Policiais civis de Pernambuco farão paralisação de advertência a partir da zero hora desta sexta-feira

0
Foto: divulgação

Os policiais civis de Pernambuco farão uma paralisação por 24 horas a partir da zero hora desta sexta-feira (13) devido à falta de uma proposta concreta do governo do Estado em relação ao reajuste salarial e melhorias de condições de trabalho da categoria. A decisão foi tomada em assembleia pelo Sinpol, sindicato que responde pelos profissionais, o qual afirmou que o governador Paulo Câmara “contou uma mentira” ao se comprometer com a categoria quanto às reivindicações apresentadas.

Também em assembleia ficou deliberado que já a partir de hoje (12) a Operação Polícia Cidadã (Operação Padrão) será implementada intensamente, a partir de forte mobilização da diretoria, que logo a após a reunião já se espalhou e seguiu viagem para mobilizar todas as regiões do Estado. Ainda foi encaminhada a realização de uma nova passeata, no próximo dia 19, com concentração a partir das 9h na sede do Sinpol. Na ocasião, os policiais entregarão oficialmente o Programa de Jornada Extra de Segurança (PJES).

Para o presidente do sindicato, Áureo Cisneiros, a postura do governo foi inadmissível. “A categoria deu um voto de confiança ao governo, mesmo com o histórico de falta de diálogo. Não paralisamos as atividades durante o carnaval em respeito ao povo pernambucano e, mais uma vez, sinalizando nossa disposição em não radicalizar. Mas, infelizmente, está provado que esse governo só entende a linguagem da luta. É uma pena, mas está óbvio que o governador não tem palavra. Mentiu para os policiais civis e para o povo pernambucano”, alfinetou Áureo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome