Perito criminal contesta Sanguinetti sobre Caso Beatriz: “Irresponsabilidade”

por Carlos Britto // 16 de janeiro de 2022 às 17:14

Apesar da prisão de Marcelo da Silva, 40 anos – o assassino confesso da menina Beatriz Angélica – anunciada na última segunda-feira (10) pela Polícia Civil de Pernambuco (PCPE), o caso ainda desperta controvérsias. Em entrevista exclusiva a este Blog, o perito criminal aposentado da Polícia Federal (PF), Edson Pacheco, rebateu declarações concedidas à imprensa local pelo médico da Polícia Militar de Alagoas, George Sanguinetti, o qual ficou nacionalmente conhecido por questionar as investigações dos assassinatos do empresário Paulo Cesar Farias e de sua namorada Suzana Marcolino, além do da garotinha Isabella Nardoni.

Pacheco afirmou que alguém tinha de defender a Perícia Criminal Oficial do Caso Beatriz. “São profissionais de excelente qualidade”, destacou.

Pacheco está convicto no que diz. Com uma vasta experiência na área, ele é Mestre em Perícias Forenses, Doutorando em Criminologia e Ecologia Humana e professor do curso de Direito da Faculdade de Petrolina (Facape). Para o especialista, qualquer pessoa que tire conclusões sobre o caso e não tenha conhecimento direto do que aconteceu na investigação ou nas perícias realizadas “é um irresponsável”.

Sem citar diretamente Sanguinetti, Pacheco argumentou que a polícia agiu corretamente em não permitir o acesso do médico  às provas do crime, ocorrido há pouco mais de 6 anos no Colégio Maria Auxiliadora. “Só quem pode ter acesso às provas são as pessoas envolvidas na investigação. Não é qualquer um que pode chegar e dizer ‘eu quero ver as provas, seu delegado’. Não é assim que funciona. E se alguém tiver fundamento para isso, requeira ao Ministério Público, à própria polícia”, pontuou.

DNA

Para Pacheco, o DNA do provável assassino de Beatriz recolhido da faca utilizada na noite do crime pode ser considerada uma prova “robusta e contundente”, porque o indivíduo, quando identificado, não tem como questionar. Ele acredita ainda que Marcelo pode, sim, ter agido sozinho, conforme a versão oficial da PCPE. “A vítima não tinha tanta força para oferecer resistência. Eu estive no local e ajudei a processar em termos de revelação de impressão papiloscópica. É um corredor escuro, e à noite ele pode ter feito isso sozinho. Houve pessoas que viram esse indivíduo em atitude suspeita, umas quatro ou cinco pessoas, e certamente a polícia vai buscar outras provas. Reconhecimento, por exemplo. O reconhecimento não é uma questão definitiva, mas não deixa de somar ao DNA”, frisou.

O professor da Facape disse compreender a cobrança por mais provas para o Caso Beatriz. No entanto, ele acredita que a polícia irá apresentar novos indícios que corroborem com o que levou à prisão do assassino confesso de Beatriz.

Outro ponto polêmico contestado por Pacheco, em relação a Sanguinetti, é o fato de o homem preso na semana passada já ter antecedentes pela prática de estupro de criança, mas foi tratado por Sangunetti por “um pobre homem”. “Como você pode afirmar que estuprador de criança não comete homicídio? Não faz nenhum sentido. Muito pelo contrário. O que a gente vê, na verdade, é que é muito comum estupradores praticarem homicídio. Então, uma pessoa chegar na imprensa e falar que tem certeza que não foi ele (Marcelo), e que o fato do indivíduo ser estuprador não é histórico de ser homicida, eu acho isso até uma irresponsabilidade”, concluiu.

A entrevista completa você vai ouvir nesta senda feira, meio dia, no programa Painel 100,7 na Grande Rio FM e pode ainda assistir ao vídeo no Instagram do Blog.

