Operação contra corrupção e peculato afasta prefeito de Itapissuma pela segunda vez

por Carlos Britto // 29 de junho de 2021 às 17:10

Foto: Divulgação/PC

O prefeito de Itapissuma, na região metropolitana do Recife, Zé de Irmã Teca (PSD), foi afastado do cargo pela segunda vez nesta terça-feira (29). Ele é investigado pela segunda fase da Operação Dragão do Mar, deflagrada pela Polícia Civil de Pernambuco (PCPE). De acordo com a polícia, a operação investiga crimes de peculato, corrupção, fraude à licitação, falsidade ideológica, frustração de direito assegurado por Lei Trabalhista e crime de responsabilidade.

Os candidatos recebiam uma bolsa de R$ 900 para fazer cursos de qualificação. “No entanto, este programa não obedecia às leis trabalhistas e não respeitaram um procedimento seletivo simplificado, escolhendo funcionários da prefeitura recém demitidos, parentes dos políticos“, explicou a polícia.

Nesta terça-feira foram cumpridos 24 mandados de suspensão de exercício dos cargos de empregos ou funções públicas pelo prazo de 180 dias, sendo uma das ordens para o prefeito Zé de Irmã Teca, bem como 26 mandados de busca e apreensão domiciliar. Todos os agentes e servidores públicos investigados e nominados na representação policial foram afastados dos seus cargos.

Foram identificados R$ 11 milhões de reais pagos de forma indevida. “Vamos ver o que será possível recuperar”, acrescentou a delegada. O material apreendido será periciado para dar subsídio à sequência das investigações. (Fonte: Folha-PE)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *