Petrolina soma mais 64 casos confirmados e 38 curas clínicas do novo coronavírus

3
Foto: Ascom PMP/divulgação

Petrolina teve mais 64 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) e 38 pessoas recuperadas da doença nas últimas 24 horas. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) desta quarta-feira (23). O total de contaminados pela doença passa para 5.220, enquanto as curas clínicas chegam a 4.135.

Dos novos diagnosticados, 62 foram através dos 238 testes rápidos realizados pela prefeitura e dois por exames laboratoriais. Dos testes, 31 são pessoas do sexo feminino, com idades entre 1 e 59 anos, e 31 do sexo masculino, entre 8 meses de vida e 61 anos. Por exames laboratoriais são duas mulheres, de 30 e 37 anos.

Do total de casos até o momento, 4.331 foram confirmados por testes rápidos da prefeitura e 889 diagnosticados através de exames laboratoriais. Petrolina continua com 89 óbitos por Covid-19.

Leitos

A taxa de ocupação geral dos leitos de UTI da rede pública é de 22,95%. Dos 61 leitos disponíveis, 14 estão ocupados, sendo 11 por pacientes de Petrolina e 3 por aqueles de outras cidades da região. Os dados completos podem ser acessados pelo link.

3 COMENTÁRIOS

  1. Altíssima a taxa de “positivos” entre os testados: 26%! Imagina se se testassem 100% da população de Petrolina – 354.000 habitantes – e esta taxa de “positivos” se confirmasse: seriam 92.000 pessoas infectadas pelo Covid-19. Com a taxa de mortalidade de 1.71%, conforme os dados divulgados, teríamos 1.574 mortes pela Covid-19.
    Esta taxa é aterrorizante.

    • Pois é, cenário preocupante!
      Esse número divulgado de casos novos já assusta, mas infelizmente não reflete a realidade, pois há muita subnotificação, com mais pessoas infectadas, sem diagnóstico, e que não entram nesses dados oficiais. Estima-se que a quantidade de infectados é cerca de 10 vezes maior que o registro dos casos. E eles estão por aí, disseminando o vírus.

      A única certeza e segurança que temos agora é manter os cuidados, até que ocorra a vacinação em grande escala.
      Muitos colocarão a própria saúde e, pior, a saúde dos outros em risco, por falta de PACIÊNCIA, ou pura ignorância, nesse momento.
      É irresponsabilidade liberar tudo agora, estimulando as pessoas sem muito conhecimento/ consciência a voltarem à vida normal, se aglomerando sem necessidade, quando ainda não há segurança.

  2. E aterrorizante e a população esta eufórica , ninguém quer e não pode ficar em casa, vejo pessoas indo ao shopping só para sair de casa, pessoas em bares como se a cerveja fosse a última maravilha do mundo, enfim o que se percebe é que já tem vacina a CURA chegou! !

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

19 − 4 =