Perito criminal contesta Sanguinetti sobre Caso Beatriz: “Irresponsabilidade”

  1. Maria disse:

    Na realidade, já se criou tantas estórias no imaginário de parcela do povo, que algo diferente é motivo de polêmica porque não casa com o imaginário, mas vamos para frente.

  2. Tibério Leandro da Silva disse:

    Sanguinetti tem experiência de sobra para nesse tipo de crime, ele já conseguiu aportar falhas de peritos renomado e esses do caso Beatriz. Se ele falou tá falado e Ponto Final.

  3. Janaine disse:

    Tem que provar e mais não é só a mãe que quer provas e sim toda a nação brasileira.
    QUEREMOS PROVAS URGENTES

  4. critico disse:

    Se o indivíduo morava na rua, as câmeras de segurança do centro captavam ele, mas pq não foi encontrado nas câmeras de segurança da época?

  5. Tibério Leandro da Silva disse:

    Essa é currículo de Sanguinetti;

    Paulo César Farias e Suzana Marcolino,
    Denise Piovani
    Isabella Nardoni
    goleiro Bruno e Eliza Samudio e vários outros

    Esses peritos do caso Beatriz são são pário no currículo. Em suma, se ele falou tá falado!

  6. Augusto disse:

    Acredito que experiência não falta ao professor Pacheco, outra coisa é desconfigurar, desacreditar dos profissionais imbuídos no caso.
    O que falta realmente é ser conhecedor do caso de verdade, não apenas por canais de televisão, dando credibilidade aos “peritos paisanos”.

  7. Daniele Marques disse:

    O professor Pacheco foi perito na PF por muitos anos, tem experiência de sobra para rebater quaisquer afirmações que lhe pareçam ser controvérsias. Tem conhecimento do caso, e competência técnica.

  8. Junior disse:

    Veja quantos laudos Sanguinetti acertou?

    No caso de Isabella Nardoni disse que foi um pedófilo…foi o pai e a madrasta.

    No caso de Eliza Samudio disse que o goleiro Bruno bao participou do crime.

    Só acertou no caso PC farias. O restante ele errou. Quer ibope. É um mala.

  9. Fábio Carvalho disse:

    Conheço bem o trabalho do Perito Federal Pacheco, profissional muito qualificado, estudioso do assunto e preparado, não só na perícia Criminal como um todo, mas na perícia papiloscopia Criminal, além do mais tem anos de experiência no trabalho da Polícia Federal, como também viu de perto e ainda ajudou a PC/PE nesse caso.
    A opinião deste profissional deve ser escutada.

  10. Beatriz disse:

    Busquem mais informações. Sanguinette NÃO é Perito Criminal. Ele é professor de medicina legal na UFAL. Como aluna, digo que ele gosta é de holofotes. Tem necessidade de se envolver em polêmicas. Afirmou que Isabela Nardoni não foi assassinada pelo pai e pela madrasta, que conhecimento tinha para afirmar isso? Posteriormente, foi provado pela Perícia Criminal que SiM, a madrasta e o pai foram responsáveis pelo assassinato.

  11. Philips Uruma disse:

    Ótima entrevista, concordo com o convidado, esse senhor não pode sair por ai falando abobrinha. É necessário ter respeito com a família e os profissionais do caso. No fundo ele é só um “troll” da rede, como vários.

  12. Fontes disse:

    Este Pacheco é Perito Criminal? Ou é Perito Papiloscopista? O pouco de conhecimento sobre o assunto, levantamento de impressão digital é atribuição exclusiva do Papiloscopista.

  13. Francisco Almeida disse:

    Essa história criada aí pra tentar dá um fim ao inquérito da Beatriz, é mais uma grande farsa.

  14. Luiz disse:

    Sanguinetti é perito criminal???? Eu achava que ele era médico legista!!! São profissionais distintos, eu vou pela tese de Pacheco….

  15. Joseilton disse:

    Então o ladrão quando vai roubar,ele apenas vai no intuito de pegar algo de valor, não de matar uma criança com 42 facadas,e vamos ser sincero,roubar dinheiro de uma criança de 07 anos,e as chaves que sumiram,e as imagens que foram apagadas,quem foi ? E a mando de quem esse assassinato !
    Irresponsável é esses que acham,que esse Marcelo é o culpado !.
    E essa digital do ex aluno,quem é esse ex aluno? Filho de quem ?.
    Deve ter muita influência,porque é um mistério. O certo é federalizar esse caso!.

  16. Rogerio disse:

    Já que Sanguinetti e tão bom, qual crime ele resolveu? Ele só abre a boca pra criticar e muita mídia em cima. Qual o caso que ele pegou do começo ao final e resolveu?

  17. Matheus Araújo disse:

    Em nenhum momento o professor Pacheco citou o nome de Sanguinetti, mas vamos aguardar a entrevista. Fui olhar o currículo dele e vi que foi Papiloscopista da PF e depois passou para Perito Criminal da PF. Além de ser professor de Criminologia a mais de 12 anos e também mestre e doutorando na área. Ou seja, no mínimo, o cara sabe o que está falando. Estamos muito acostumados a baixar a guarda para os blogueiros de plantão que amam aparecer, e me parece que o professor Sanguinetti se enquadra nesse grupo.

  18. Crítica disse:

    Não compreendi uma coisa, o professor Sanguinetti traçou o perfil do criminoso sem ser Perito na área e sem ter acesso ao processo como? Com pó de Pirlimpimpim??? Vamos ter mais seriedade e respeito com os envolvidos e com toda a sociedade que clama por uma resposta.

  19. Vilarim disse:

    pode ter feito infinitos cursos e ter a maior graduação do planeta. Mas como perito não fez 50 perícias na PF. Experiência de campo é o que realmente conta e não só estudo.

  20. Apesar de muitas provas, gostaríamos de saber
    : quem é o ex-aluno, como o homicída adentrou ao colégio, ( pessoas desconhecidas não tem acesso em festas desse tipo),quem permitiu, por que a freira foi para a Itália. No m

  21. Gutenberg Souza disse:

    Ceetamente não sou criminalista nem tampouco papilocopista, mas, sinceramente, essa aparente solução apresentada pela PC-PE não foi convincente nem pra mim nem para, acredito, para a maioria dos brasileiros que acompanham o caso. A justificativa de que a demora foi apenas devido às exigências que se impõe à inclusao dos dados no banco de DNA e coincidentemente anunciada após a ampla exposição midiática da peregrinação que fez a mãe em busca de uma resposta? Isso me pareceu muito oportuno pois foram imensamente pressionados a apresentarem uma solução à sociedade, ou seria o Marcelo apenas um bode expiatório!!??

  22. Iane Lima Nunes de Azevedo disse:

    O assino era um andarilho que saiu em busca de moedas, saiu pelas ruas entou no Colegio Auxiliadrora por uma porta que só abre por dentro, foi até o bebedouro “escuro” e funcionários nao viram nada, às imagens sumiram, um funcionário apagou sem ordem de seus superiores, esse funcionário era representado por um dos advogados mais caros da cidade, talvez sua defesa custou-lhe o que o mesmo não recebe de salário em cinco anos !!!
    A escola não diz nada sobre as chaves que sumiram???
    E sobre o piso da sala que tentaram trocar??? E sobre o seu funcionário que apagou as imagens do dia do crime, sobre o ex aluno que deixou impressão palmar na porta da sala em que a criança foi encontrada morta??
    É uma sucessão de erros que não convence NINGUÉM!!!

  23. Miguel Mora disse:

    Quem tem boca e dedo fala e digita o que quer. Ninguém aqui tem acesso ao processo de Beatriz, ou a qualquer informação sobre o número de perícias assinadas por nenhum Perito Criminal da PF. Ou seja, muitos agem com a mesma irresponsabilidade de Sanguinetti, com falácias e agismos.

  24. Antichrist disse:

    Será que vai virar um caso Serrambi 2? Federalização já !!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.