Polícia dá detalhes sobre ação na casa de suspeito de simular convocação de ataque a escolas em Juazeiro e Petrolina

12
Material apreendido na casa de suspeito. (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil (PC) de Juazeiro (BA) detalhou a ação, realizada hoje (18), que resultou na apreensão de equipamentos eletrônicos e de informática na casa do principal suspeito de simular, através de um grupo de WhatsApp, uma convocação de ataque a duas escolas, sendo uma em Juazeiro e outra em Petrolina (PE). A troca de mensagens dizia que os alvos dos supostos ataques seriam o Colégio Modelo Luiz Eduardo Magalhães, um dos maiores de Juazeiro, localizado no bairro João XXIII, e a Escola Humberto Soares, na Cohab Massangano, zona oeste de Petrolina. As supostas ações criminosas ocorreriam nesta segunda-feira. Uma equipe da 75ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) fez a segurança no Modelo durante todo o dia.

De acordo com a PC, a pessoa que iniciou o enviou de mensagens incitando crime no grupo intitulado “El Diablo” é ex-aluno do Colégio Modelo e filho de um guarda municipal de Juazeiro. Conforme a PC, na noite anterior o rapaz agrediu fisicamente um colega de 15 anos, aluno do Modelo, por ter sido procurado pelo menor, que teria ido tirar satisfação com o ex-colega sobre as mensagens que viu na internet e ainda contar o fato para o pai dele. Ainda segundo a PC, neste momento o menor foi agredido pelo ex-colega e pelo pai do rapaz.

Nas imagens veiculadas no grupo de WhatsApp e expostas pela mídia na internet, o suspeito está vestido com roupas semelhantes aos criminosos que atacaram a escola de Suzano (SP) no último dia 13, quando foram mortas 8 pessoas. Nas fotos o suspeito usa máscara semelhante a dos criminosos. Após a coleta de dados, a PC representou pela busca e apreensão na residência do jovem, onde foram encontrados computadores, jogos, aparelhos celulares e uma máscara preta. O jovem e o seu pai foram ouvidos na delegacia, assim como a vítima de agressão física, que apresentava marcas visíveis de lesão no pescoço, a qual foi submetida a exame de lesões corporais.

No final do dia foram instaurados Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) de lesão corporal e ameaça; de apologia ao crime e ameaça; além de intimações de outros jovens que participaram da conversa na rede social. Os aparelhos eletrônicos apreendidos vão ser periciados. A investigação continua.

12 COMENTÁRIOS

  1. Sugiro que a PF juntamente do. PC façam investigações em todas as redes sociais e que as autoridades façam prevenção tanto em escolas como em Faculdades principalmente muitas Faculdades se instalando nas duas cidades vizinhas e não pensam na segurança de seu alunos que çgws tendem tanto dinheiro e não investem em segurança dos mesmos.
    Porque nos bancos q estão guardados dinheiros tem segurança e nas instituições onde se tem vidas querendo ser alguém em sua carreira profissional, não são segurança.?
    Coloquem catracas com digitais de alunos em curso, a UNIVASF P EXEMPLO , tem Seguranças, e a de Juazeiro ainda tem guarita identificando corpo discentes e corpo docentes e demais funcionários, pq as particulares que entram tanto dinheiro n faz o mesmo?.
    A FASJ de Juazeiro é uma vergonha, a entrada parece porteira de curral, a Avenida nem se fala escuridão total.

  2. Só sei que nós precisamos de mais segurança o mais rápido possível!! Isso é inadmissível!
    As escolas, principalmente públicas de Juazeiro não têm segurança. O Hildete Lomanto por exemplo… a noite o portão fica completamente aberto para quem quiser entrar. Nós alunos, com tamanha crueldade acontecendo, exigimos PARA ONTEM policiamento dentro das escolas! Não dá mais! Sou aluna do projeto EJA no Hildete Lomanto e hoje mesmo não fui estudar, apreensiva.

  3. Tem que fazer um bom trabalho de conscientização dos jovens. Pois são adultos em formação, a maioria não tem personalidade própria. Aí vê um ataque desses de SP e acha legal. Quer fazer igual!
    Punição pra todos, inclusive o pai do menino que na qualidade de guarda municipal, funcionário público deveria estar ajudando a reprimir o erro, ainda agrediu o jovem que foi na casa dele pra avisar do crime. É absurdo! Onde vamos parar?
    Se é antigamente esse pai já iria dar uma boa lição no filho.. Mas hj em dia, os pais abrem a boca pros filhos defecarem dentro. O adolescente errado e ele apóia.
    Que a polícia investigue bem a fundo isso que vai achar mais coisa aí.

  4. É MAIS UM ALIENADO TODO. O BRASIL ESTÁ CHEIO DESSES IDIOTAS, VIVA A EDUCAÇÃO NA ÉPOCA DOS MILITARES.
    DA MANEIRA QUE P T IMPLANTOU ESSE TIPO DE EDUCAÇÃO NO PAÍS, E NÃO QUEREM MUDAR, VAI CONTINUAR EDUCANDO ERRADO E APARECENDO SEMPRE ALIENADOS APRONTANDO.

  5. Não precisamos políticas o assunto, porém está claro que a educação e as leis precisam serem mais rígidas e cumpridas. O ser humano tem uma tendência de respeitar só o que teme. Enquanto essa hipocrisia do politicamente correto persistir a tendência é piorar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome