Por conta de reintegração de terreno, famílias da Vila Eulália serão levadas para acampamento

3

vila eulaliaUma comissão formada pelas famílias da invasão Vila Eulália reuniu-se ontem (5) com o prefeito Júlio Lóssio para discutir o futuro das famílias que receberam ordem judicial para reintegração de posse do terreno .

Durante a reunião, Lóssio disponibilizou uma área urbana para montar um acampamento público com vistas a receber as 50 famílias despejadas, indicando Ednaldo Lima, secretário extraordinário de Habitação, para coordenar todo o processo. As informações são da assessoria de comunicação.

3 COMENTÁRIOS

  1. Essa galera vai lá, invade um terreno que não lhes pertence, reclama que lá não tem saneamento, energia, linhas de ônibus etc. Reclamam por terem recebido ordem judicial para reintegração de posse. São considerados prioridade em programas como o Minha Casa Minha Vida. Bem feito para os otários que, assim como eu, suam a camisa pra pagar aluguel, comprar um terreno ou uma casa. O Brasil está virando um país onde, quanto menos se trabalha, mais se é premiado.

  2. Não podemos achar que o problema da Vila Eulalia foi resolvido com a futura retirada da invasão, temos que nos concentrar que o principal problema do bairro e a falta de investimento público: Escola, Posto de Saúde, Praça, Igreja, Creche, Pavimentação.
    A Prefeitura não pode sair de “bom moço” quando for resolvido um problema que ela mesma causou.

  3. Problemas á parte.A prefeitura não resolvel nada,doou 50 terrenos ,mais na Eulália tinha quase duzentas familias .E ai Ednaldo Lima como ficam os outros que vcs deixaram para trás.Falar é fácil quero ver é ação.Tenho certeza que as lideranças dessa invasão levaram algo mais que um simples terreno pois ninguém abandona uma causa por tão pouco.Não conheço esse pessoal mais conheço a gestão de uma liderança,não se abandona uma causa sem atingir seus objetivos.
    Aí tem coisa .Para vcs que ficaram de fora cabe investigar ,repito aí tem coisa…….

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome