Pacientes de Petrolina podem perder rins transplantados por falta de medicamentos

1

IMG_3644Pacientes de Petrolina com rins transplantados estão correndo o risco de perder os órgãos por causa da falta de medicamentos contra a rejeição do transplante. A situação tem afetado diretamente a vida da comunitária Luciana Marques, que diz não saber a quem recorrer para resolver o problema.

É uma situação muito difícil porque a gente sabe que precisa disso para sobreviver, e a gente não está pedindo nada a ninguém. Só estamos aqui lutando por uma coisa que é um direito nosso. A gente fica sem saber a quem recorrer. A vida já é difícil, não podemos trabalhar e ainda precisamos arrumar dinheiro onde não temos para comprar remédio. É uma falta de respeito“, lamenta Luciana.

Ela conta que os pacientes precisam utilizar diariamente três tipos de remédios – um deles chega a custar cerca de R$ 4 mil. Os medicamentos deveriam ser disponibilizados pela 8ª Gerência Regional de Saúde (Geres), mas Luciana diz que a gerência não dispõe do remédio há cerca de seis meses.

Tem um remédio mais barato que eles [Geres] deveriam fornecer para nós, mas estão em falta há quase seis meses, e estou comprando. Mas tem um outro remédio caro que custa quase R$ 4 mil, que também está em falta. Aí eu pergunto: quem tem condições de comprar?”, indaga a paciente.

Em entrevista ao programa ‘Manhã no Vale’, da Rádio Jornal, uma representante da 8ª Geres admitiu que a gerência estaria sem receber o remédio. A 8ª Geres também esclareceu que “pegou emprestada” uma caixa de medicamentos em Senhor do Bonfim (BA) para solucionar a carência imediata de alguns pacientes.

1 COMENTÁRIO

  1. Infelizmente esse problema está acontecendo também em outras cidades do estado de Pernambuco, como com uma prima que mora em Serra Talhada… absurdo Governador. Reportagem esta no Blog o Farol.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome