Pais da menina Beatriz reúnem-se em Brasília com presidente da Comissão de Direito Humanos da Câmara

3
Foto: reprodução/Facebook

Os pais da menina Beatriz Angélica Mota, Sandro Romilton e Lucinha Mota, estiveram ontem (18) em Brasília (DF). Eles foram recebidos pelo presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, Hélder Salomão (PT-ES), que se comprometeu em ser “mais uma voz na defesa da justiça” para esclarecer o crime brutal de Beatriz, ocorrido no Colégio Maria Auxiliadora, em Petrolina, onde ela estudava, no dia 10 de dezembro de 2015.

Em reunião com o casal, Salomão mostrou-se disposto a colocar a comissão para agir, dentro das prerrogativas, cobrando celeridade nas investigações.

O parlamentar recebeu das mãos de Lucinha um relatório apontando várias falhas na investigação feita pela Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) e que pede a federalização do caso. Salomão informou que o primeiro passo será apresentar aos órgãos de segurança locais e ao governo do Estado um ofício solicitando esclarecimentos. Em seguida a comissão fará uma audiência pública para ouvir investigadores e testemunhas do caso. Por fim, a Procuradoria Geral da República também será acionada.

O encontro de ontem foi mediado pelo deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ), que não integra a comissão mas abraçou a luta. Já o deputado pernambucano Túlio Gadelha (PDT), vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos, também recebeu o relatório e se comprometeu a agir prontamente. Desde o crime, há três anos e meio, o assassino (ou assassinos) da menina continua à solta.

3 COMENTÁRIOS

  1. Tomara que providências sejam tomadas pra elucidação do caso e pra que o assassino – ou assassinos – pague pelo crime. Que a Comissão de Direitos Humanos enxergue a dor desses pais e não a condição do criminoso, colocado como vítima, como de costume.

  2. Infelizmente este caso vem se somar aos tantos outros milhares que não são elucidados no país, são apenas 8% dos homicídios que tem solução. Polícia vagabunda essa do Brasil. Ainda querem ser valorizados, sem demonstrar o mínimo necessário de produtividade para tal.

  3. Realmente já está mais do que na hora disso acabar, que situação em.

    Porque será que a Sra. Lucia não tomou essa atitude meses e meses atrás?

    Agora Sra. Lucia que vem se decepcionar com a policia de Petrolina-PE?

    Não posso nem devo aqui julgar, mais está parecendo articulação.

    Ainda mais depois que a senhora se achou no direito de difamar pessoa honesta, de caráter, de família digna, profissional, querendo fazer justiça da sua forma, o que queriam ou querem, convencer a sociedade?

    Não sou eu a pessoa correta para dizer aqui ou no lugar certo, mais tenho um parente, um senhor que trabalha dentro da delegacia há muitos anos, sabe muito, já me contou muita coisa, principalmente falhas nessa investigação desde o inicio que obviamente nenhum deles vão divulgar isso.

    Policia despreparada, deixaram muita coisa acontecer etc.

    Como pessoa, como um bom pai de família que sou, nesse feriado, peço aqui a nosso pai eterno, que te ajude sim Sra. Lucia, isso deve ser resolvido, mais peço também que a senhora, que tenha mais cautela com suas palavras, não é interessante as pessoas estarem agredindo a senhora, imagino que tem sua indignação, da mesma forma a senhora não deve querer prejudicar pessoas idôneas para justificar erros de instituições, pois gera também indignações contra a senhora.

    Gostaria de escrever mais, sobre que sei que convivo e conheço só que não posso, por respeito a meu parente, e até a minha pessoa.

    Bom feriadão a todos e que DEUS ilumine a Senhora e toda essa situação

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome