Brasil e BNDES, ainda não liberou um centavo a nenhuma cidade baiana.

A informação é do prefeito de Bom Jesus da Lapa e presidente da União dos Municípios da Bahia, Roberto Maia (PMDB), que já tentou pessoalmente contratar as verbas do programa sem sucesso, e que também recebe diariamente reclamações de outros colegas no estado. Segundo ele, muitos prefeitos já foram ao Banco do Brasil assinar o protocolo de intenções para participar do Provias, mas até o momento o BNDES, responsável por aprovar os cadastros e liberar o dinheiro do financiamento, não fez nem um nem outro. O prefeito cobra os resultados e alega que o atraso na solução do impasse atrapalha as prefeituras, que já poderiam estar com as máquinas encaminhadas. “Eu não entendo. Fazemos todos os processos de cadastros e enviamos tudo para viabilizar os trâmites legais, mas o Banco do Brasil e o BNDES se esquecem (de sua parte)”, reclamou Maia. O Provias disponibilizou R$ 300 milhões para municípios de todo o Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *