Odacy Amorim e a vaga na Câmara dos Deputados que pode cair em seus braços

4
Foto: Blog do Carlos Britto

Recém-saído de uma disputa majoritária em Petrolina, Odacy Amorim (PT) não teve lá esse desempenho que se esperava dele. As expectativas, mesmo com todo o favoritismo do prefeito reeleito Miguel Coelho (MDB), era de que o petista pudesse ao menos terminar o pleito como a principal voz de oposição no município, mas terminou somente em terceiro lugar, com 15.345 votos – pouco atrás do estreante Julio Lossio Filho (PSD), que obteve 15.567 votos.

Odacy também ficou em terceiro na sua terra-natal, o Distrito de Rajada, zona rural de Petrolina, surpreendendo muita gente. Mesmo assim, o petista ainda tem motivos de sobra para comemorar nas eleições deste ano.

O motivo está na capital, Recife, onde outra petista, Marília Arraes, tem fortes chances de vencer a disputa pela prefeitura contra o primo dela, João Campos (PSB). Se isso acontecer, ele assume a vaga na Câmara dos Deputados, que é de Marília, pelo fato de ser o primeiro suplente do Partido dos Trabalhadores.

Desde quando aceitou encarar, em 2004, a vice de um desgastado segundo governo de Fernando Bezerra Coelho (MDB), o qual partia para disputar a reeleição a prefeito de Petrolina, a vida de Odacy deu guinadas, e continua dando. Com a vitória de FBC por uma diferença apertada contra Gonzaga Patriota (PSB), ele virou vice e assumiu a prefeitura da maior cidade do Sertão pernambucano quando o então candidato a governador do Estado, Eduardo Campos (PSB), foi eleito em 2006 e convidou Fernando para sua equipe de governo, dando-lhe a pasta de Desenvolvimento Econômico.

Ficou 2007 e 2008 no cargo de prefeito, mas por uma desavença interna do PSB (legenda da qual fazia parte à época), não disputou a reeleição. Elegeu-se deputado estadual, perdeu para federal, foi para o Governo Paulo Câmara e agora a vaga na Câmara dos Deputados pode cair nos seus braços. Como Odacy é um homem de fé, certamente Deus não está deixando de guiar seu caminho.

4 COMENTÁRIOS

  1. Oposição, no sentido de sempre fiscalizar, deve ocorrer com mandato ou sem mandato. O fato é que Odacy silenciou e apareceu somente para concorrer a prefeito. Caiu no esquecimento e pagou o preço. Hoje, quem não é herói pousa como tal no meio de um povo cego politicamente. Fica a lição para efetiva correção.

  2. Grande notícia pra região do São Francisco. Mais um deputado federal e com R$ 15 milhões de emenda individual impositiva no orçamento , ou seja, que o presidente não pode barrar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome